Seguidores

sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

Onde e quando e porque?


Joca Faria


Quando nas noites a luz dá cozinha está apagada vou beber aguá e sempre imagino uma barata, quando saio do banheiro volto a conferir. Sempre lavo as mãos várias vezes num mesmo espaço do tempo. As vezes tenho a impressão que já viajei em naves espaciais as vezes sinto-me outra pessoa uma estranha pessoa. Parece que tem várias pessoas dentro de mim, as vezes no auto deste prédio fico dias e mais dias vendo o mesmo filme...Lendo o mesmo capitulo de um livro...E ouvindo a mesma música tomo vários banhos de uma hora cada...Vejo insetos gigantes dentro de minha cabeça...Já não vejo ninguém ...a muito tempo peço tudo por telefone...Não saio de casa...nunca vim para esta cidade onde não conheço ninguém faço meu serviço dentro de casa e recebo pelo banco eletrônico não consigo mais ver pessoas de perto...As vezes me transformo em outras pessoas tenho várias identidades ...As vezes contrato mulheres para fazerem amor comigo..Passo um creme no corpo todo para não me contaminar...Tenho tantos nomes que nem lembro quem eu sou de verdade...compro vários remédios sem precisar e que posso precisar deles...Tenho cinco computadores ligados ao mesmo tempo...Quase não durmo ...Tenho medo que uma hora deste acabe as luzes por isto instalei várias baterias dentro deste apartamento...
Converso com todos por telefone finjo- me normal contratei uma atriz para fingir-se de esposa ela vem aqui trés vezes por semana...Falo varias linguás ...escrevo vários textos...Tiro dinheiro dos bancos como um herói antigo e repasso para instituições de caridade...Ninguém mais me conhece
já fiz varias cirurgias plásticas estudo varias correntes esotéricas ...Mas não sei da verdade as vezes sismo pego uma maleta de dollares e abandono este apartamento ....deixo num nome de alguém que
precisa e com uma conta bancária a cada tempo vou para um lugar diferente do planeta e faço tudo de novo...Eu queria ser normal mas acho que estes insetos gigantes em minha cabeça não me deixam ...Desculpe estar te escrevendo ...Mas não tive outra maneira quero ir embora mas a nave não chega ...Cade esta nave ...Preciso fazer o contato novamente...Não mais me suporto e aquela
barata dentro do copo...nunca tenho certeza...a ultima mulher que veio para fazer amor comigo
a contratei e ficamos trés dias nús e não fizemos amor só conversamos ...Ela era muito estranha ai
foi embora transferi uma bela grana para uma conta ...E combinamos de nos encontrar em sete meses no Rio de Janeiro...
E falta alguns dia para vela novamente ..Acho que vou encerrar preciso ir ao Rio e quero ir apé se
te conhece-se melhor deixaria este apartamento para você ...Fica para a próxima vou indo tchau....


João Carlos Faria

Mundo Gaia

Literatura, filosofia e arte

Nenhum comentário: