Seguidores

segunda-feira, 16 de abril de 2007

Livro Sobre Nada

Livro Sobre Nada

Joca Faria

Li avidamente e relerei também o Livro Sobre Nada de Manuel de Barros.É uma leitura sadia revendo a poesia com outros olhos . Bem longe de uma segunda –feira que poderia se dizer agitada.Fala das formigas atômicas e porque não atônitas. De andarilhos as vezes tenho vontade de montar um personagem bem estranho com saias , meio profético e andar pelo centra de minha cidade, Cadê os Gentilezas , os Bispos do Rosário assim Manuel de Barros faz nos lembrar que a vida tem purezas. Como um prego numa bienal em Noventa e quatro.Que autor maravilhoso que eu ganhei e assimilei a poesia contemporânea mostra –se cheia de grandes talentos. Este poeta lá do nosso centro oeste e sua poesia próxima da terra.Por isso assisto Entre-Linhas da Cultura para sempre descobrir o renovo ou o novo para Nossos olhos e ouvidos sedentos de poesia.A poesia esta tão próxima mas é como se fosse outra dimensão dentro desta tridimensionalidade.Ser poeta é não ser.É tentar renascer a cada novo olhar que vibramos ao rever a poesiaQue viva eternamente Manuel de Barros.Agora o conhecido despido em sua alma dos sertões de nosso centro oeste.

João Carlos Faria

www.cidadedaspalavras.com.br

Nenhum comentário: