Seguidores

terça-feira, 20 de outubro de 2009

NÓS SOMOS ASSASSINOS

Joca Faria

Vendo a foto de um urso branco num mergulho para o nada do oceano. Na hora salvei em minhas pastas e imprimi a foto. Que coisa a que ponto chegou nossa doce humanidade estamos causando a morte de milhares de urso. Isto me faz sentir num pântano a afogar numa areia malvediça. Em nosso pais policiais morrem num tiroteio e caem com seu helicópteros e o que mais me desconcerta e as pessoas gritarem quando mandamos nossos textos me tirem da listas estes imbecis vivem em que mundo?
Não sentem dor nenhuma não esperem de mim poemas doces e palavras amorosas poço até fazer. Mas falo de nossas dores humanas. Não sei se o que escrevo é crônica, poesia eo diabo que nunca nos carregue. Quando escrevo tento me convencer que ainda podemos mudar a cena em que vivemos .
Não consigo julgar aos outros que gritam ... Que Nélio, Franklin, Edu Planchez ... Gritam também me doe. Podem nos tachar de porras loucas muitas vezes vagabundos , mas estamos ai gritando... Alguns imbecis acham que porque todos ganham quinhentos reais temos que ficar em silencio. Não fico. Não ficaremos só ficarei em silencio o dia em que morrer ou enlouquecer. E isto esta muito longe ou perto demais. Deixamos de ser covardes e tentemos mudar este jogo que nos leva ao abismo civilizatório.
Chega deste discurso besta que tem uma família para cuidar. Pois as novas gerações não terão nada se não fizermos algo novo e inesperado hoje.
Madre Tereza, Cora Corolina, Irmã Dulce nas suas épocas fizeram o que era para ser feito. E nós caras pálidas fazemos o que para salvar o próximo e a nós mesmos?
Chega de morrermos de medo destas autoridades que ai estão constituídas. Eles não são nada diante da possibilidade da construção de uma nova civilização.
Cara você está fora do sistema mesmo achando estar dentro. Levante sua bunda da cadeira e mexa-se usando a possibilidade da inteligência coletiva que é o mundo virtual.
Podemos criar uma nova economia. Como programas como LINUX que é pura colaboração coletiva a Wikipédia. Nós enquanto seres indivíduais e enquanto coletivo podemos desenvolver uma nova teoria governamental. E idiotas gritam tirem- me da listas.
Uma nova forma de mercado que não seja a exploração do homem pelo homem. E do homem querendo sobressair a mãe natureza.
Somos unidades mesmo na diversidade. Podemos ser solidariedade enquanto alguém está na adversidade.
O estado nação está condenado. Em breve a internet terá tradução lingüística e todos os povos serão um só povo respeitando as diversidades culturais.
Este modo de operação do capitalismo é excludente. E o aceitamos. Nós somos a bala que derrubou aquele helicóptero nos somos os culpados pelas mortes dos ursos polares.
Nós somos quem dirige e mata jovens de droga. Nossa civilização é altamente destrutiva. Não sei se ainda dá tempo. De mudarmos ou se já estamos á beira do abismo.
Mas façamos alguma coisa, pois você junto comigo está se afundando nesta areia movediça.
Talvez ainda de tempo se não nos veremos no inferno.

João Carlos Faria

Editora Pasárgada

Nenhum comentário: