Seguidores

segunda-feira, 26 de fevereiro de 2007

Santa Ironia

Santa Ironia

Joca Faria

Hoje caminho por esta cidade. Na rotina de sempre junto com Raul Seixas e suas belas composições.
Subindo e descendo elevadores, encontrando-me com amigos e nunca dizendo nada de
tão importante. O Sr. D disse que eu não posso fazer faculdade de letras, pois diz que não sei explicar nada e que ando lendo Carlos Castanheda e não o expliquei corretamente ,mas é ironia pura ironia chamei Peiote de Papoula.
É TUDO flor mesmo. Estivemos com o grande magnífico ABDA Almirez 1.
Por trás de sua mesa. Ele nos falou que a natureza ele curte mesmo é pelo computador através da tela. Santa ironia destilada por uma só pessoa.
Finalmente alguém que diz o que pensa.
Em tempos modernos ninguém diz o que pensa, TODOS leram estes manuais de auto ajuda e são robôs manipulados por si mesmo grandes bonecos seguindo um padrão de falar, um jeito de agir numa grande falsidade.
Dentro deste padrão imposto por nossa sociedade.
Passei pela Rua Quinze de Novembro e estava lá o PT protestando quanto ao preço abusivo do ônibus em São José dos Campos sempre as mesmas pessoas com os mesmos discursos e nada de novo acontece. Vivemos uma triste rotina medíocre, a não ser quando uma amiga passa pelo vidro e te dá um belo sorriso.
Ai vejo que tudo é novo que há magia em viver. Afinal de onde viemos e para onde vamos?
Nunca nos respondem, mas podem achar respostas lendo Samael Aun Weor, Carlos Castanheda e tantos outros que passaram por este pequeno planeta.
Recentemente li o Evangelho de Judas é magnífico saber sem nunca saber.
Nunca vi um disco voador, mas sei que existe.Nunca vi Jesus Em meu Computador como fala Daniela Penelluppi em seus poemas no cd Versos Sanguíneos.
MAS acredito em duendes, em fadas e na cigarra Joana. Gente nunca usei maconha ou
outra droga qualquer.Prefiro ler livros e conversar com amigos.
Sentir a vida fluir num Carnaval em Paraibuna trabalhando de segurança.
O mundo é o que vemos e também o que não vemos.Estamos presos a esta tridimensionalidade.
E cabe a nos individualmente encontrar a saída?
Mas onde está a SAIDA?
Que saída? Tudo acontece em meu quintal?
Quem somos? Prefiro uma caminha pelo Turvo .
A curtir uma cachoeira pelo computador.
Estou saindo vou ver o Por do Sol do Banhado.
Beijos.


João Carlos Faria

www.cidadedaspalavras.com.br

www.jocafaria.cidadedaspalavras.com.br

Nenhum comentário: