Seguidores

domingo, 7 de junho de 2009

Nossos hipócritas discursos ambientais?

Joca Faria

Ontem num pizzaria percebi que enchemos um prato de bordas de pizza. E ai José tudo vai pró lixo? Como terei coragem de fazer discursos ambientais? Também me alertaram que pagamos tratamento de esgoto a companhia que nos fornece água? E ai José´ nosso esgoto vai in natura para o rio?
Nos da classe média operária estamos bancando a poluição com a nossa mesquinha falta de atitude.
Na rica São José dos Campos quase todos somos classe média? Eita ilusão. Não passamos de tolos vazios que só servem para consumir.
Vejos lideres sindicais nos melhores restaurantes da cidade. E a José tudo é uma farça. Estamos consumindo em excesso estamos bem doentes?
Temos carências afetivas, sexuais. Torramos cartões de créditos para nos fartar da fantasia de ter.
Andamos de carros enquanto poderíamos usar transporte coletivo vinte e quatro horas? Não há transporte público para nossa classe média?
O Brasil imita o padrão Norte Americano de vida. Já imitamos os Franceses e daí José?
Podemos criar uma civilização Sul Americana e não passamos de otários, mentirosos e fascistas.
Nossa democracia é uma farça uma grande farça. Nossos partidos são grandes balcões de emprego.
Nossos filhos se matam usando drogas. Fazendo compras desnecessárias. Estudando sem criar sabedoria.
Consumimos livros e mais livros de esoterismos e não vivemos nada do que pregam os grandes mestres da Fraternidade Branca.
Já vivemos o Kaos quando saímos de casa já não sabemos se voltaremos vivos. Se teremos emprego no dia seguinte. Este medo e esta angústia nos levam ao consumismo ao álcool ao sexo só pela satisfação de um desejo de poder sobre outro ser humano.
Desculpem -me estamos criando um grande suicídio civilizatório. Também pudera criamos este pais a base da matança de Índios, Negros ...
Agora pagamos o preço de nossas mentiras. Os lideres corruptos que nos representam são reflexos de nosso analfabetismo politico.
Por hoje encerro. Enquanto haver pássaros,matas e crianças teremos alguma esperança?

João Carlos Faria

República de Pasárgada

Revolução, Literatura, filosofia e arte

www.entrementes.com.br

Nenhum comentário: