Seguidores

terça-feira, 14 de abril de 2009

On the road ...

Joca Faria

Faz sol nesta tarde de outono. Terminei esta tarde lendo as ultimas páginas de On the road de Jack Keruac. Terminar um grande livro é como descobrir uma verdade do universo e aqueles personagens começam a fazer parte de nossa vida. Parece que encerramos a história de um amigo. Sempre pinta a vontade de continuar a história contada para nós parece que já conheço os Estados Unidos de cabo a rabo.
Pena que o mundo real é mais cruel que os livros. Para visitar os Estados Unidos precisamos de passaporte e mais seis meses esperando a autorização do consulado.
Tem hora que dá vontade de pegar a estrada e cruzar este pais. Irei fazer três anos de faculdade quem sabe depois quem sabe. Basta alguma economia mas nossa realidade é tão dura quanto a América daqueles tempos por enquanto vou desvendando a Serra da Mantiqueira mesmo e pegando as noções da estrada. Este domingo com treze reais no bolso fiz uma caminhada de quinze quilômetros da Cachoeira do Turvo a São Xico Xavier dentro desta São José dos Campos vendo a Mantiqueira e suas montanhas e águas. Estou fazendo sozinho mesmo. É adorável caminhar por entre esta serra.
Pena que em parte precisa ser reflorestada ...Há muita água muito verde e um jardim de pássaros e borboletas ...No próximo domingo se o universo conspirar a favor. Irei subir a trilha que leva a Monte Verde que já é Minas Gerais vou até o inicio da mata pois faço sozinho e não se deve entrar na mata sozinho. Corre-se o risco de se perder e uma noite bem fria na mata não deve ser algo muito agradável. Que o diga Carlos Castanheda que já teve suas experiencias na mata.
Ontem vi a planta que ele tomava numa avenida aqui na cidade.
Estes nossos loucos escritores e suas experiencias de vida a literatura baseada na vida real é uma grande literatura.
Gente nossa MANTIQUEIRA esta ai um bom par de tênis, um pouco de água e um lanche e frutas já basta para ter um bom contato com estas terras Vale paraibanas ou qualquer lugar deste imenso Brasil como Rynaldo Papoy que já viu as tempestades da Amazônia.
Gente o lance é pé na estrada. Nosso mundo muderno nos deixa mal acomodados por isto quando chego na Vila Industrial sé vê a molecada fumando uma maconha com o som alto de seus carros sem aproveitar a vida.
Para que usar cocaína ou encher a cara de álcool. Se a vida nos oferece muitos prazeres sem que precisamos pagar por eles. Ou acha que preciso pagar pela serra e árvores, cachoeiras.
O mundo não tem fronteiras ele tem sim milhões de culturas e povos a se desvendar qualquer hora desta desço ao litoral norte e pego um ônibus para o Rio de Janeiro via a Rio Santos.
Sem nenhum medo de assaltos ou violências. O erro de nós homens segundo Samael Aun Weor é temer o futuro. Mas meus caros só existe o presente o tempo é uma mera ilusão deste mundo tridimensional.
A vida passa e nos tornarmos uvas passas. Temos que vencer os medos e seguir sempre em frente pois a estrada nunca chega ao fim.
Tudo é uma grande passagem. E estas crises internacionais são mera ilusões estamos sempre em uma crise moral, espiritual e financeira.
Pois amamos os Deuses da ciência e esquecemos nosso pai interno. E assim sempre estamos em nosso inferno. Sujeitos a lei do pendulo.
Nascer crescer, reproduzir e morrer.
Só isto basta?

João Carlos Faria

República Libertária de Passargada

Literatura, filosofia e arte...

http://www.youtube.com/watch?v=Z36p485UoT8

Nenhum comentário: