Seguidores

quarta-feira, 28 de abril de 2010

Joca Faria






CLARICE QUE É CAMILA E TORNAR-SE CLARICE







Clarice se faz presente através de Camila. Nome Próprio seduziu-me completamente vejo Camila vejo Clarice. E chego ao Nome Próprio de JOHN FANTE. Quero desvendar suas páginas. Quero desfrutar de Camila. A poesia contida neste filme tem imensos sentidos além da beleza de Leandra Leal. Vejo descoberta-se. As Retinas novamente se abrem ao novo. E velho a poesia faz -se fluir faz se sentir. Varias cancões tomam – me de assalto neste ensaio poético. Deixo as Deusas me inundarem a uma mulher me esperando além de Tropa-bana. Quero navegar no mar do amor que ainda não tive. Hoje num capitulo de Lost me veio o amor. Que o personagem sentia. Como numa frase perdida de Frank Maciel. - TODO ATO DE AMOR , É UM ATO SAGRADO . É DA NATUREZA DO AMOR QUE NASCEM TODOS OS MILAGRES -

O amor esta além da logica Cartesiana. Do raciocínio metódico. E de uma vida inteira sem o desvendar. O amor é luz presente mesmo quando nos achamos em trevas. O amor é Judas nos infernos a buscar uma alma que busque uma centelha de luz. O amor esta além de nossa compreensão de nossos desejos. Clarice para mim sempre foi a metáfora de uma mulher completa. E as vezes distante e mesmo assim perto. A liberdade e amor. Um dia chegaremos a condição de anjos?

Clarice que é Camila e tornar-se Clarice METAFORAS … METAFORICAS … que nunca desvendamos. Eu perdido nas madrugadas longe de sonos . Materiais tento romper a ilusão de Matrix. A mulher é o caminho. Não há outro além do oposto. Quero catar as migalhas de pão que deixei e que nenhum pássaro ousou comer e sair fora deste labirinto. Estou sempre a Seis Passos de UM abismo. QUANDO conseguirei saltar?

Preciso enxergar além das Retinas … preciso voar ao lado de Clarice que tornar-se Camila que é Clarice. Eu sou o abismo que as trevas me prendem a luz esta dentro de mim.

Dentro de ti Camila , Clarice que nome de mulher tiveres. Só tu tens a chave. Que me tira deste deserto.

João Carlos Faria



Nenhum comentário: