Seguidores

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Um piano na chuva?

Joca Faria

A cidade numa manhã se incendeia em movimentos e eu aqui a plantar idéias ...Neste universo virtual...O QUE SOMOS NÓS ?... Existir é um presente dos Deuses e não um carma...Gozar de saúde mental melhor ainda enquanto eu tiver saúde mental ......Escreverei não sei para que mas escreverei...Não mudo nada enquanto não mudar a mim mesmo...Ainda sou uma mariposa em busca de se tornar borboleta... Adorei o começo da minissérie sobre Capitu...Ainda não li Machado de Assis fui vitima do pré-conceito contra este pai de nossa literatura...Mas tudo é valido e agora o lerei...Pois já começo a gozar da maturidade? Não sei quero ser sempre jovem de cabeça estar sempre aberto ao novo? Mas o que há de novo nesta terceira dimensão...Dizem que a quarta-dimensão é o tempo? ... Que fascinante dizem que o tempo não existe...Sei que existo por enquanto me basta...Mas também tudo é uma ilusão...Meus caros dizem que no inferno não há arte...Um amigo ficou trinta segundos nesta dimensão pesada e não suportou...NÃO me lembro de ter adentrado ao inferno...Mas é melhor descer do que cair...GeronimoOOOOOOOOOoooo....Nesta manhã gostosa escrevo com prazer...Escrever como fazer arte é um prazer...Quem sabe um dia vivo de arte...Mas hoje caminho a só pela cidade...Procurando boas companhias...Não gosto da solidão quando estou no centro da cidade...Gosto dela neste momento de criação... Quero voltar a fazer poemas...Compor músicas, fazer artes plásticas...Tudo é valido mas um Piano na Chuva? Vale á pena acho que não... MAS a cada curador uma sentença deve ter lá seus motivos, mas o piano virou sucata...Não cumpre mais sua função de tocar música...DEVERIAM por outras instalações pela cidade...Eu quero um dia fazer instalações em baixo dos viadutos da cidade? Porque não debatem o grafite e a pichação? É ótimo acontecer isto vivemos numa cidade reacionária e conservadora... Precisamos nos repensar e nos unir...Contra a barbárie do estado...E de uma parcela tola de nossa população...Ouvi falar que o espaço de cultura de Eugenio de Mello está abandonado pela própria população? E as verdades doem, mas devem ser debatidas? No mais quem sabe um dia terei um Piano num espaço de cultura que funcione vinte e quatro horas...Um abraço....

João Carlos Faria

Mundo Gaia

Literatura, filosofia e arte...

www.mundogaia.com.br

Nenhum comentário: