Seguidores

domingo, 7 de dezembro de 2008

O ype amarelo...

Joca Faria

Num destes sábados atendendo a chamada de Débora Paiva uma universitária que faz ciências sócias... Fui numa escola do Campo fazer um teatrinho de bonecos. Com a minha boa vontade e rompendo os pré-conceitos de alguém formado nas escolas da esquerda e do dito movimento cultural que querem ser profissionais? Fui e não me arrependi atravessei a cidade. Fui à Zona Sul no Campo dos Alemães no projeto Escola da Família me senti muito bem ver tanta gente fazer uma ação desinteressada pelo próximo, professores, diretores, bolsista, COMUNIDADE e até dois empresários que nunca haviam ido aquela comunidade. Que também só vou a eleições das mais diversas... Com um investimento de dois passes de ônibus pude aprender mais que ensinar com o próximo...Estou longe de projetos assim a um tempo. Vejo muitos discursos. E a Débora e aquele povo são mais práticos que toda teoria de esquerda ou direita ou qualquer religião ou partido político. Não é difícil se mobilizar seja você, trabalhador, patrão, desempregado... E outros. Fazer pela próximo esta ao nosso alcance. Basta um empurrãozinho. Acho após um Curso sobre a África é que devemos aprender a cooperar mais e exigir menos de governos e tudo mais. Se aprendermos a nos mexer e se virar criando cooperativas informais até que virem formais. Faremos muito mais que qualquer teoria ou ismo que tomam conta de nos. Chega de nos dividirmos vamos nos juntar e salvar os Ypés os Rios. A Zenilda Lua ficou agoniada com a derrubada de um Ypé vamos nos mexer... Nos temos mais potencial que imaginamos e mais força de vontade. Basta abrir o coração como fizeram Zenilda e Reginaldo criando o Poesia no Prato que ajudou a oxigenar a cidade.Vamos plantar Ypes, fazer trilhas, montar ONGs fomais e informais debater e agir...Chega de apontarmos os defeitos do próximo temos o nosso. Aprendi muito este ano sai um pouco deste computador e abri meus horizontes conhecendo novas pessoas. Oxigenei minhas idéias pré-conceitos não levam ninguém a lugar nenhum. Quero ir além no ano que se inicia recuperar os amigos que perdi, cultivar os novos e conquistar outros. Valeu Almadanha, Débora...Vanessa e tantos outros. Espero que avancemos mais ainda criando aquele grupo de performances para agir na cidade levando solidariedade a todo canto e aprendermos ainda mais com nosso próximo. Agir é o melhor remédio contra qualquer crise pessoal, social ou econômica vamos buscar a criatividade e salvaremos a nós mesmos.

João Carlos Faria

Mundo Gaia

Literatura, filosofia e arte...

www.mundogaia.com.br

Nenhum comentário: