Seguidores

quarta-feira, 31 de outubro de 2007

Zem conceito

Joca Faria

Eu estou zem dinheiro, zem emprego cheio de trabalho e muito vontade de fazer amor com qualquer corpo que apareça na minha frente.Por isso saia da frente...
Não me importando qual sexo seja...embora me defina hetero as vezes outros corpos me atrai...luto e perco guerras em meu sono, os desejos estão a flor da pele....
Sei que não devo. Sei que leva ao abismo. Mas é a fatídica Lua Cheia a tocar em meus poros.Atrazer desejos não normais mas o que é normal...diante desta era de violência...
Diante de nossa passividade social. Não sei de nada ...só sei que sou ainda humano...
Tento decifrar-me e sou engolido pela serpente enrolada dentro de mim ou ela sobe ou ela desce...
Neste momento esta ligada a terra , faço um esforço sobre humano para ela subir e os seres que habitam dentro de mim. Tentão sufocar a busca da luz...que aparece no fim da caverna...
Meu corpo é pura eletricidade... Estou fervendo...subindo pelas paredes...vou andando como diz Zeca Baliero sempre roto quase nú...
Em busca da maldita felicidade...Da fatídica liberdade...
Isto existe mesmo...liberdade e felicidade ...não sei nunca encontrei algúem realmente livre diante de mim...só em livros e em historia...quero realmente experimentar a verdade...
Só experimentado a quarta -dimensão de fato é que poderemos nos libertar da máteria enquanto isso não chega sempre estamos mais proximos do abismo...quantos passos faltam ? quantas vidas ainda tenho? meu passaporte para o inferno já esta carimbado? Não quero de novo fazer esta viagem de volta a involução quero chegar as mais sublimes dimensoes...e depois chegar ao absoluto...por isso luto contra minhas mais tenebrosas vontades...que morram os desejos e nasçam as virtudes...
Quero ir além da poesia...quero sentir o extase da realidade....
Ai sim voltar a este plano e ir além da cidade dos elefantes...
Sou um Dom Quixote em busca de minha Dulcinéia...não devo mais sucunbir aos meus mais torpes desejosss....

João Carlos Faria

www.cidadedaspalavras.com.br

Nenhum comentário: