Seguidores

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

WADO

Atlântico Negro

Joca Faria

A noite se faz. Ouço Wado no cd Atlântico Negro enquanto busco a inspiração que veio na faixa 7 Pavão Macaco de Wado. Assisti ao show desta figura no SESC São José dos Campos com certa relutância seu show foi ganhando espaço. Geralmente vou lá aos sábados procurando pessoas. E as encontro e descobri alguém da nova safra, mas o novo sempre nos causa estranheza. Escrevo há um tempo e ás vezes acabo relendo meus textos num jornal qualquer. Já experimentaram ir ao Google e puxar seu nome e lá vem algumas coisas que fizemos ou escrevemos há anos atrás é muito estranho a temática e sempre a mesma. Mas o som de Wado não é o mesmo. Sexta- feira em silencio doméstico me faz bem. A solidão na maioria das vezes não é tão ruim assim.
Hoje vi vários comentários sobre as angustias de Nélio Fernando deixa o cara escrever. Que escreva abra blogs e o que mais quiser. Temos que fingir o tempo todo dar sorrisos com dores de dente?
Este admirável mundo novo nos faz aprender a fingir o tempo todo? Talvez falte a Nélio é uma pitada de literatura. Não é o que falta ao som de Wado. Este sim uma novidade bem madura.
Hoje lendo a parte de vendas de serviços sexuais no Valeparaibano me deu vontade de me anunciar lá homem de 40 anos, 1,72. Barrigudo procura mulheres para sexo pago só mulheres.
Iria ficar estranho anunciar, mas não estou com disposição de gastar uma grana não. Troquei meu teclado que pifou em plena aula.
Nossa este Wado tem uma sonoridade interessante. Um dia gravo algo tão bom assim. Vamos trabalhando em breve sai o cd Pasárgada da nova safra de poetas brasileiros. Que simplesmente residem em SÃO JOSÉ.
Mais de um ano após ser gravado um parto. Mas deixemos as coisas acontecerem.
A vida está ai para ser vivida. O banhado para ser visto e admirado com a Serra da Mantiqueira ao fundo.
E o Rio Paraíba com seus hormônios femininos que coisa e o Dr. Coimbra sempre avisou e hoje saiu um artigo no Vale.
Epa por isto que a Adhemar de Barros anda cheia de gente esquisita. Olha a patrulha do politicamente correto ai gente.
Chega de sermos babacas e hipócritas no geral as pessoas estão desesperadas não só pela falta de grana, mas a falta de perspectiva.
Do que sempre vai acontecer e nunca acontece. A vida hoje está sendo bem representada nas séries globais A grande família e Aline que lembra muita gente que conheço.
A vida não é um Reality Show tão bem descritos no livro Cultura da Convergência de Henry Jenkins .
E nem a fantasia que se paça no Programa Vitrine a vida é dura e suave quando ouvimos Wado com sua sonoridade de 2009.
Wado esta ai presente e nos fala de hoje de nossas dores e amores. Com uma sonoridade urbana , mas com o toque da ciranda de roda.
É Brasil estamos ai He He He Vanguarda ...

João Carlos Faria

Editora Pasárgada


http://www2.uol.com.br/wado/

http://www2.uol.com.br/wado/index2.html

Nenhum comentário: