Seguidores

terça-feira, 28 de outubro de 2008

Assim falou Paulo


Joca Faria




Hoje estou aqui, amanha não sei então desejo a nós todos felicidade ...muitas felicidades para o resto de nossas vidas. Quem viu o filme vai lembrar é muito lindo,,, Mais linda mesma são as pessoas que nos cercam... A felicidade é um estado de espírito e eu que sou do signo de câncer sei que nos cancerianos mudamos varias vezes de humor durante o dia...
Num destes Sábados me definia num estado estranho não conseguia, escrever ...nem falar e conversar...Já no Domingo estava outra pessoa participei de sarau e da filmagem daqueles longas que você tem a impressão que nunca vão sair...Mas você curte o momento que vale sempre o momento...Nos Versos Astrais de nosso menestrel Ale Freitas...E como Fernando Pessoa sempre diz...Tudo vale á pena se a alma não é pequena...que achado poético talvez daqui a uns dez retornos a este Sansara eu seja um poeta do calibre de um Pessoa ...mas vou indo o Paulo Rafael Godoy tem uma sacada interessante sobre as estrelas de um poeta os graus que cada um alcança. Não sei se vou me lembrar de tudo que nos falou pelas avenidas de nossa amada cidade... Andávamos eu ele e Giovani Batista Almedanha que sobre nome de poeta português...
Depois das filmagens ...do estranho filme de Harley Campos...e uma parada numa lanchonete... Pena que está cidade não tem ônibus vinte e quatro horas...e o nosso direito de ir e vir?
Mas isto fica para um artigo e não nesta crônica...Segundo Paulo a o poeta místico como Wiliam Blake...o romântico...Vinicius de Moraes...e algumas outras linhas...a o poeta profeta...ai entre Nitzie e seu Zaratrusta...e os que alcançam o ultimo grau que adentram aos mistérios do ser... Que bela definição deste jovem poeta de ótimo censo critico...foi uma grande troca de idéias... O místico é maravilhoso. Nos faz lembrar de Solfidone que considero um artista imbatível que agora anda isolado de seus velhos discípulos...Quem sabe um dia eu publico o que me sobrou de sua poética...Mas tudo passa e nos sempre passarinhos...
Pois estou sempre a seguir este difícil caminho da arte...adentrar a estes mistérios nos leva a luz ou a densas trevas... E quem pode alcançar o caminho além do Bem e do Mal...?
Estamos ai vivos... Ás vezes dormimos e buscamos acordar... Acho que vou almoçar... Pois o corpo pede... E quando terei o musa o teu corpo junto ao meu corpo?
Beijos nesta eterna escuridão... Nesta caverna sem luz cadê a vela?


João Carlos Faria

Mundo Gaia

Literatura, filosofia e arte

www.mundogaia.com.br

Nenhum comentário: