Seguidores

segunda-feira, 29 de junho de 2009

Acima de Anjos e Demônios

Joca Faria

Recebi as criticas sobre meu livro Retina e os CDs Kaoticidade e o Destino da chuva confesso que não esperava uma pedrada tão grande de Daillor Varella e também de Reginaldo Poeta Gomes no caso de Reginaldo ele citou um monte de gente fazendo aquela média boba que aprendi com Edu Planchez e uso até hoje. É estranho os poucos que estão com ele desde o primeiro poesia no prato sou e Almedanha um cara muito educado. Que tá se lançando neste universo de Anjos e Demônios agora eu que já´tenho uma estrada de mais de vinte anos.Tudo bem até a algum tempo atrás achava a poesia de Reginaldo inexistente aprendi a conviver com o ser humano e descobri a delicadeza de suas idéias. Poxa Reginaldo um dia você soltará o Verbo e mostrará suas garras ai será poeta por completo.
Já Dailor Varella em nosso inicio na comissão de literatura só veio pedra e mais pedra. Não respeitando a juventude caso o contrario de nosso José Omar de Carvalho poeta anárquico e apaixonado pela vida que foi executivo e professor este um grande amigo. E apoiador de uma geração surgida em SÃO JOSÉ DOS CAMPOS nos anos noventa pena que destes nomes só sobrou eu e Franklin Maciel.
Pois Marcelo Planchez chegou no final da comissão e botou a nossa Poesia na Ordem do Dia criando junto comigo os cds de poesia que já chega ao sua quarta-edição.
Vou montar uma editora de literatura e serei muito rigoroso mas nunca escreverei de uma maneira desdenhada como Dailor citou minha obra.
Confesso que entre os textos dele Dailor e a não poesia de Solfidone ainda hoje fico com Solfidone e sua inteligente loucura. E também Edu Planchez, Frankilin Maciel sem nenhuma média não sei se são poetas ou loucos são pessoas de difícil convivência mas um dia com eles vale um ano com Dailor Varela.
Para citar só um fato num ato de humor negro e porra louquice nós da extinta Irmandade Néo Filosófica rasgamos um LITTER editado por Dailor Varella por não considera lo a altura dos LITTER editado pelos revoltados de plantão desta cidade mal amada.
Estamos ai vivos agora com a internet e umas passagens para o Rio e Sampa começamos a dar novos passos deixamos a cidade para Dailor e muitos outros. Aqui eu já aprendi agora vou voar e conquistar o mundo pois não somos arvores, não temos raízes.
São José dos Campos amo esta cidade sua gente não seus entre aspas cidadãos da cultura.
No mais um bom vôo aos pássaros e aos que ficam pastando quem sabe um dia lés nasçam asas mas
cuidado com os anjos eles não são tão anjos assim eu busco estar acima de Anjos e Demônios nada menos que isto me importa.

João Carlos Faria

República de Pasárgada

http://www.youtube.com/watch?v=PHBf9PHo9_w
A poesia de Joca Faria

Joca é coração, não é cérebro.
E as verdades do coração trazem em si um sentimento de urgência arrebatadora que o cérebro em sua polidez fria e política é incapaz de compreender,porque sangra e o sangue que carrega em si a essência da vida também mancha.
Rebelde, anárquico, avesso às convencionalidades, Joca expõe através de seus atos e de sua obra controversa as falhas e defeitos que todos carregamos mas fazemos de tudo para ocultar. Enquanto nos esforçamos para ser polidos, Joca coloca suas tripas sob a mesa de jantar.

Demente? Gênio? Apenas humano, demasiado humano, e é esta sua humanidade assumida sob um espírito irrequieto e atormentado que sonha em ser sublime mas está acorrentado aos mais baixos instintos é que torna sua obra original e dá-lhe a legitimidade que falta à muitos poetas “certinhos demais” e seus textos feitos sob medida para enfeitar geladeiras e estantes da sala, mas que no fundo, nada acrescentam senão o elogio falsa dos hipócritas.

Sua vulgaridade peculiar é antes um grito calado numa infância reprimida e abortada que ato de maldade, pois Joca e sua poesia são crianças, crianças mal-criadas, mas ainda assim crianças.

Talvez seus críticos insistam que em toda a sua obra não haja um só poema inteiro, o que é fato, mas seus fragmentos comovem porque são verdadeiros. Quando deixa o escândalo de lado e assume seus dramas, Joca é poeta e dos bons, só que é pedra bruta, precisa ser lapidado porque em seu interior sempre haverá cravada uma brilhante pepita de ouro, e não são todos capazes de enfrentar a dura rocha para encontrar esse tesouro.

Se há um grande pecado no poeta Joca é não abrir mão de sua humanidade para ser um poeta de porcelana, desses que trocam versos elogiosos por banana.


Franklin Maciel

domingo, 28 de junho de 2009

Poetas em São José Dailor, Franklim Maciel, Edu Planchez,Reginaldo Poeta Gomes.
O resto é lixo o Oswaldo Jr. Tem possibilidade. O RESTO SÓ TEM GENTE ANALFABETA E ACEFALOS ...IGNOBEIS ...E IDIOTAS PRECISAM LER BRECHT,TOSTOI, VITOR HUGO, WITHIMAM...
SOU um SER POLITiZADO QUEM MEDERA CHEGAR AO ANARQUISMO.. . O PESSOAL PRECISA APRENDER A SER HOMEM...DESCULPA VOCE NÃO SACOU NADA DE MINHA ESCRITA VÁ LER SAMAEL AUN WEOR.
ARTISTA VICERAIS SOLFIDONE , abda Almirez , Franklin Maciel.
aqui só me serve hoje para residencia. Quero que os culturoides desta cidade vÃO há merda que é o lugar deles de fato...
Abraços continuo a te adimirar ... mas sei que sempre defendeu o que está estabelicido e ganhou o que com isto?

João Carlos Faria

quarta-feira, 24 de junho de 2009

http://www.youtube.com/watch?v=05R85nrInSo


A biografia de Edu Planchez

Joca Faria

Estou ouvindo a música Os filhos do Sol de Cellio Violla
http://www.youtube.com/watch?v=hHwxyOVrFSA
E o cara quer compor comigo ele já está completo... Que obra poética das boas e a nova geração da arte surgindo na minha na sua São José dos Campos estamos indo além de atrizes mirins e apresentadoras de TV... Já estamos produzindo poetas e músicos de alta sensibilidade como Cellio Violla por isto que amo esta cidade este pais e este planeta .... Mas aceitaria uma carona para outros planetas. Um dia terei luz suficiente para chegar ao sol... Por ENQUANTO vou vivendo nesta terceira dimensão.
Agora estou no Twiter ... ainda não aprendi a postar.. Mas adicionar e colecionar pessoas já sei fazer..De Erasmo Carlos a Tico Santa Cruz num é que o Tico manda ver na escrita. O CARA é fera... Por isto ele sacou a singela genialidade de Edu Planchez e criou Os voluntários da Pátria seu
trabalho do universo paralelo.
Os caras fazem um Sarau pelo Brasil afora e em breve Africa e Europa. Um dia presencio o trabalho deles ao vivo e em cores. Espero que saia um DVD e um CD.
Tem uma jornalista joseense que me propôs fazer a biografia de Edu Planchez com varias fotos dele nú. Falei com ele pelo orkut saiu foraaa.
Pó Edu a nudez é bela mas você com esta barriga de cerveja ... Mas a idéia do nú é minha né.
Esta nossa sociedade é muito hipócrita os caras se enchem de maconha e cocaína e condenam a nudez.
Os caras se divertem com pornografia infantil exploram o corpo feminino e condenam a nudez. Eita
gente idiota ... Usam e abusam de filhos de pobres ...Mantem a prostituição em alta.
Quase me mataram na praia de Tabatinga por eu estar nú a quinhentos metros nú dentro da água.
Eu hein vou entrar na água de calça jeans... Não quero morrer antes de completar quinhentos anos.
Depois escrevo acusando nossa sociedade de fascista ai o louco sou eu.
Ouçam Cellio Violla ... Ouçam Joca Faria meu terceiro CD vai ser de poesia e música.
No mais tó indo a Paratyyyy...

João Carlos Faria

República de Pasárgada

http://www.youtube.com/watch?v=05R85nrInSo

terça-feira, 23 de junho de 2009



Joca Faria.. Poesia no Prato de Zenilda Lua e Reginaldo Poeta Gomes ...Sesc São José dos Campos SP- Junho de 2009...
Jaguar y...

Joca Faria

Dá torre me joguei e cai ao chão... Nesta tola madrugada ainda estou mais para Demônio do que Anjo... Tentando desvendar os segredos da ciência do bem e do mal...
Ontem eu e um amigo. O artista plástico Davi F.F. CAMINHAMOS na estrada do Jaguar y CHEGAMOS a represa e vemos cardumes de peixe. E um inicio de Serra da Mantiqueira toda desmatada ... Sem nenhuma arvore ou fonte de água. É o nosso progresso ... Descemos a Montanha e no abismo tomamos uma Peps - Cola dó lado da fábrica da Brama já em Jácarey voltamos e subimos uma só montanha não havia ... Trés montanhas pois me perdi na Praça Afonso Pena vi uma
puta negra ... Numa bela cor.. E por isto nesta tola madrugada ... Desperdicei meus desejos vãos ...
Como sou fraco ... No final desta Kaly Yuga ainda sou fraco ... Será que meu lugar no inferno já está
garantido.. Oh Besta Fera ... QUE SOU nunca ei de chegar a ser um super-homem ??? ...
Já estou cansado de morar em abismo quero chegar ao Sol ... Torna-me luz... Mas sou pura treva...
Ei de aprender a meditar dentro de uma Igreja Católica sem celulares ... internet ... barulhos de carros perto de mim mesmo... Pai perdoa -me minhas fraquezas...
Mãe conduza -me para fora deste meu inferno... Quero ser e serei um Super – Homem...

João Carlos Faria

República de Pasárgada

Revolução, Literatura , poesia, arte, Revolução

http://www.youtube.com/watch?v=FHcYYP_ypUw

http://twitter.com/JocaFaria

www.entrementes.com.br






segunda-feira, 22 de junho de 2009

Amém

Joca Faria

Até quando seremos silencio. Enquanto nossos irmãos no Irã se manifestam nos sempre estamos em silencio.
Enquanto as empreteiras brasileiras e a petrobras tomaM conta do Peru da Amazonia além das fronteiras BRASILEIRAS e nossos irmãos da Amazonia sofrem ficamos em silencio.
Enquanto cagamos no Rio pARAIBA ... E não cobramos o tratamento de esgoto pela Sabesp ficamos em silencio.
Até quando ficaremos em silencio??? Enquanto Serra e Lula fazem e desfazem...
E nós bons catolicos ocidedentais ...
Ficamos em Silencio.
Amém...
João Carlos Faria

rEPÚBLICA DE pAsárgada

revolução, literatura,filosofi a,arte,revoluçã o

WWW.ENTREMENTES. COM.BR


--- Em dom, 21/6/09, Joseane Medeiros de Jesus escreveu:
De: Joseane Medeiros de Jesus Assunto: [Retiro_Espiritual_ Naturista] Recado de um colega do Orkut:Para: Retiro_Espiritual_ Naturista@ yahoogrupos. com.brData: Domingo, 21 de Junho de 2009, 20:53
LUTO PELAS ARVORESMORTE NA MARGINAL TIETE....... ........Hoje para meu assombro, fiquei sabendo sobre a ampliação das pistasna marginal tiete. FIQUEI ESTUPEFATO!! !!!!!!!!! !!Passei pela marginal e onde lembrava-me a memória que parecia um bosque, hoje me lembrou a AMAZONIA naquelas cenas de desmatamento DIABÓLICO. Tudo para a passagem de mais e mais e mais carros poluindo nosso ar,engolindo nosso espaço e concretando mais e mais nosso solo .FIQUEI DECEPCIONADO E POR DEUS POSSO JURAR....... ...uma lágrima correu em meu rosto por ver arvores que ali estavam plantadas com mais de 60 anosde vida e queeu já estava familiarizado a tanto tempo desde quando tinha meus 5 anos de idade.O total da tragedia será de 899 arvores por 24.5 klms de festa da moto serra.É SR. SERRA E ALCKMIM, o progresso tem que continuar e mesmo que plantem80000 mudinhas de arvores pelas beiradas do rio tiete, nunca devolverão o espaço roubado pelos 24.5 klms de concreto cinzento. A todos que assim como eu se sensibilizaram, por favor, passem a todos da sua lista no orkut.Apenas 1 luto silencioso por maisuma derrota da natureza.N A M A S T EEduardo vilibor em protesto. ------------ --------- --------- ------Links do Yahoo! Grupos<*> Para visitar o site do seu grupo na web, acesse: http://br.groups. yahoo.com/ group/Retiro_ Espiritual_ Naturista/<*> Para sair deste grupo, envie um e-mail para: Retiro_Espiritual_ Naturista- unsubscribe@ yahoogrupos. com.br<*> O uso que você faz do Yahoo! Grupos está sujeito aos: http://br.yahoo. com/info/ utos.html

Poesia no Prato junho de 2009
São José dos Campos SP.
fOTO reginaldo poeta gomes

sábado, 20 de junho de 2009

Porque hoje é sábado ....

Joca Faria

A moda toma conta de um grande espaço em nossas vidas hoje nos vestimos pelo prazer em vestir. Moda é arte. Tenho vontade de bolar uma coleção não sei desenhar nada. Descobri uma costureira que cobra barato aqui perto de casa. E vou em frente primeiro irei criar uma coleção bem ousada de roupas masculinas. Como não conheço nenhum modelo eu serei o modelo de minhas próprias roupas.
Quero fazer uma roupa por semana usa-lá em eventos em Sampa, Rio e Campos do Jordão e depois
pôlas há venda em algum brechó bem descolado como consignação. Assim formo o capital necessário para a minha marca.
Já tenho em vista a Loja do Bispo em Sampa. Vou falar com a Pinky Wayner.
Sou fã de sua loja ainda não fui lá só conheço no mundo virtual. Minha inspiração momentânea e a Dança e a Arte Conceitual.
Por causa do grupo virtual
arteateh@yahoogrupos.com.br
Este grupo debate a arte até no inferno. É um pessoal bem descolado. Mas tudo que faço hoje tem uma função e obrigação que é gerar renda para mim e para o próximo.
Tá temos que aprender a sobreviver com nossa arte.
Hoje fiquei sabendo de mais um lançamento pela Editora Dulcinéia é o livro O corpo possível de Felipe Stefani aqui seu blogue http://cultuar.blogspot.com/
Será na próxima quinta na Casa das Rosas em Sampa. Mas voltando a moda que me inspira.
Tenho vistos vários tecidos vou optar pela cor vermelha muito bem usada pelos grupos de dança e também na TV.
O vermelho fica bem em vide-o. Preciso aprender a desenhar um pouco. Nisto o Arteatec me inspira.
A moda está presente em tudo em nossas vidas. É como a poesia e não o poema a poesia é uma manifestação de nossa alma. Em arte a alma é a poesia.
O suporte que usamos e nos manifestamos depende de nossa habilidade técnica no mais aqui em serro como diria Vinícius ...
Porque hoje é sábado...
E há um dia na semana melhor que sábado.

João Carlos Faria

República de Pasárgada

Revolução , literatura,filosofia, arte, Revolução.

hipte://twitter.com/JocaFaria

www.entrementes.com.br

quinta-feira, 18 de junho de 2009

O pensar em mudar? Se fosse facil todos nos mudariamos? Somos sempre os mesmos.
Podemos criar um coletivo?
Mas queremos ? Estamos cada vez mais individualistas. E preso ao mundo virtual.
Só nossas idéias são as importantes. Moça mudemos ao fundo. Nós concordamos com o sistema quando aceitamos as favelas.O DESEMPREGO. qUANDO ACREDITAMOS QUE TEMOS QUE MIJAR NO RALO.EM VEZ DE COBRAR TRATAMENTO DE ESGOTO DA SABESP.
QUANDO NOS OMITIMOS EM RELAÇÃO AO PROJETO DE RENDA BÁSICA.
Quando criticamos o MST. Ou as invasoes. A esquerda com raras execeçoes vive para as eleiçoes.
PT ,PV ,PSTU ,PSOL ,UNE SÃO FÁBRICAS DE MORDOMIA.
NOSSOS COMPANHEIROS MAMAM NO ESTADO A 10 15 20 30 ANOS.
ESQUECERAM TUDO E SE ACOMODARAM.. .
AS RUAS ESTÃO VAZIAS. SÓ VELHAS ALMAS QUESTIONAM.. .
MOÇA VAI LER UM POUCO SE FILIAR A UM PARTIDO.. NÃO SEJA ALIENADA ...
O unico homem na América Latina que propoem o velho bem recliclado é Hugo Chaves.
LULA SE PERDEU ENTRE UISQUE E CHARUTOS CUBANOS...
FEZ UM GOVERNO MEIA BOCA...
NOS MATAMOS OS INDIOS, DEPREDAMOS E CONTAMINAMOS A TERRA.
NÓS ANDAMOS DE CARRO EM QUANTO DEVERIAMOS USAR ONIBUS...
NOS SOMOS BEM FACISTAS....


JOCA FARIA

segunda-feira, 15 de junho de 2009

Jazzz

Joca Faria

http://www.youtube.com/watch?v=FHcYYP_ypUw


O capitalismoooo já era ...nos decretamosss seuuu fimmm.
So nós mudaremos a nósss mesmosss.
Viva a revoluçãooo de coraçoes para coraçoesss.
Ainda não temos alma... Somos os filhos do final da Kaly Yugaaa.
Viva Samael Aun Weor...
Viva o fim e o começo. Quem morderá seu próprio Rabo...
Salomom Salomom Salomom ... É o fim o fim o fim .... Deixemos de comercializar nosssasss almassss poisss nãoooo há temossss...
Nélio Fernando, Jorge Saladino... Kharistosss ... Solfidone ... abda Almirez... Edu Planchezzz ... Franklin Maciel ... Paulo Rafael de Aguiar Godoy eu vos invoco diretamente do inferno... o Kaos se faz em nós somos a revolução.
Voce leitor tem duas opçoes morrer ou morrer... voce leitor não tem alma...
Se não fizer nadaaa serááá vomitado para os infernos ...
Um beijo a serpente arrependidaaa por onde anda Edu Planchez, Solfidone, Cesar Pop ...
Por onde anda os kamikazes da culturaaa.
São José dos Campos recebe suaaa nova geraçãooo a de 1992 da Comissão de Literatura ja´foi ...agora vem uma nova comandada por Nélio Fernando...Paulo Rafael de Aguiar Godoy... João Nicolau,,, Jorge Saladinoooooo
Somos os filhos da Mantiqueiraaa...
Kharistos Kharistos Kharistos.
Vamos por fogo no Brasilll.

Joca Faria

República de Pasárgada...

Revolução ...arte ...filosofia ... Revolução...politica ....poesia ....Revolução



www.entrementes.com.br
Joca, eu lhe disse que já havia lido o seu livro, no entanto, agora, estou estudando melhor o seu livro, faço estas primeiras observações e gostaria que você lesse e me retornasse. Ainda não sei se o compreendi totalmente e este é meu maior interesse. Fiz este comentário, por enquanto:
"Joca Faria é um poeta à parte. Seus estudos de filosofia o levam a construir um mundo próprio, preocupado com as atitudes auto-destrutivas dele mesmo e da sociedade humana como um todo, chega a ter, em muitos aspectos, uma característica de messianismo, no entanto, muitas vezes, as palavras funcionam bem nos poemas e a sua forma de protesto realmente põe o leitor a pensar. Sua preocupação excessiva com a morte remete, pelo tema, aos poetas românticos que a buscavam excessivamente. Sua preocupação excessiva com o aspecto negativo da sociedade atual que leva o mundo a auto-destruição, apesar de atual, tem como substrato, deuses gregos e indianos, caminhando até para um certo esoterismo, e para referências incomuns ao brasileiro médio. A forte presença de referência ao sexo também revela um poeta que enxerga mais o sexo do que o amor como forma de redenção humana. Podemos perceber um poeta que conhece bem os textos de várias religiões e que acaba por fazer, muitas vezes, uma fusão de várias delas, conectando-as e interrelacionando-as.
A dificuldade maior do livro de Joca Faria é o por onde iniciar a sua leitura, já que não há uma sequência de temas a uniformizá-lo. Cada poema vai tratando de um assunto, ora a preocupação com a situação da sociedade, ora o desejo sexual, ora a morte, ora uma profecia, ora a dicotomia entre o sagrado e o profano. Concluo que não há forma de iniciar o livro porque não há forma de se colocar ordem no caos. A proposta do livro parece ser o próprio caos, a confusão do homem moderno, bombardeado por milhares de informações e sendo solicitado a todo instante a dar uma razão para a sua existência. Para Joca Faria não há razão para a vida humana, havendo milhões de razões para a exterminação da vida humana da face da terra, restando entregar o mundo às baratas.
Deste ponto, talvez falte-lhe avançar na filosofia e trazê-la mais próxima dos tempos atuais, chegando até Dag Tessore e Giles Lipovetzki, filósofos atuais que discutem muito a atual sociedade de consumo que está levando o mundo à destruição.
Percebe-se a aura de um poeta atormentado por questões muito maiores do que ele, questões já citadas (profano-sagrado, desejo, morte, sexo, destruição). Joca Faria não traz a poesia para o dia-a-dia dos mortais normais, coloca-a em outra esfera, diferente da que estamos acostumados, como se fossem códigos ainda por decifrar, símbolos que falariam mais alto do que a vida humana.
Este universo tão particular que ele enxerga através das suas “Retinas” é o que distingue dos demais, mas até mesmo esta discussão que ele propõe, de certa forma, deve ser inserida no debate da cidade como um todo, afinal, é a partir da cidade, das observações das relações humanas que ele elabora sua teoria do caos e da destruição.
Aos poucos, Joca Faria vai-se infiltrando e assumindo a cidade, principalmente ao enxergar uma personagem constante em sua poesia, a mulher, vista algumas vezes como a prostituta que corre o risco na rua em “A Dama”:
“Na dura esquina da noite/ Ela busca seus sonhos/ Linda mulher, desejada/ Corre risco/ Em busca da liberdade...”,
Mas, em geral, a mulher é o mistério que ele tenta decifrar, ao mesmo tempo sagrada e profana, a mulher pela qual ele sofre, que é anjo, a qual ele deseja e que, por isso mesmo, leva-o à morte e à própria destruição.
Além de se inserir na cidade através da mulher, Joca Faria se insere, também, ao reverenciar o Vale do Paraíba, ao protestar contra a destruição da natureza, ao desejar ser o dono do próprio chão. Os melhores poemas de Joca Faria são os que ele abandona a explicação da filosofia e parte para a simplicidade, claro, percebemos que a filosofia está presente nos poemas em que ele busca mais a síntese do que a explicação como em “Faces”:
“Acaso a sussurrar/ em meus sentidos,/ No labirinto te encontro/ Ausência presente/ mistério de sete faces”
Neste poema, Joca sintetiza todo o mundo que ele exaustivamente se explica ao longo do livro, há alguém (provavelmente a mulher desejada) a sussurrar nos sentidos, ou seja, não apenas no ouvido, mas em todos os sentidos esta mulher sussurra. Ele a encontra no labirinto, que pode ser entendido como o emaranhado de ações cotidianas, as contradições e dificuldades, onde ela está ausente (pois o poeta a busca) mas presente (porque impregnada em seus sentidos) sendo um mistério para ele em como ela consegue isso, como ela é multifacetada (sete faces), de cada forma que a mulher desejada se apresenta. Por enquanto é isso, ainda estou estudando e compreendendo, se é que um poeta pode ser compreendido.Fernando Scarpel

sábado, 13 de junho de 2009


Zeco Rodrigues faz caricatura de Joca Faria.
Outono de 2009...










quarta-feira, 10 de junho de 2009


http://www.youtube.com/watch?v=TiF3xewOcVs


E elas é que são as putas?

Joca Faria

Praça Afonso Pena centro de São José dos Campos uma praça cheia de mulheres lindas. Eu hoje um homem de fé. Passo por la´ e fico tentado a ver o diabo de cabo a rabo. Passa por mim as mais delirantes luxúrias. Mas resisto ? Qualquer hora desta quero estar lá com dinheiro no bolso para ver se resisto ao pecado?
Ainda bem que passo com pouca grana. Mas eita mulherada linda que circulam naquela praça.
Mas na vida a outros desejos melhores prefiro entre a luxúria e o consumismo. Descobrir o amor. Por uma só mulher. Já faz anos que não vou num puteiro. Com todo o respeito que tenham a estas mulheres que vivem numa vida que de fácil não tem nada.
Por este pais hipócrita se acham mulheres por todos os valores. E cadê governos que passam e nunca fazem nada para as que querem sair da difícil vida de prostituta? Vide Lula e Serra ...
Esta profissão e tão antiga quanto a de corrupto. E elas é que são putas. Vivemos num pais onde homens engravatados roubam, mandam matar e saem sempre impunes e elas é que são as putas?
E nós os filhos delas as putas?
João Carlos Faria
República de Pasárgada

Literatura,filosofia e arte ... revoluçãoooo

http://www.youtube.com/watch?v=eE2caGNVVSA

www.entrementes.com.br

segunda-feira, 8 de junho de 2009

Neste domingo São José dos Campos teve o lançamento do mais recente livro de Reginaldo Poeta Gomes. O encontro Mágico do Pólen com revisão da poeta Josefina Neves Mellho e diagramação de Infograde Designi.
Como ainda não desgustei este livro vou me ater a Festa de Lançamento com a música de Deo Lopes e Léo Mandi e Fernando Zamá. Teve um belo grupo de música nordestina que encantou o público fazendo todos dançarem.
No final um sarau com a intervenção de Nélio FERNANDO ator e poeta que ainda não se sabe poeta.
Mais de cem pessoas se deliaçaram nesta noite memoravel de poesia e prosa. Namoros ali surgiram presenças de politicos como Wagner Balieiro e Franklin Maciel.
Também a presença do sociologo e escritor Moacyr Pinto.
Um trabalho cem por cento indepedente do setor público mas São José dos Campos merece justamente seu fundo de cultura.
Mais um grande trabalho de diagramação da Inforgrade que diagramou o histórico LITTER.
Lembrando que este més de junho retoma-se o Poesia no Prato idealizado por Zenilda Lua.
No mais ficamos no aguardo das fotos.

Joca Faria

domingo, 7 de junho de 2009

Nossos hipócritas discursos ambientais?

Joca Faria

Ontem num pizzaria percebi que enchemos um prato de bordas de pizza. E ai José tudo vai pró lixo? Como terei coragem de fazer discursos ambientais? Também me alertaram que pagamos tratamento de esgoto a companhia que nos fornece água? E ai José´ nosso esgoto vai in natura para o rio?
Nos da classe média operária estamos bancando a poluição com a nossa mesquinha falta de atitude.
Na rica São José dos Campos quase todos somos classe média? Eita ilusão. Não passamos de tolos vazios que só servem para consumir.
Vejos lideres sindicais nos melhores restaurantes da cidade. E a José tudo é uma farça. Estamos consumindo em excesso estamos bem doentes?
Temos carências afetivas, sexuais. Torramos cartões de créditos para nos fartar da fantasia de ter.
Andamos de carros enquanto poderíamos usar transporte coletivo vinte e quatro horas? Não há transporte público para nossa classe média?
O Brasil imita o padrão Norte Americano de vida. Já imitamos os Franceses e daí José?
Podemos criar uma civilização Sul Americana e não passamos de otários, mentirosos e fascistas.
Nossa democracia é uma farça uma grande farça. Nossos partidos são grandes balcões de emprego.
Nossos filhos se matam usando drogas. Fazendo compras desnecessárias. Estudando sem criar sabedoria.
Consumimos livros e mais livros de esoterismos e não vivemos nada do que pregam os grandes mestres da Fraternidade Branca.
Já vivemos o Kaos quando saímos de casa já não sabemos se voltaremos vivos. Se teremos emprego no dia seguinte. Este medo e esta angústia nos levam ao consumismo ao álcool ao sexo só pela satisfação de um desejo de poder sobre outro ser humano.
Desculpem -me estamos criando um grande suicídio civilizatório. Também pudera criamos este pais a base da matança de Índios, Negros ...
Agora pagamos o preço de nossas mentiras. Os lideres corruptos que nos representam são reflexos de nosso analfabetismo politico.
Por hoje encerro. Enquanto haver pássaros,matas e crianças teremos alguma esperança?

João Carlos Faria

República de Pasárgada

Revolução, Literatura, filosofia e arte

www.entrementes.com.br

quinta-feira, 4 de junho de 2009



Verbo ...


Joca Faria


...sofrer por amor é uma dadiva...tenho vistos no mundo real longe da literatura homens e mulheres sofrendo por amor. Como é lindo esta forma de sofrimento... como e belo este sentimento.. Hoje tento conquistará ...pois a amo de verdade ...no começo era um simples jogo pisicologico de um canceriano bem manipular e incensivel... agora descubro o verdadeiro amor entre um homem e uma mulher.
Mas descubro o sentindo daquela velha canção ... QUALQUER MANEIRA DE AMAR VALE A PENA...
Que venha o amor entre os iguais também ...entre os diferentes e os opostos mas amemos enquanto temos saúde mental e física...
Ontem vi uma mulher entrevada em uma cadeira de roda ...e reforcei meus desejos pelas revoluções tanto a interna quanto a externa reflexo de nosso interior...
dias destes meu tórax doía achava que não passaria daquele tarde de outono.. Acordei como o Cristo
que retorna do calvário...Com todas as minhas forças ... Quero beijar e amar a doce morte mas não neste momento...
Antes quero a na minha alcova ... bela é nua numa tarde de verão numa casa a beira da praia ...
Descobri que amo esta doce bailarina de gênio forte e impulsiva... mulher que ama a liberdade ...
Não mais continuarei esta carta de amor... a amo quero lhe dar vestidos , jóias,ouro agora descubro o sentido no que antes achava uma inutilidade...
A amo tanto quanto te amo...pois me lé...
Um beijo ...

João Carlos Faria

República de Pasárgada

Literatura, filosofia e arte tudo somado é igual a revolução

terça-feira, 2 de junho de 2009

A morte de
João Carlos Faria

http://www.youtube.com/watch?v=cWD0YoweNy4

Patativa do Assaré finalmente ele tocou meu coração ... Finalmente antes de minha derradeira partida o ouço. O poema e a Morte de NANÃ .... hOJE SENTI UMA dor NO PEITO... MUITO doidaaa e fui dormir ainda sinto esta dor...ela me sufoca..me maltrata não me deixa respirar... É o amor que se materializa em mim...eu amo aquela bailarina ...mais do que amei a outra...Sei que se eu deitar e não mais me levantar estarei indo em paz. Por favor doem meus órgãos. Por favor paguem minha cremação....E REZEM POR MIM... que nunca tive fé em nada... desculpem minhas ofensas ...Podem até me chamar de nazista... não ligo mas digam que eu a amei...de corpo e alma...Sinto sua presença em todos meus poros...podem dizer que assassino a linguá todos os dias também não ligo. Queria saber latim ... Então o Português não me sensibilizaaa.
Joguem minha cinza naquela cachoeira da Serra da Mantiqueira ... Quero meu nome no poste ao lado de minha casa. Quero um sarau no Parque da Cidade ...
Mas se possível e os Deuses deixarem quero viver para ama-lá ... Todos os dias de minha vidddaaa.
Só a quero na minha cama na nossa cama... Participarmos juntos das revoluções vazias de sentindo... Pois TANTRAS VEZES PEQUEI... sou pecado... E nú estou diante de Anúbis.
Pois no próximo verão quero estar nú. junto a ela numa praia qualquer e ao anoitecer praticarmos o mágico ritual.
Eu a amo. E só por ela arrumo até um trabalho. Por ela me vendooo ao sistemaaa que nos ilude o tempo todo..
Pois o sistema já não me querrr mesmo...Então nunca me compraráaaaa.
TOMEI A PILULA vermelha e sai desta matrizzz.
Quando quero visto-me da forma que quiser. NNNão dou satisfação a ninguém só aos Deuses ...
AMO AMO AMO aquela mulherrr.
Não sou livre nem sei o que significa a liberdade...
Joca Faria
República de Pasárgada
Revolução , literatura , filosofia e arte ...
Link relacionado:

http://groups.yahoo.com/group/arteateh
Enviar mensagem:
arteateh@yahoogrupos.com.br
Entrar no grupo:
arteateh-subscribe@yahoogrupos.com.br


O que podemos fazer além de Orar aos Deuses ...

Joca Faria

O dia está frio. Vivemos a aflição de um avião perdido em meio ao oceano atlântico...Uma garotinha de sete anos me falou da queda de um avião.
O que podemos fazer além de Orar aos Deuses ... Queria eu ter o poder de ser um super-homem e fazer voltar ao tempo. Mas também sou mortal ... São seres humanos que cumpriram sua jornada neste plano físico. Aos seus só restará a lembrança.
Podia ser uma favela a queimar. Ou um trem a descarrilhar ... A dor é a mesma não importa nossa cor de pele, nossos cartões de crédito. FAMA ouro... nós sempre passamos... Pena que não foram raptados por ET. Ou CAIRAM na ilha de Lost ... Mas me escrevam de fato o que é o real?
No Festival da Mantiqueira quando falavam do amor e perguntei sobre o Tantra e o reduzirão a um sexo qualquer. Como estamos cegos?
Segundo Samael Aun Weor na Época da Lemúria se viam milhares de tons nas cores hoje mal conhecemos as Sete Cores do Arco- Iris... Estamos a cada dia descendo as escadas que nos levam ao abismo do material.
Éramos para chegar a sermos anjos e não passaremos de baratas intelectualizadas.
Espero que eu seje uma bonita barata verde. Preferia ser um grilo bem falante como aquele de pinóquio.
Não entendemos nada de Islamismo, Budismo ... Nós ocidentais não aprendemos nada.
Temos uma grande herança islâmica por causa dos setecentos anos em que estiveram na Península Ibérica.
Um dia caminharei pelas Ruas de Lisboa mas antes irei-a a Amazônia,Pantanal, Patagônia.
A vida é breve. Só nos resta um corpo quente ao nosso lado. Descobrir o próximo é difícil estamos preso em nós mesmos.
Já teve pessoas que conviverão comigo. Que queriam soltar bombas em shopping. Já ouvi pessoas querendo derrubar aviões através de ondas de rádio.
Se o terrorismo leva-se a algum lugar o oriente-médio estariA muito bem.
Só o real amor pode salvar nossa Kaotica HUMANIDADE... o restO é Resto ...
hoje em dia a um supermercado de religiões tem para todos os bolsos e gosto.
Achamos que nossas trinta moedas podem comprar a almejada felicidade?
Estamos vendidos e rendidos ao sistemA. De fato não conheço e reconheço uma pessoa livre.
Diógenes nos dias de hoje não encontraRIA nninguém...Só me resta achar um circulo bem tranqüilo nos infernos.
Nós não somos humanos.somoS bestas consumidoras. Cadê meu cartão de crédito?

João Carlos Faria

República de Pasárgada

Literatura, filosofia e arte quem sabe revolução ???