Seguidores

terça-feira, 18 de maio de 2010

Joca Faria






A grande teia chamada ueb.





Enquanto ouço Podres Poderes de Caetano Veloso e escrevo este texto que graças ao Google Tradutor poderá ser traduzido para mais de cinquenta idiomas imaginem Fernando Pessoa, Gláuber Rocha ou qualquer artista de genialidade em toda a história humana parafraseando Lula nunca tivemos uma tecnologia desta ao alcance de qualquer gênio humano. Um Albert Einstein ou qualquer cientista ou filosofo com uma tecnologia destas nas mãos faria miséria em termos de criação. Alguém vai me dizer que uma tradução desta não é fiel sim não é. Mais as possibilidades são ilimitadas e eu que me presumo criador e para superar minhas mediocridades tenho que avançar nas pesquisas e na criação. Podemos saltar neste abismo e voar. Chega de choro de cobrar o estado as empresas e tudo o mais. Estamos numa era de novas possibilidades os conceitos mudam. Tão rapidamente terminado este texto qualquer ser humano se assim se interessar poderá lelo em meu blogue. E interagir com esta obra com este autor. Posso ser detonado, ridicularizado até ser idolatrado.

Mas não me interessa e sim a experimentação me interessa.. Vou saltar devemos saltar e recriar o mundo. Nos conectarmos a esta grande teia de pensar e agir.

Imaginem um Gláuber Rocha com uma câmera de 12 pixeis ou um Mazzaropi fariam horrores não teriam limitações quantos longas experimentais estão sendo feitos no mundo neste exato momento. E não me venham falar das limitações de dinheiro já ouviram falar em cooperação em grupos se unindo para produzir ou até mesmo sozinho hoje tudo é possível. Até aprender a ganhar dinheiro para sobreviver com sua arte ou até a falta dela. Tenho vistos filmes nacionais mal dirigidos mas isto também faz parte do processo a falta de talento e evidente mas mesmo ela é importante são processos coletivos que chegam e não devemos ficar parados mãos a massa. A arte se constituem de erros e acertos. Mais erros do que acertos. E errar é um grande prazer. Tão quanto acertar. Eu aqui de minha pequena aldeia estou ligado a milhões de outras aldeias. O MUNDO ESTA CONECTADO. As coisas podem acontece e não acontecer e ouço Odara de Caetano Veloso mas posso ouvir a sua música, ver seu desenho, assistir ao seu filme. A industria cultural vai ser totalmente mudada. A imprensa será outra. Vivemos a democracia digital. E agora não nos resta outra opção além de criar recrear e descri ar. De experimentar todas as possibilidades desenvolver novos programas. O GOOGLE esta digitalizando todos os livros já feitos.

Talvez ainda não achem o meu. Estamos ai vivos com tamanhas possibilidades. Quero é viver sentir e experimentar. Sou criador somos criadores devemos vencer nossos limites chega de resmungar, reclamar as licitações públicas para a arte estão ai, façamos ou não as façamos mas estão ai. Eu quero é criar e recriar . Sampe ar, editor e reeditar. Dominar os programas e aprender a ganhar dinheiro com tudo isto. Pois estou bem vivo as faculdades a distancia estão se firmando. Daqui a pouco teremos canais com aulas de nível universitário o conhecimento esta ao alcance de todos.

Governos se esforçam para facilitar este acesso. Empresas para ter lucros. E a sociedade civil. Indivíduos e coletivos plugados nesta grande teia. Disto tudo nascera´uma nova economia que seja mais solidaria e distribuidora de recursos. Um novo saber se alcança. Que a metafisica seja desvelada este conhecimentos estão ai para o mal e para o bem depende de como o saberemos usar.

Tudo depende de nós. E agora José?

Vamos em frente as revoluções acontecem a todos os segundos. Que aproveitemos tudo isto para aprender a nós decifrar. Para não sermos devorados no fundo do abismo.





João Carlos Faria



Editora Pasárgadas



Joca Faria


The big web called UEB.


While Podres Powers hear Caetano Veloso and write this that thanks to Google translator can be translated into over fifty languages imagine Fernando Pessoa, Glauber Rocha or any artist of genius in human history paraphrasing Lula never had this technology available to any human genius. An Albert Einstein or any scientist or philosopher with a technology in the hands of these would make in terms of creating misery. Someone will tell me that a translation is not faithful but is not. More possibilities are limitless and I presume that I overcome my creator and mediocrities have to advance research and creation. We can jump into this abyss and fly. No more tears to charge the state companies and everything else. We are in an era of new possibilities concepts change. As quickly ended this text any human being could well be interested lelo on my blog. And interact with this work for this author. Can be detonated, mocked up to be idolized.
But I do not care but I care about the trial .. We'll jump jump and recreate the world. Connect us to this great web of thinking and acting.
Imagine a Glauber Rocha with a camera of 12 pixels or a Mazzaropi horrors would not have as many long experimental limitations are being made in the world right now. And I will not mention the limitations of money have heard of cooperation in groups teaming up to produce or even alone today everything is possible. By learning to make money to survive on his art or even lack thereof. I have seen domestic films misdirected but this is also part of the process and evident lack of talent but that it is important collective processes are arriving and we must not stand idly by hand mass. The art form is of right and wrong. More errors than hits. And making mistakes is a great pleasure. So as to hit. Here I am in my little village on the millions of other villages. THE WORLD IS CONNECTED. Things can happen and not happen and hear Caetano Veloso Odara but I can hear your music, view your drawing, watch your movie. The cultural industry will be totally changed. The press is another. We live in a digital democracy. And now we have no other option than to create and recreate described air. To try all possibilities to develop new programs. Google is scanning every book ever made.
Maybe not even find mine. We live there with such great possibilities. I want to feel and experience it live. I am the creator we must overcome our limits creators comes whining, complaining bids for public art are there, do or not do but they are there. I want is to create and recreate. Sampe air, editor and republish. Mastering the programs and learn to make money with all this. Cause I'm alive and colleges at a distance are becoming established. Soon we will have channels with college-level classes such knowledge available to everyone.
Governments strive to facilitate this access. Companies to take profits. And civil society. Individuals and collectives plugged into this great web. Nascera'uma all this new economy that is more solidary and distributor of resources. New knowledge is achieved. That metaphysics is unveiled this knowledge are there for evil and the good depends on the know use.
Everything depends on us. And now Joseph?
Come forward to the revolutions happen every second. That we take all this we learn to decipher. Not to be eaten at the bottom of the abyss.


João Carlos Faria

 Editora Pasárgadas

Um comentário:

Anônimo disse...

Poisé, tanta tecnologia à disposição e você não se dá ao trabalho nem de revisar o texto pra tirar os erros de português. Faça um favor pra todos nós: pare de encher as listas que você frequenta com sua autopromoção. Não é por que ficou mais fácil que você vai entupir computadores alheios com seu lixo virtual.