Seguidores

sábado, 29 de dezembro de 2007

ABISMO

JOCA FARIA

Estou ouvindo vapor barato...tomando sucos...vendos carrosss...longe de minha casa mas perto de mim mesmo...a luz começa a se esvaziar é a hora do crepusculo...as vozes de amigos contando historia...e construindo novas vidass...ando a flor da pele...tudo me faz chorar...quero nadar no mar da patagonia....
ver o sol...Zeca baleiro me encanta...eles não querem ouvir o cd Kaoticidade...não consegui abri meu yotube...e tem uma foto da Stefani no lugar de minha foto no orkut...dizem que não sei dar cantadas...talvez não saiba...mas sei amar ...de forma bem romantica...transpiro..suo forte...mas não quero ir embora;;; longe de amigos...não quero estar em meu quarto...quero adentrar dentro de mim...navegar por entre o mar de seres que criei...quem sou? ainda não me desvendei....quero me desvendar...como posso compriender o proximo? se não me desvendei:...não sei se crio laberintos mas gostei desta imagem dada por RITA eLISA sEDA....ELES ESTÃO LONGE E EU MAIS LONGE AINDA....

MINHA RELIGIÃO SOU EU MESMO...MEU PARTIDO SOU EU ....AMO A TODOS....PORQUE ME AMO...

O SOL SE POS...ELA QUER IR VOUUUU....COMTRARIADO MAS VOU...
EU SOU...
NÃO SOU?

QUEM QUER SALTAR AO ABISMO?

O TEMPO SE ESCORRE NA AMPULHETA...TUDO FLUI NADA É ACASO....

ESTE SIM É O DERRADEIRO DO ANO QUE PASSA....

E A SAUDADE DO QUE FICA....

A MINHA ESPERA 2008 COM SEU SGNOSS SEUS AMORES....SUAS DORES....
E ME ESPERA NA ESTANTE JORGE LUIS BORGES EM ESPANHOL NO ORIGINALLLLL...

VOU SEGUIR SALTAR NO ABISMO MAS JÁ NÃO SALTEI?

HÁ TEMPOS MAS QUE TEMPOS?

A TERRA RODA CIRANDEIA GAIA NO UNIVERSO...

QUEM VAI ...VAI EU VOU JÁ ESTOU PLANANDO POR CIMA DO ABISMO.....


JOÃO CARLOS FARIA

WWW.CIDADEDASPALAVRAS.COOM.BR

http://fariajoca.blog.terra.com.br/
O ULTIMO TEXTO DE UM CENTURIÃO DO LITTER O ULTIMO DE 2007...

Joca Faria

Hoje não é mais hoje pois voce esta lendo em outro momento....epa espere eu escrevi este texto no ultimo sábado de 2007..Solfidone fez aniversário...voce fez aniversário...eu vou cantar...montar um banda de rock ....FAZER varios longas metragens ...e no é que o povo começa a colaborar com a cidade das palavras...e eu que já não tenho mais idéias do que faremos em 2008 ...viva a cidade das palavrassss.
TENHO me isolado na Vila Industrial por estes dias para refletir...minha e nossas vidasss...fizzz muitos amigossss...mas não andei nú...tomei hoje um Fernet Vittone vindo direto de Cordoba na Argentina....

Estou tranquilo neste sol de São José dos Campos como diria wagner molok ...que esta em seu calabouço...fazendo suas inimaginaveis peçassss quero cantar , dançar e criar a banda REPUBLICA DOS ROEDORES DE ORELHA...chega precisamos sermos felizes...e dai dai a Eliza foi a cordoba e esta feliz o Paulinho Chiacchio que faz um programa de computador ....para liberar na internet....
quero fazer milhoes de coisas nestes proximos sete anossssss....

Vamos lá acredite em voce e em mais ninguém de a mão vá em frenteeee cuidado com doses de bebidas pois dão dor de cabeça....

SOS AFRICA....SOS GAIA SALVEMOOSSSS O MUNDO....

VIVA rita elisa seda....que ajuda a africa...e num é que fiz as pazes com franklim maciellll em tornado em sua verdes notas de dollar....o ricardo faria está num silencio sepulcrauuuu....outra hora passso em sua casa quando me responder se ele olhar o espelho e se ver vai gritar ladrão ladrão ladrão...isto me falarammmm.

VOU AO RIO A smpa a cordilheira dos andes lá vem ela minha compania a sinisute chegando de leve nesta moddorra jossense....sou livre do vaso sanitário....sou livre para escolher o bem em detrimento do malllll.....

VIVA A POESIA DE JORGE LUIS BORGES QUE VOU LER NO ORIGINAL TRAZIDO POR BETE SOUZAAAAA......

viva viva estes dias estas horas sem medo enquanto isso reinaldo e marlene trafegam pelas estradas de minasssss.....

Marcelo Planchez pinta a sua casa...e eu ando pela cidade sedento de amorrrr....

viva 2007 quando fiz meu cd solo ...quando preparei meu primeiro livro....
quando fui segurança em paraibuna quando declamei no cine santana....

viva a politica para o bem comum e não para melhorar nossa conta bancaria.....
quero nadar nú numa cachoeira...na praia de casteliano e comer o macarrão de paulinhooooo...

viva a vida e o tenis rasgado no fundo viva o clipes de musicas americas e a freira que queria dançar tango....

sou poeta porque sou poeta como diria o mestre ariano suassuna somos artistassss somente artististaaaasss....viva che guevara...viva oscar niemaier...edu planchezzz...
e todos os malditosss não esquecendo de agradecer os vinte e cinco reais de NADIR JACOB CURY QUE me ajudou a pagar occccccddddd....

vamos lá me aguardem com filmes, cds , easpaços culturais e muito mais viva a arte e a cultura viva no cidade das palavrassss

feliz cidade ....cidade felizzz.caminho pelas ruas da vila industriaslllll.quero o teatro feito um disco voador...e o banhado um aeroporto espaciallll e a serra da masntiqueira quero uma casa no seu altooooo......


João Carlos Faria

wwww.cidadedaspalavras.com.brl

sábado, 22 de dezembro de 2007

Inicio de um roteiro

Joca Faria

O que fazer? QUANDO nada parece acontecer? E depois vemos que nos estamos parados...propus fazer um longa...mas como será este longa? Ainda não sei, mas eu tenho que saber? Se for coletivo porque tenho que criar regras? Porque sempre ditamos regras nesta era de linux...de processo colaborativo...de individualismo tacanho onde será que esta a chave? De nossa vontade de fazer? Propor já propus...falta criar as condições mínimas para se realizar é só juntar o povo..unir e reunir a tribo da arte...achar o mote...dividir o trampo...e chegaremos lá...quebrar o pau...discutir e criar
Roteiro viazulizar a Cidade de São José dos Campos como personagem e descobrir nela as saídas e idéias a cidade tem vida , tem historia tem gente....

Tem a cidade dormitório de Walace Pousso, a cidade de Discos Vadores de SOLFIDONE...a urbe de Moraes...qual é a de Reginaldo Poeta Gomes...a cidade noturna de Marcelo Planchez...tem uma cena que quero a rua xv tomada de tanques de guerra foi uma visão de solfidone...

Estamos vivos por isso faremos este filme não me venham com lifs, governos e estado...
Quero o estado bem longe desta nossa utopia ...verbas saira de nossa imaginação e razão...que cidade o João Nicolau vê.?.não sei só ele sabe....

A idéia talvez seja parar a mente ficar em silencio e as dificuldades serão solucionadas?

Vamos fazer um filme um longa um grande longa...que retrate
Nossa alma urbana...
Esta cidade como nunca foi vista repleta de personagens incomuns...
E comuns...
Você não acredita em mim mão importa eu sou....e você é....e ponto...
Pense...para de pensar e agiremos....


Que cidade que loucura faremos...as condições estão ai câmeras baratas equipamentos acessíveis e pessoas sensíveis....

SOMOS e não somos....

Façamos vibrar a energia de uma tribo invisível...........

Esta sendo plasmado em nossa mente um filme um longa de nossos sonhos...


João CARLOS faria

www.ciodadedaspalavras.com.br

terça-feira, 18 de dezembro de 2007

Toda parte é o todo?

Joca Faria


Fim de ano...inicio de festas...sol a pino numa terça –feira...passeio pela cidade em busca de encontros não programados...
Abro meu e-mail a procura de uma declaração de amor...uma amiga esta em Córdoba na Argentina mas onde fica Córdoba procuro na Wilkipédia e acho é uma província nos pampas Argentinos...bem longe da TeRRa do fogo...discos voadores invadem minha tv....é a série token de Estive Spielberg maravilhosa séria sobre alienígenas na Terra ...leio de Samael Aun Weor As Três Montanhas...e também de Saramago o Evangelho Segundo Jesus Cristo...não corro atrás de negócios por estes dias...curto o ócio estou tranqüilo fiz o que fiz neste ano...e prometo para mim mesmo neste ano que entra viajar mais, amar mais e trabalhar muito mais...
O amor é necessário a todos nos é o combustível de nossa vida...o sol está auto o calor é grande quero ir a Sampa ao Rio de Janeiro mostrar minha singela arte o cd Kaoticidade que em breve entra na internet...
Pois assim caminhamos neste pequeno planeta ...Enquanto humanidade ainda nos achamos o centro de mundo mas não somos...e sim uma pequena parte do todo...
Sinto os raios de sol ainda não meditei mas aprenderei a meditação...estou feliz pois estou vivo e cercado de amigos por todos os lados ...
Será que somos uma ilha? Mas que ilha? E pensar que este planeta gira neste momento no espaço aberto...como uma grande roda gigante...quero aprender a neutralizar a gravidade e voar voar voar no céu infinito...
Quero nadar na praia de Copacabana...navegar pelas ondas do Rio de Janeiro...chegar a Salvador pegando carona num disco voador...
Que belo disco eu vi ontem na série que linda visão...sei que existe não sou SÃO TOME...tem coisas que sabemos e pronto ...deixe sua intuição te levar ao mundo mágico de dimensões que jamais imaginou...
Como será que está Córdoba agora que recebe uma deusa...Córdoba não sabe mas sente...
Quem somos nos seres quase humanos..?
Temos que alcançar a perfeição e comer da refeição dos Deuses...afinal hoje é Natal?
Que o Cristo nasça em ti hó leitor...que a fé lê traga esperança e amor...
Que aprendamos a Salvar este planeta...que não provoquemos nossa extinção não é justo que causemos a extinção da vida nesta bela Gaia temos que nos salvar...
Quero fazer mantras, orações...e desejar a felicidade a toda esta humanidade quase humana...
Temos que aprender a consumir o necessário e não o superfelu...
Viva SÃO TOM ZÉ...que é um mago bem magro...que dieta este poeta da canção faz não sei sua simplicidade me comove...sua ironia me faz rir...
Pois vivemos em São José de Bombas , São José de Armas...
Resta nos sonhar e lutar pela real liberdade....
E transformar em São José da paz.....

João Carlos Faria

www.cidadedaspalavras.com.br

domingo, 9 de dezembro de 2007

Espelhos

Joca Faria

Hoje que dia é hoje ...é domingo ...e as pessoas passeiam...e eu aqui atrás desta tela...toda em branco ouvindo poesias do cidade das palavras...
Hoje estou aqui integramente? Atento? Tento estar tenho duas horas para ouvir poemas , ver vídeos e buscar sentido onde não há...
Tudo ruma para o infinito ...ainda é primavera mas ainda não fui numa cachoeira...retirar minhas mandingas...quero muito ser livre...mas o que é realmente a liberdade?
Ainda não sabemos já tive muitas crenças e ideologias ...já quis ser padre, guerrilheiro e comunista...já fui político ainda sou...sou artista e tudo acontece...mas o que sou o que somos realmente...já lanchei no mac Donald...já tomei coca-cola...e ai tudo passa...já fui a bordeis...já me masturbei e ainda ando só...já tive turma...já montei grupos...já andei de bicicleta...quase morri afogado...
Nunca fui Drag Queem e nem serei...já me travesti...e me reinventei...tento me reinventar...estudo a moda para modula...quero nadar nú no mar...já fui hippie...já fiz celebrações....já fiz sexo na boleia de caminhão...
Mas nunca me achei nestes múltiplos seres que habitam em mim?
Quero realmente a liberdade sem saber o que é...já li a bíblia...procurando verdades....
Tenho vontades luxuriantes que não quero realizar...quero algo superior além do comum...
Quem sou? Quem somos? Neste domingo hoje cantarei num coral...já comi cural...
Já dormi...e ainda não me maquiei...não mi pintei para a guerra ...não vesti saia...não criei uma nova moda masculina...devia ter sido estilista...adoro ler Giles Lespovstki...e suas idéias maravilhosas....
Onde esta a quarta dimensão...quero ir além de mim mesmo...quero sair em jinas...atravessar espelhos...me vestir como bem entenda e aprender a ganha muito dinheiro para salvar cavalos...criar centros culturais...fazer cinema...publicar livros meus e de quem queira...
Quero ter minha casa para andar nu inventar modas...e fazer mantrans...
Enfim quero ser feliz...quero que você seja feliz...bom domingo....

João Carlos Faria

www.cidadedaspalavras.com.br

sábado, 8 de dezembro de 2007

Em breve no ar o cd solo Kaoticidade de JOCA FARIA

ESTÁ PRONTINHO SÓ FALTA O PAULO CHIACCHIO PUBLICAR EO LIVRO RETINA...

NO MAIS UM ABRAÇO


JOCA FARIA

QUEM QUIZER CÓPIA E 10 REAISSS ....


www.cidadedaaspalavras.com.br

sexta-feira, 30 de novembro de 2007

Rapadura na dura esquina do tempo...


jOcA fArIA


Hoje sexta feira não consegui fazer nenhum texto durante a semana que esta indo embora não foi falta de inspiração e sim falta de um bom micro...Mas agora estou eu aqui feliz a catar milho no teclado e a pensar...Tudo é uma grande festa em alguns dias finalmente faremos o lançamento de nossos versos sanguíneos...E fiquei sabendo que o casal Bete Bino e Deó Lopes irão inaugurar um novo espaço na nossa Monteiro Lobato amanhã tem palestra de nosso poeta José Moraes Barbosa e entrevista do Oswaldo Jr. no blog cidade das palavras...mas vou escrever hoje sobre o que? Que tal sobre esta sexta-feira nublada e uns solos de guitarra que ouço aqui na nossa base secreta ...é uma da tarde...os pássaros não cantam eu não canto só no cd...há há há...belas considerações sobre o universo na entrevista do Oswaldo não sei por que estava cansado e estressado estes dias nada que um bom sexo não resolva...o Cury poeta não gosta que eu fale sobre sexo
mas prefiro fazer do que falar...há há há

E que enfim chegou o fim da semana e do ano ainda não temos a Cidade como ONG e nenhuma sede ainda tento ganhar a minha rapadura de todos os dias... fiz uma entrevista de tranpo neste mês que passou ...mas não deu em nada...e que estou muito poeta nestes últimos doze anos sem carteira assinada...sem salário fixo e preso como um pássaro na gaiola... liberdade neste mundo de malkut e ter dinheiro no bolso e o que menos tenho...

Cuido ou tento cuidar da alma que ainda não possuo , mas e o corpo? Preciso me realizar enquanto profissional no ano que vai entrar...consolidar a Cidade das Palavras...avançamos muito neste ano já não somos dois...agora somos quatro...um dia seremos muitos embora as vezes tenho ciúmes ou até inveja a diversidade na cultura joseense e grande...com vários espaços abrindo e fechando...vários grupos nascendo como o povo do MORIA um belo jornal literário que circula na cidade...


Tenho quase quarenta anos preciso ganhar meu feijão com arroz, ter minha casa no campo e como diria zÉ rODRIX PLANTAR ROCKS RURAIS...AGRADEÇO AO ramoore..por diagramar meu livro ao Paulinho por fazer nosso site e nos desculpar com ele não conseguimos vender anuncio...espero que um futuro membro de nossa IRMANDADE seja alguém bom de finanças...este ano tem a Beti Souza que arregaçou as mangas e fez diferença em nosso grupo finalmente realizoou o sonho de nosso ABDA almitez tendo um toque feminino em nosso grupo...que venham as mulheres tomem seu assento e boa viagem rumo a 2008.....mas não vou encerrar este texto não ainda não desculpem não consigo ficar de fora agora é hora de balanço balanço mas não caia....

Sim sou ex leitor e leitor de nosso irremediável Zé Simão...aprendo muito com ele com o Carlos Heitor
CONY viva nosso crônica brasileira ainda devo a leitura de MACHADO DE ASSIS....MAS sou leitor apaixonado do Henry Miller e o SOUZANDRE NINGUÉM Fala DELE NINGUEM estuda ele...gosto do Edgar Alan POE e de ler jornais como nosso Valeparaibano e a FOLHA ....
viram conheço souzandRE JÁ LI ALGUMA coisa sobre ele e ele vem antes do Esdras pound lendo um livro sobre a contra cultura nuem que no capitulo final foi reverenciada nossa querida Tropicália ...oSWALDO EU FALO que não criamos nada tão belo como a tropicália...mas ainda temos tempo...não falo de nos joseense mas de nos povo da cultura...do pais inteirooo viu leitor a hora é esta ou nunca mais....

vamos em frentE...VAMOS...juntossss.dançaremos cirandasssss em 2008 ...2009...2010 dois mil e quarenta até o infinito....8888888888888888888888888888

jOÃO CARLOS faria

www.cidadedaspalavras.com.br

não percam dia 7 sensacional lançamento do VERSOS sanguineosss



LANÇAMENTO DO CD VERSOS SANQUÍNEOS
SARAU POÉTICO MUSICAL
DIA 7 DE DEZEMBRO
HORÁRIO: 20:00H
LOCAL: LANCHONETE DO BIGODE
RUA DOS ELETRECISTAS 163, PRAÇA 1º DE MAIO PARQUE NOVO HORIZONTE
COM A PRESENÇA DO GRUPO PIRACANTO MÚSICA BRASILEIRA
E OS POETAS DO CD
ACESSE O SITE: www.cidadedaspalavras.com.br

quinta-feira, 22 de novembro de 2007

ENTRE A FILOSOFIA ESOTERICA OU A POLITICA ?



Joca Faria

Num é que eu entrei no orkut e me deparei com um clone até no portugues ele caprichou...estou meio revoltado e meio lisongeado mais o importante é que depois de uns seis meses falei com um velho amigo agora na doce e terrivel aventura de ser poltico eo cara esta com uns papos estranhos to fora...prefiro o conhecimento gnostico de nosso Samael Aun Weor ...com um novo jeito de viver e não estas linhas maquiavélicas das velhas politicas feito por gente nova de idade mas velhos de mentalidade.
Este papo de partido politico já era , temos que buscar novas alternativas tó lendo uns caras na revista cult mas tão muito dificeis...enquanto isso ouço roling stones numa boa...aqui no escritorio ontem vi Solfidone no shoping mas agora ela não fala com ningúem mais...tambem hoje escreveram para mim que tenho umas idéias estranas tó fora sou um cidadão normal até demais...e viva este sol maravilhoso que esta fazendo aqui fora...quero mesmo é aprender a sobreviver de modo livre sem depender de ningúem somos livres é não sabemos...

Gramática e esta gramática que nos aprisiona mas também nos liberta ....faltame sempre um tempo para revisão mas que revisão? REVISAR a vida . ela a vida acontece estamos aqui e egora? o que fazer é viver nada mais que viver...vou pegar um pedaço a mais de rapadura...estou movido a rapadura... e café...já passamos da fase da coca-cola e hamburgeres só mais um delicioso feijão com arroz...tó pensando em escrever um livro mais amplo mas quem vai ler? quem vai querer ouvir meu cd? não sei nunca se sabe?

Só sei que fui clonado até no portugues ruim... falta do que fazer cuidado leitor tu podes ser clonado no orkut...por algúem mau intencionado e usar sua identidade para causar danos...esta pessoa pode gastar o tempo dela para equacionar poblemas coletivos e não ficar com picuinhas....

Vamos agir e pensar se bem que pensar cansa ne vamos aprender a meditar ai sim chegar a verdade...mas que verdade? não sei mesmo que seja a sua a minha eu mesmo acho...tó com fome daqui a pouco vou caminhar sempre caminho mas para onde? quero sair deste abismo quero ir além da metafisca...

O que é a liberdade tenho linhas e mais linhas para escrever e minha mente esta embranco vou dormir fazer exercicios e chorar o que ainda não chorei...um abraço e fraternos beijos até o infinito e aguardem meu cd...que tá quase pronto....


João Carlos Faria

www.cidadedaspalavras.com.br

terça-feira, 20 de novembro de 2007

tel 12 9156 5011


Joca Faria


Vamos fabricar bananas? O Marcelo Fernandes falou-me que o lance no verão é fabricar bananas? Quem sabe de produtor cultural a produtor de doces de banana? Gera grana né to com o saco cheio de viver sem grana então avisem a rapaziada que vou fabricar banana...pode até ser uma cooperativa de bananeiros.Ou uma micro empresa de um dono só. A um tempo atras sonhei que tinha uma pequena fabrica de doces lá na zona norte da cidade.Poesias não vende e não é pra vender mesmo o lance e ser verdadeiro longe deste comercialismo.
Para isso fazemos textos, produzimos cds e saraus... E vamos fabricar bananas liguem para o Marcelo tirem a prova e vamos fabricar bananas...o lance é criar renda , gerar trabalho e trabalho já damos um ralo com poesia agora faremos poesia da banana...Vendamos doce de banana...banana olha a banana ai gente...tem doce de banana...suco de banana...quem come banana ...come banana e ai?
Arregacemos a manga ou a rasguemos e plantemos banana longe da cidade longe de tudos seremos verdadeiros bananoes os bananoes...Caraguá aguarde-nossss........
O Davi ff será o bananeiro mor....banana vai patrocinar teatro...cinema liguem para o Marcelo Fernandes 12 9156666666666666666666666666666666666666666666666666 50 11 e negocie com o melhor empresáreio das bananas...
O lance hoje é rapadura , banana e micro empresa...o Marcelo que viaja pelo mundo inteiro diz que o Brasil e a bola da vez...
Mas não adianta achar que temos que continuar mantendo raiz ...raiz é só da mandiocaaaaa....
Por isso vamos em frente eu vou produzir doce...comprazer...a vida é feita de tesão ....e banana....banana a lá Carmem Miranda....
Dancemos a dança da bananana....


João Carlos Faria

www.cidadedaspalavras.com.br

segunda-feira, 19 de novembro de 2007


Pousar de uma borboleta

Joca Faria

Vejo a foto de Clarice Lispector olhando para mim, leio o e-mail de Ricardo Faria e sua patrulha ideológica ele é o Sr. Ética sabe de tudo e julga todo mundo com suas palavras cortantes...ele pelo menos escreve tem outras línguas afiadas por nossa cidade que nem isso fazem...
Hoje chove vertiginosamente meus estomago esta em prantos mas meu desejo por escrever minhas poucas linhas é grande , quase não saio nesta segunda.
A biblioteca esta quase vazia, minha alma insana esta vazia...Minha irmã ouviu parte de meu CD e ficou furiosa não tenho culpa é o que sei fazer...e nada a além disto...pessoas atravessam a rua em silencio...não ouço nada além do barulho de ar condicionado...meu estômago bate forte preciso resistir e escrever...não sou nômade...não ando de bicicleta pela Via Dutra fiquei sozinho em minha casa neste feriado que se foi aguardando o pousar de uma borboleta...mas ela não veio não sei por que, acabei cuidando de nosso pássaro que vive preso em sua gaiola...Não sei se tem salvação estética para nos homens...vi minhas fotos na apresentação do pão e palavra...e estava horrivelmente feio...tento criar alternativas de visual mas poucas são minhas criações...a barriga e grande o cabelo desalinhado e a voz irritante este sou eu?
Nunca se sabe, o que não sabemos? Estamos sempre perdidos em nossas limitações e nos esquecemos de nossas virtudes... a poesia distante poesia de cada dia nosso...hoje é segunda tenho milhões de textos a escrever? Vocês suportarão tamanha blasfêmia com a nossa língua portuguesa...talvez eu tenha uma estética neo pank não ouço este som mas gosto da filosofia do panke e a internet propicia este recriar esta criação artística.
Não tenho muito haver com os betnks e sim com os hippies ando roto e fora de moda ...
Queria outro presente outro eterno presente...minha busca filosófica chegou ao fim ...mas quem consegue chegar ao fim?
Nada tem fim tudo recomeça como a serpente do oro boros enfim vai ter um lançamento de nossos Versos Sanguíneos será num boteco lá no Novo Horizonte organizado pelo idílico Marcelo Planchez ...tudo flui neste quintal chamado Terrra já não me preocupo com sucessos e vaidades só quero arrumar uma maneira de ganhar umas moedas de ouro de maneira honesta e nobre ...não acredito em nada mais só quero uma sede para a Cidade das Palavras lá no turvo continuar a gravar nossos CDS e fazer alguns longas metragens...a felicidade parece nos distante mas ela esta ai junto a nos...sejamos o que somos não o que nossa vá ilusão quer...estamos e podemos ir além de Maya...vamos dar as mãos e dançar cirandas na praça Afonso Pena ...sejamos felizes em nossas poucas dificuldades...somos embriões angelicais basta trabalharmos e descobriremos nossa imortalidade...
Que as borboletas iluminem a alma de Ricardo Faria e ele descubra o valor de um abraço...


João Carlos Faria

www.cidadedaspalavras.com.br
.

quinta-feira, 8 de novembro de 2007

Cinéfila

Joca Faria

Monitores muitos monitores de vídeo em todos os lugares...corpos vermelhos...passos apreçados ...sol a pino no meio dia...entre o Rio e São Paulo estamos nos aqui...onde tudo nunca acontece...e tudo desaparece...quem não pode fugir...está em meio a chuva acida, a nascentes tampadas ...e ruas floridas...não acredito mais em partidos...mas sempre estou em corredores e gabinetes...a propor alguma idéia que nunca se realiza...porque não fazemos cinema? Não é tão impossível assim quero retratar esta urbanidade em imagens , sons e palavras...esta nossa Kaoticidade...já retratada em nossas poesias digo nossas pois participo de um imenso coletivo poético....
Que se refaz a cada novo momento agora há pouco caminhava ao lado de Dailor Varella um poeta ...uma voz escondida por traz de si mesmo...
Esta semana lancei idéias neste universo virtual...esta semana não dei palestra...ainda não retratei o Kaos de minha alma, torturada entre o fazer e o desfazer de um raro tapete mágico...onde esta Penélope não sei não vi Elisa, não vi ninguém caminho só e junto na manhã cinzenta...cinema queremos fazer cinema nesta barata linguagem digital...tinha guardado a sete chaves meus segredo e minha paixão por cinema e agora ela transborda...sai com flores a nascer na beira do asfalto....
Além de não ser de estar buscando o meu ser, cismo de voltar a fazer o que ainda não fiz...precisamos criar um roteiro , fácil ágil e criativo que retrate esta urbe de maneira profética e poética minha pouca experiência vem do Urubuzão Humano do Núcleo Ethos ...e agora feito mariposa no casulo liberto-me como borboleta das imagens em cubos de gelo...sou imagens som e movimento sou poeta e cineasta...transfigurado num artista que tem muito e quase nada a dizer...não sou ...sou a ilusão de uma vida pacata...
Que se construa um novo cinema neste Vale Encantado da Mantiqueira...
Deus salve nossas nascentes...e cabe a nos humanos salva-las...vamos criar e recriar nossa vida na grande pequena tela de um computador...somos arte...somos artistas ...somos quase-humanos...que se construa a cinéfila ...nesta urbe Vale paraibana...
Irmãos de todas as nações e reinações de narizinho como um pó de perlim-pim pim nasça o sonho cinematográfico em nosso Vale Encantado...
Vamos que o tempo Urge a vaca muge...e sol desaparece por entre nuvens a luz e boa para se filmar ...as idéias invadem nossa mente e ofazer se faz urgente...
Que viva a cinéfila Vale paraibana...sou imagem em movimento....

João Carlos Faria

www.cidadedaspalavras.com.br

quarta-feira, 31 de outubro de 2007

Zem conceito

Joca Faria

Eu estou zem dinheiro, zem emprego cheio de trabalho e muito vontade de fazer amor com qualquer corpo que apareça na minha frente.Por isso saia da frente...
Não me importando qual sexo seja...embora me defina hetero as vezes outros corpos me atrai...luto e perco guerras em meu sono, os desejos estão a flor da pele....
Sei que não devo. Sei que leva ao abismo. Mas é a fatídica Lua Cheia a tocar em meus poros.Atrazer desejos não normais mas o que é normal...diante desta era de violência...
Diante de nossa passividade social. Não sei de nada ...só sei que sou ainda humano...
Tento decifrar-me e sou engolido pela serpente enrolada dentro de mim ou ela sobe ou ela desce...
Neste momento esta ligada a terra , faço um esforço sobre humano para ela subir e os seres que habitam dentro de mim. Tentão sufocar a busca da luz...que aparece no fim da caverna...
Meu corpo é pura eletricidade... Estou fervendo...subindo pelas paredes...vou andando como diz Zeca Baliero sempre roto quase nú...
Em busca da maldita felicidade...Da fatídica liberdade...
Isto existe mesmo...liberdade e felicidade ...não sei nunca encontrei algúem realmente livre diante de mim...só em livros e em historia...quero realmente experimentar a verdade...
Só experimentado a quarta -dimensão de fato é que poderemos nos libertar da máteria enquanto isso não chega sempre estamos mais proximos do abismo...quantos passos faltam ? quantas vidas ainda tenho? meu passaporte para o inferno já esta carimbado? Não quero de novo fazer esta viagem de volta a involução quero chegar as mais sublimes dimensoes...e depois chegar ao absoluto...por isso luto contra minhas mais tenebrosas vontades...que morram os desejos e nasçam as virtudes...
Quero ir além da poesia...quero sentir o extase da realidade....
Ai sim voltar a este plano e ir além da cidade dos elefantes...
Sou um Dom Quixote em busca de minha Dulcinéia...não devo mais sucunbir aos meus mais torpes desejosss....

João Carlos Faria

www.cidadedaspalavras.com.br

quarta-feira, 24 de outubro de 2007

NASCE UMA NOVA ESTRELA

NASCE UMA NOVA ESTRELA
Joca Faria

Elizabeth de Souza é o nome dela. As cidades vivem de velhos poetas enquanto novas genialidades estão ai perdidas na rede digital. Quero mesmo é estar a balançar numa rede no bairro do Turvo dentro de nossa Mantiqueira... Longe desta urbe estranha e cinzenta, cheia de barulhos, muitos barulhos em suas avenidas...Todos dormimos enquanto poetas passeiam pela cidade... Não é porque ela é minha amiga que devo deixar de contar aos quatro cantos do mundo sua bela poesia profana e sagrada. Quero é estar dentro de uma fêmea como Eliza canta em seus versos...
Cantar a pureza desta poeta que sem querer é Joseense. Que se dane! Somos o que somos por ser. O sol deu as caras em nossa cidade... Adorei a matéria do Valeparaibano de Domingo que fala de cinqüenta razoes para gostar da cidade que moramos...Amo esta cidade sem hipocrisia. Aqui cresci aqui talvez morrerei lá pra bandas do turvo, só não quero morrer atropelado na minha Vila Industrial, por um bêbado qualquer quando volto do canto coral no Espaço Chico Triste.
Esta nossa cidade é estranha tem males e bons ares. Estive numa festa Domingo, no clube da Sabesp, organizado por nossos irmãos Maçons... Eles sim, são gente boa e humildes...comemos bastante frutas! Lembrei de quando criança no clube da Johnson. É esta cidade cortada pela Dutra cheia de poetas insanos que vivem pela urbe. Conheço mais de vinte e só falam de um. Esta é a cidade das mulheres poetas.
E Eliza Souza é uma que desponta para ficar na cidade das palavras...
Precisamos sim ter um mecanismo de edição de livro, de apoio aos nossos artistas e não ficar proibindo nossos músicos de tocarem. Deveriam se reunir todos na praça Afonso Pena e fazer uma sinfonia de boa música para os medíocres políticos acordarem e fazerem o trabalho deles. Deixem nossos pássaros cantarem...
Poetas é que somos e não descobrimos ser , vivamos enquanto nos é permitido viver...sejamos felizes em nosso dia a dia no trabalho aos que tem trabalho.
Cantemos, cantemos a Cidade , o Vale e a serra , cantemos Eliza Souza e sua fluídica poesia dentro de seu mundo, grande mundo ...não faço rimas... Não quero rimas quero a poesia de Eliza Souza e deixa-la fluir por meus poros, meu real ser...enquanto não morro atropelado por bêbados insanos.
Eu que sempre me imaginei morrendo num grande mar bem longe de altares...Que bela cena final que assisti no sábado ao ver o ultimo filme da trilogia de Tolkien, O Senhor dos Anéis...aquela barco indo embora me senti indo com eles...e não fui....

João Carlos Faria
www.cidadedaspalavras.com.br

quinta-feira, 18 de outubro de 2007

Galaxias Tribais

Joca Faria

Ouço som de nossos ancestrais soms advindos da AUSTRALIA ....da mais distante tribo vozes , vivassss
vejo numa mão uma luz ....não sou não sou faço parte deste copo de aguá.....perco-me no vazio não há vazioooo.danço em torno da terra...vejo arvoressss...soms ancestrais tambores tambores....no vazio infinito sou um piracuara....sou indio indio eletronico perdido numa cidade das palavras......


Galaxias presentes dentro de meu ser....vaijam com os atomos....sou a bola de gude...jogada pelas criançasssss....

Tambores diafanos danço danço ao rtmo de meus ancestraios...não sou eu sou outro outro...mais outro ser sou real....longe da ilusãooooo....


Vejo cenas de outras epocas diante de meus olhosssss bate-se em rtmo alucinante termina com um prato....

O telefone fala....barulhos de um som estranho uma nave espacial...será que os anjos eram astronautas?

Parecem avioes....sou poeta 24 horas por dia ...não sou nada além de humano ridiculamente humanooooo.......

............xxxxccccccnnnnnnnmmmmmmmmmwwwwwwwjjjjjjjjjjjjkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
kkkkkkk....palavras sinais minha antenas captam sinais vindos das estrelassssss...........sommmmm
sommmmm........avioes ....foguetessssssssss....tudo me consome eu anti -homemmmm...estou de saia na praça afonso pena......somos indiossss eletronicossss......Galileu Galileiiii estava certo eu estou certo , voceee esta certa....

Bato minha mãos neste laboratorio de artes...nesta insana gloria sou anti poeta....anti nada eu sou voceeeee.

O céu torna-se vermelho vejo sois eternos soissssss meu estomago ronca volto ao mundo ....tridimensional...agora comum ridiculamente comummmmmmmmm.....


João Carlos Faria

wwww.cidadedaspalavras.com.br

sábado, 13 de outubro de 2007




aditivos num café na casa do Pauic

Joca Faria

Estava a olhar fotos no orkut de algumas amigas...e fiquei leve mente emocionado...levemente porque uso saia e sou muito macho..o que é arte que nos consomeeee... no infinito estante em que vivemosss...neste universo de soms e imagenssss ouço a musica de jornada nas estrelaas que passa num video a minha frente....como rapadura e bebo coca-cola...passiei na feira. ouço papos de prendave, internet, comerciais de absorvente...um kaos nos meus ouvidosss. vejo fotos de Anabel LEE ...NÃO SEI MAIS O QUE FAÇO, QUEM SOMOS DIANTE DESTE MICRO.....quem sou não sou....tudo se defaz em minhas lenbranças entrevisto pessoas corro na madrugada de caes de duas cabeçassss mas que cabeças são estas meu falo esta ereto minha boca sedentaaa das suassss. ouço papo de negocioes eu no meu eterno ociooooo
maos se confraternizam numa dança insanaaaa ......


quem somos quem não somos em nossas eternas buscasss ontem vi pela decima vez o filme dois perdidos numa noite sujaaaaa ...sinto tonturas abissais nunca vejo nada além da janelaaa. sou um cidadaõ de roma em pleno seculo vinte e ummmmm....fotos e mais fotossss ....ouço e vejo sintooooo aprendo como negociarrrrr.......querooo a libertação do que se libertar???? estamos perdidos no meio de dois caminhos cadé o caminho certo.....n~~ao sei jogar taró não sei jogar taró...mas que drogaaaa é esta estou perdido estou a frente e atrasss...ainda estamos na idade média para alguns, somos bicho do mato?

que somo além de mortais talvez eu ainda tenha 100 anossss , vejo faser na nova jornada nas estrelasssss tomo café muito café irei ao teatro hoje mais quem sou , como encontrar-me diante desta ilusória solidãoooooo....

quem é voce que leu até estas maltraçadas linha e anti-linhassss ...milagres não aconteceeee...tudo se fotografaaa com uma maquina digiotallllll tudo se cria num cumputadorrrr quantas novidadess e ainda somos mortais.......


quem somos dispo-me ando nú pela avenida paulista...tinjo meu corpo sou agora um indio eletronicoooo troco presentes pela nete troquemos presentes pela net estejamos mais proximos não somos ainda lobisomensss.

onde estão os deuses vejo fotos da obra de Wagner Molock mas fico mais perdido diante deste negro abismooo

hóooo quanta coisa abra a mão de abraços no pro´ximo como diria eliza ...quanto custa um abraço????

não sei mão sei não....

vou descer até o lagoooo....e nadar núuuu......


João Carlos FARIA

WWW.CIDADEDASPALAVRAS.COM.BR

sexta-feira, 12 de outubro de 2007

vaginaaaaa



http://hardblog.blogspot.com/2004/08/madonna-who-fuck.html

deusaaaaa

terça-feira, 9 de outubro de 2007

A mulher do livro que estou lendo

Joca Faria

Bom dia, boa tarde, boa noite nesta semana de inicio atribulado com O MANIFESTO ENTERREM CASSIANO RICARDO,
Não consegui escrever nada além de rascunhos de projeto fazia quatro anos que não soltávamos uma bomba poética em nossa cidade, conflito eu tive este ano só com amigo-inimigo mas tudo passa como as pastas de dente.
Só se ele aprende-se a separar as amizades da militância política e cultural nunca nos entenderemos...mas horo por ele que seja feliz no caminho que escolheu.mas que ele é maquiavélico ele é.
Nossa nunca fui tão atacado como pelas pessoas que se dizem minhas amigas, o cotovelo delas devem doer muito. Digo não sou nem um pouco louco, receita para agitar a vida da cidade basta ser criativo, ousado, ler bons escritores e ser prático ai a coisa acontece para os mais otários ainda farei muitos movimentos enquanto tiver saúde física e mental.
E aguardem uma futura instalação em alguns locais da nossa cidade. Em breve mais breve do que nunca....
Falta agora eu aprender a ganhar um dinheiro bem honesto com estas atividades que de desonestidade nosso pais anda cheio...
Agora vou falar do livro que estou lendo numa certa livraria da cidade de uma mulher que conta sua vida sexual num bloger na Inglaterra e acabou virando um livro de sucesso.
Ando sempre lendo este tipo de literatura que anda nas livrarias, sou péssimo para conquistar as mulheres e nada melhor do que descobrir o que elas pensam para aperfeiçoar meu lado de conquistador embora só queira uma mulher e nada mais.
Ainda não anotei o nome do livro mas basta ir a livraria e encontrará ela fala de sexo e de sua vida privada de uma maneira simples e direta num diário já li três capítulos.
Ela trabalha como assistente de câmara , trabalha quinze dezesseis horas por dia sem nenhum glamour.
Ela tem uma mania de comprar todo tipo de calcinha bem sexi, não quer casar e nem ter filhos já pensei assim antes e agora quero mudar isto em minha vida.
A família é um alicerce seguro para qualquer pessoa a igreja nisto está certa sem família e amigos não somos ninguém.
Quero terminar adorei um poema do Oswaldo Jr publicado em nosso blog que poesia simples e direta.
Espero que nos brinde com mais poemas até o Azf Casablanca gosta da poesia dele. E olha que o Azf tem um senso critico de rasgar corações a unha.
Sobre o livro prometo mandar –lhes o dado agora vou me indo já matei a saudade da palavra escrita.
Agradeço ao povo do Jornal Valeparaibano pela ousadia deles em bancar um Manifesto deste nesta cidade dormitório nos ainda somos uma província do século dezoito precisamos chegar rapidinho ao século vinte e três....

João Carlos Faria

www.cidadedaspalavras.com.br

Blog do Valeparaibano


http://vpblog1.sianet.com.br/
Falo

Joca Faria

Ouvir no fim da tarde...enquanto crianças dormem, homens dormem sou eu um homem a ver artes estranhas, enquanto ouço Lou Red em nosso láboratório...a cidade aqui e agora na doce tarde de terça feira, sonhei com aquela mulher proibida amim, ela de calcinha de renda...num sofa...eu querendo devoralá com meu penis...e ao mesmo tempo resistindo aos seus encantos...agora ouço enquanto o sol brilha em meu rosto...não sei se estou durmindo ou acordado...enquanto ouço o silencio de meu interior...quero devorar todas as mulheres que encontro com meu falo...

Silencio ao ouvir este canto de um Deus, enquanto vejo Demonios de um artista em fotos, fetos e fatos...crianças morrem no esgoto..jogadas num arroto...quero devora-lá femea insensivel...hoje experimentei um kilt e não coube em mim...afinal quero teu sexo junto ao meuuuuuu......

DEUSES do maal em obras nefastas estas artes da hipermodernidade...estamos longe da castidade...longe da santidade...quantas vezes descemos aos infernossss. o sol brilha brilha em meu rosto quero sentir Deus mais proximo a mimmmmm

Distanteeee sempre distante sempre preso ao euuuu...ouço o som o sol esta entre as arvores...sintome vazioooo busco parar de pensar...quem sou...quem és ...não somossss traga-me suas almas para serem devoradasssss....

Traga-me seu triangulo secreto escondido entre suas pernas enfeitados por calcinhas de rendasss seu sexo é sagrado não ouso mais pegar as mulheres da praça... quero somente uma pois será todas seu corpo não deve ser tocado em vão...quero seu vão entre minhas mãossss beije-me a boca aa sagradaaaa boca...goze goze para dentrooo...va sou o macho sagradooo e voce a femea...

Lou Reddd Lou Reddd vá vamos me dé a mão....sonhei ontem com uma mulher casada sei que não devo...a lúxuria toma-me destroi minha percepção quero ir além do sexo normal quero chegar ao sagradoooo...

Falo meu falo não fala ele se eleva como uma espada ele quer te devorar.....
Devorar ir além dos cinco sentidos...o sol quer se por...pois ele jaá se impossss váá mas volte DEUS SOL ...FICAMOS ESPERANDO PARA SALDALOOOOOO...

Também vou me indo porque ainda não sou...


JOÃO CARLOS FARIA

www.cidadedaspalavras.com.br

sexta-feira, 28 de setembro de 2007

Estou lançando o movimento enterrem Casssiano Ricardo

Chega de uma semana literária dedicada a um só escritor SÃO JOS´´E DOS CAMPOS tem grandes nomes precisa-se fazer um enventário literário...para redescobrir grandes nomes sotterados na mediucridade provinciana.
Viva Hélio Pinto Ferreira, Jo´se Omar de Carvalho, Paulo Núbile e tantos outros.
Viva a arte a literatura....
Vamos lenvantar em brados pela liberdade de expressão.....

Joca Faria
Perda

Joca Faria


Noite ...venho andando ao lado de carros na via dutra...não tenho medo de nada...farois iluminam meu corpo...cheio de sangue causando pavor aos motoristas...o acidente foi a algumas horas o carro estava cheio.Toda minha família ali....
E eu caminhando ...perdido...já não sou mais ...quem afinal...sou?
Tínhamos saído a alguns dias estávamos felizes em Ubatuba...curtindo nosso momento nunca imaginávamos o que iria acontecer... Mas aconteceu...simplismente.
Viver é estar aqui sem nada saber...em momentos as coisas acontecem...e agora ando só a margem desta rodovia...agora...mas ontem brincávamos na praia...éramos felizes...e agora todos ali...eu perdido...caminho...


João Carlos Faria


Saber


Joca Faria

Noite...a chuva cai lentamente...depois de meses de estiagem...na cidade , carrros em alta velocidade...enquanto caminhamos pela rua...pessoas bebem ...enbriagam-se nos bares...

João Carlos Faria

www.cidadedaspalavras.com.br

quinta-feira, 27 de setembro de 2007

A semiótica na cidade sem Alma?

Joca Faria

Dedicado há Patrícia Neponuceno


Vôo ao longe...caminho pela cidade...nunca sei nada busco embebedar-me no saber...o conhecimento nos leva a descoberta de si mesmo...esta semana novamente estou desvendando o mundo da semiótica...não com a consciência desperta...mas procurando Despertá-la...tenho fé em minha busca Quixotesca...sinto não estar sozinho ...vejo varias quase almas inquietas tentando saber...os signos nos cercam...não enxergarmos quase nada desta tridimensionalidade...anjjjos nos cercam...busco a ciência e o esoterismo num equilíbrio perfeito...
Horo a Deuses e acendo velas aos homens do saber, sou profano num parque da cidade a realizar rituais de uma Irmandade Neo Filosófica que já não existe mais ...estamos todos ai vivos, tomando a taça da vida enquanto o anjo da morte não nos colhe...
Não sei escrever sobre ciência, não consigo dividir o saber em conhecimento humano e dos Deuses...às vezes o saber humano tenta nos enrolar e diz não existir Deus. Mas se vivo neste Kaos...se ainda estamos passando e voltando aqui. Como os Deuses não existem...? quase viro artista plástico ao aprender a ler um quadro com a professora Patrícia Neponuceno ... quase ? mas será mesmo quase? Talvez já esteja sendo plasmada minha obra para encantar a cidade dormitório...
Cidade que morre e renasce a cada dia , que parece ser áspera mas é tátil...quem ainda não viu um Por do Sol no Banhado...quem não viu a bela arquitetura de nossa câmara maçônica...nossa igreja Matriz...quem ainda não passeou pelo Inpe, CTA quem não conhece a arrogância da Via Dutra e não percebe Ypes Amarelos florindo ao lado dela...quem não vê a beleza feminina que anda por nossas ruas...
É esta cidade merece ser lida através da semiótica quase agredi um rapaz que diz ter nascido aqui ao afirmar que nossa cidade não tem alma...
Segurei meus egos perdoei tanta ignorância de alguém formado em filosofia...esta cidade é nosssa muito nossa em sua beleza e feiúra...
A semiótica me faz olhar esta cidade bela cidade que quase deixa de ser dormitório...???

João Carlos Faria

www.cidadedaspalavras.com.br

segunda-feira, 24 de setembro de 2007

Vestido...

Joca Faria

Cá estou a não ver navios...a cidade acorda todos despertos? Ou dispersos? Vejo lindas mulheres vestindo saias coloridas...Clarisse Guimarães escreveu-me dias destes dizia na carta que nua estava...num colchão e tocava seu sexo em brasa...Perguntei a ela e daí? Respondeu gentilmente que sou ridículo...pois não se pode falar dos desejos..? Que sou careta e repressor...travestido de poeta pornográfico...não dei bola ela falava do tesão em estar viva...ela saiu vestida de um vestido florido que acabara de comprar...no e-mail continha vários poemas de amor, daqueles que não tenho capacidade de escrever, pois nunca amei ninguém...Clarisse falou que não sei nem o que é um toque...que minto ao dize me liberado que no fundo seja um Católico Romano disfarçando-se de gnostico... Não concordo com ela...sou sim liberto e libertário....qualquer hora desta compro um sitio no Turvo ou no Taquari e vou criar porcos e galinha...não suporto mais esta modernidade que é morar na Vila Industrial...
Já tenho saudade das oficinas de teatro...tenho saudades das mãos de Ana a tocar-me...tenho saudades das mãos que ainda não encontrarão meu corpo....sinto desejos...tenho vontade de devorar a alma alheia...ontem Clarisse disse –me que comprou uma calcinha verde daquelas vindas da China e vestiu-se e andou pela casa e fez muitas fotos e que as enviou para um site de nudez...Clarisse nunca tem medo de ser ela mesma...escreve poemas...faz natação...já fez faculdade...vive só e bem acompanhada...
Diz que sou um idiota e que devo arrumar um serviço de verdade, mas o que é verdade...não quero saber de bater cartão, de cortar carne em açougues...quero sim ser um produtor cultural...ganhar meu sustento através do terceiro setor...não depender de patrão...ela me chama de vagabundo...mas vagabunda e ela que dá só por excitação e nunca por amor...devo encerrar este texto tenho um curso de semiótica...preciso de uma reciclagem vou me indo outro dia falo mais da bela Clarisse....
Beijos insanos e sacerdotaisss.....entizááá.....

João Carlos Faria

www.cidadedaspalavras.com.br

sexta-feira, 21 de setembro de 2007

Lxcvm

Joca Faria

http://serpentearrependia.blogspot.com/

Leio ardorosamente o blog de Edu Planchez este poeta escorrega com suas palavras acidas por entre minhas pernas, penetra-me pela boca de suas palavras...quando leio sinto um tesão ...muito tesão suas palavras nos levam a inefáveis caminhos....escuto suas letras macias nunca quis nada além da mais sincera amizades de homens que estão no abismo...
Um dia este poeta pirou ao ver sua áurea rompida...mas é mentira...a primeira vez que o vi na Praça Afonso Pena tive a impressão de ver um santo homem...Edu é único entre nos poetas contemporâneos...sou filho de sua poesia...sou apaixonado por sua ira poética....mas o ser humano Edu as vezes é chato...não gostava quando ele parava nas padarias para ver jogos do Flamengo como qualquer mortal...mas ai que esta a graça deste homem coco...ele é uma pessoa simples conversa com presidentes das republicas e os mendigos da rua sem nenhuma distinção....ele vive sempre no abismo....como diria Paulo Chiacchio...ele pode ganhar uma passagem para Pequim e sem saber Mandarim dentro de um ano volta cheio de amigos da China...tendo gravado cd, feito muitos shows...este homem-feminino deve explodir para o bem da mídia...ele é um deus das artes.....curvo-me diante deste poeta...beijo-lhe a boca numa inocente contemplação....
Edu é louco sim ele sim embriaga com as palavras....ele me inspira o tempo todo faz dois anos que não o vemos aqui em nosso Vale do Paraiba...ele ainda não sabe que agora temos rádios, tv, fundações, ongs que ganhamos cachês para no apresentar para nossa comunidade...viva nosso Vale do Paraiba....viva todos poetas...João Nicolau...passou por aqui...querendo novidades...não tenho novidades nos seres humanos somos o novo , caro leitor descubra dentro de si mesmo sua essência....vá a abismos...resgate sua essência...vou me indo tenho que ir....temos muito a fazer.....
Somos homens de muita fé....

João Carlos Faria

www.cidadedaspalavras.com.br

quinta-feira, 20 de setembro de 2007


XXX

Joca Faria

O que é o sexo em nossas vidas? Como diz Solfidone toda busca de poder é por causa do sexo?
Como sabem estes três x que coloquei é o símbolo de sexo no mundo pornográfico já houve tempos em que sonhava participar de orgias, hoje saio correndo deste modo de vida quero é o sossego de uma vida monogâmica sim, podem chamar-me de careta e reacionário mas a fidelidade a alguém e a melhor coisa do mundo, já houve tempo que eu não acreditava na força da família. Hoje é o que me dá esperança, família e amigos são fundamentais para termos segurança.
Não sou hipócrita já estive muitas vezes em bordeis em beira de estradas em minha cidade.
Mas tento resistir a estas loucuras masculinas. Nos homens tendemos a achar que ser livre e foder muito. E que poder tem a ver com foder. Precisamos nos livrar deste patriarcado ridículo e destruidor de civilizações.
Nosso Império Masculino esta ruindo temos que construir uma civilização com base no equilíbrio entre os sexos.
Nossos jovens acham bonito quando se dizem bi-sexuais. A sociedade tem medo de fazer este debate por medo de ser considerados pré-conceituosa. Mas temos que rediscutir os papeis sexuais, não sou psicólogo e nem me interessa fazer psicologia e sim estudar Young, Wiliam Raich e tantos outros.
A sociedade precisa enfrentar a homofobia dias destes morreu um barbaramente assassinado no Nordeste então se aceita no oficial e se mata estes jovens de maneira bárbara, como o Francês que morreu na passeata GLS em Sampa.E sempre fica tudo por
Isso mesmo?
Nazista andando livremente em São Paulo cadê nossa policia civil?
O que é liberdade civil num estado onde narcotraficantes delimitam nossas comunidades.
Como no Rio e em São Paulo. Nos cidadãos Brasileiros temos que enfrentar junto com o Estado nossos problemas chega desta democracia representativa e decadente precisamos da real democracia participativa. Vamos debater a questão da homossexualidade de cara limpa estudar soluções e propô-las além das faculdades.
O Brasil precisa sair desta hipocrisia.de deixar para quem governa e apontar as falhas sem se envolver somos ou não somos uma nação?
Nossos jovens estão desorientados porque nossa geração também e desorientada e sem rumo.
Mas que rumo tomar?

João Carlos Faria

www.cidadedaspalavras.com.br

segunda-feira, 17 de setembro de 2007

X?

Joca Faria

Não sabemos o que viemos fazer, não foi nos dado um manual de como viver. Estamos aqui somos frutos do amor de um homem e de uma mulher...um dia fomos concebidos ...hoje estamos a buscar o essencial.
Mas que essência é esta que procuramos?...nunca sabemos não nos deixamos tocar temos medo de abraços...crianças numa experiência nasceram sem o cantato do tato...e acabaram morrendo...toco nosso sexo...beijo nossa boca...vivemos como se fosse nosso derradeiro dia...a cidade está fazia caminhamos pelas ruas em busca de ônibus que nunca passam...a pressa a vida e a morte ao nosso lado... aviões explodem na África...a borboleta dança na floresta...desço em frente minha casa vestindo uma saia escocesa às 8 horas da manhã do dia 16 de Setembro de 2007 em plena manhã de setembro...dormimos felizes sentimos cumprir nossa missão planetária...não temos tesão...temos toda energia sexual concentrada em nos...
Morro a cada segundo e renasço no começo da primavera...
Leio jornais na madrugada ao som de um filme...fico atrás da tela ao terminar o filme saio gritando poesia poesia poesia...abre-se a dimensão adentramos em sonhos acordados agora somos poetas atletas, poetas cantores, poetas profetas...somos um grande corpo uma só mente na madrugada Joseense, Santana em festa...dorme em silencio enquanto seu teatro explode em tesão é Festivale...
Tudo se festeja num café com pão , café com pão......... jovens, adultos e velhos divertem-se neste nascer do dia...todos são um e um é todos....
Eis nos Deuses por um momento...além de nossa tosca compreensão além de nossa normal mediocridade...somos seres humanos por um só momento...quem sabe um dia entremos num portal e não mais voltaremos.......


João Carlos Faria

www.cidadedaspalavras.com.br

sábado, 15 de setembro de 2007

Cena....

Dedicado a Edu Gair e Harley Campos

Joca Faria


Manhã bela manhã de um sábado ...hoje é dia de poesia ...filosofia...esoterismo...e muito mais porque hoje é sábado como canta Vinicius de Moraes...a poesia anda...o teatro anda...hoje se encerra o Festivale numa grande maratona...viajam poetas e incertos artistas ...caminhamos por Vilas e jardins de primavera florida...ando de saia pelos teatros...Libertários...Bejo-te a boca num asfalto...encontro pés de tomate...em plena calçada...Hoje a festa termina a luz se apaga...atores vão se embora...o sonho retoma a vida .A cidade ficará menos colorida...mas a primavera chega à semente germina e as artes se fortalecem...hoje é sábado tem Teatro da Cidade.
Nelson Rodrigues vive através de suas peças, Plínio Marcos nos engole com sua crua
Realidade...e assim é a dramaturgia...mas sem o ator nada acontece sem o ator tudo é literatura...o ator traz a vida e a morte...Chalaça ganha novamente a vida...Marques de Sade com suas orgias são belezas num palco qualquer. Edu Gair sobe num palco vestindo um vestido e grita grita grita Senhor Poesia...poesia.... poesia...eis que surge no palco alguém nú ...um poeta...dividido ao meio entre ser político e poeta...com a falsa certeza...defronta-se ao espelho e como no poema de Marcelo Planchez vê ali refletida a imagem de uma mulher devassa uma filha de Lilithy ....mas cheia de moralidade...ele trabalha com as drogas mas se vende como um cavaleiro...mas um falso cavaleiro que seduz mulheres e rouba a energia a vital sugando sugando suas idéias seus sonhos e passando a fingir-se idealista...nunca este homem entrou numa cachueira...o mar deu-lhe uma lição .... Edu Gair travestido grita de novo Senhor Poesia...o poeta caminha desce do palco atravessa nú por entre o publico e sai de cena...entra um casal brigando discutindo sentam-se a mesa de um bar num cenário de shoping center...e ficam a espera daqueles poetas que ali estão em todos os sábados mas eis que chega
Alguém com uma flor...na mão e dá a mulher senta na mesa e diz que só tem cinco minutos e nada mais...fala do acasalamento entre Deus e Deusa diz que não sabe quem é a mulher...sai fora tornar-se um anjo...afasta-se...sai correndo....apaga-se a luz acaba a cena...acende outra luz Edu Gair junto com Harley Campos na cena agora estão fazendo uma cena...de Esperando Godot...mas eis que o Sr. Poesia invade o palco descendo nú numa corda ...e grita sou o melhor de todos os escritores....eu vou ganhar o premio Nobel...os dois riem e cantam uma música de Edu Planchez...termina a cena termino este texto...assim Sr. Poesiaaaaaaaaa......


João Carlos Faria

jocafaria@yahoo.com.br

www.cidadedaspalavras.com.br

quinta-feira, 13 de setembro de 2007

Cervantes

Joca Faria


Neste ultimo sábado vi o Cavaleiro de Triste Figura emergir das paginas que Cervantes escreveu para o mundo real. Primeiro algumas noivas.Ficamos perdidos não sabíamos o que acontecia. Depois uma noiva desce numa tirolesa...Seguimos há. Eis que do prédio desce uma figura louca a gritar por uma corda fiquei estranhando ,mas sabia o que ele falava não me era estranho derrepente descubro que estou diante do nobre Cavaleiro Dom Quixote entrei em Êxtase ... Vindo a grande admiração que tenho por este personagem que agora rasgou o tempo e vivo está em nosso século vinte e um...
Comecei como outras pessoas atônitas a seguir pelas ruas da cidade este louco profeta...Perdido em seus devaneios. Quando inesperadamente um catador de papel como a questioná-lo e ele envolve esta pessoa que se torna nada mais nada menos que Sancho Pança ... Que Dom Quixote prometeu-lhe uma ilha uma bela ilha...E assim começou esta aventura ou desventura agora em nosso tempo...Brigas de espada...Mas uma hora ele chamou-me para ser o Rei que lhe sagrava Cavaleiro e assim como mais um ex-discípulos de Solfidone o sagrei em plena Rua Sete de Setembro cavaleiro da agonia amorosa que clamava por Dulcineia... Lindas doze mulheres passaram de vestidos de noivas perto de nos e o Cavaleiro saiu a correr a correr a correr.
Atrás de sua bela amada...Ficávamos todos atônitos...Como as músicas eletrônicas que penetram em nossos ouvidos de uma maneiraaa estranha...O cavaleiro andou pela cidade...Sempre pela cidade vivendo aventuras e mais aventuras...Quando foi rapitado por policiais assim encerrando sua santíssima
saga...Eu fiquei com sua espada esquecida pelos policiais e caminho só tentando reencontrá-lo...Este louco...Quem sou? Quem és...A onde vivemos....Sou batidas de musica eletrônicas...Viradas de discos um rap numa esquina qualquer...
Cervantes

João Carlos Faria

www.cidadedaspalavras.com.br

Estaremos nas 22 horas ininterruptas de teatro

No cine Santana . FESTIVALE

Fundação Cultural Cassiano Ricardo

Dia 16 Domingo às 6 horas da manhã

Com Café com Palavras

Com Joca Faria, leó Mandí, Marcelo Planchez....Elizabete Souza ...Daniella Penellupi...Reginaldo Poeta Gomes..... .... ..... .....

terça-feira, 4 de setembro de 2007

Quase humano?

Joca Faria


O sol está apino já é meio dia...E já fiz pouco já fiz muito...tudo acontece na capital do avião.
Como pasteis numa banca perto da igreja matriz, faço contato...caminho pela cidade de bermuda mesmo...sem criar nenhum estilo próprio...Quero viajar ser diferente mas sou sempre igual a mim mesmooo...olho-me no espelho e não vejo nada além de um ser quase humanooo.
Tudo acontece como quase sempre as mesmas pessoas os mesmos desafios ontem atravessei a via Dutra para deixar um currículo...e voltei a sós porem ...acompanhado...tenho medo quase sempre de perder-me no caminho da luxúria não realizada. Porque temos que ser assim sempre luxuriosos. Se não atingisse um certo nível de conhecimento seria um pam sexual...não teria limites mas me emponho limites a lúxia toma conta de minha mente...quem me vê não sabe o que penso...a um ser desprezível escondido dentro de mim pronto a cometer todos os delitos sexuais...dizem que as Igrejas deveriam acabar isto é um absurdo estamos mesmo com elas ...numa quase total materialidade...a família esta sendo desestruturada...tudo se acaba ...e eu perdido nesta kaoticidade entre o mal e o mal.
Não sei se vencerei meus eus. A luta é diária tranquilamente diariamente dentro de minha mente...
Sempre as mesmas fantasias ativo e passivo dentro de casas de luxuria total...homens e mulheres fazendo amor...sem limite der repente viram estatuas de sal...séculos passam e ao pó retornam...quero escapar desta roda...quero libertar-me ...tornar-se um ser...um ser humano de verdade...ainda sou um monstro a descer agora solitário a torre a grande torre de onze de setembro...
Não compreendo nada tento seguir a intuição ela me diz para ser ou não ser...
Estou entre o masculino e o feminino...tudo é uma grande ilusão nossos corpos escondem e mostram nossos desejos se tivesse nascido em Roma seria feliz pois amaria todos os corpos...mas sou um ser da hiper-modernidade e tento resistir aos encantos desta luxúria cada vez mais material estamos muito longe do sol. Descemos um grande abismo quero voltar a luzzzz.

João Carlos Faria

www.cidadedaspalavras.com.br

http://mundodebeth.blog.terra.com.br/

http://fariajoca.blog.terra.com.br/

sábado, 1 de setembro de 2007

HOJE É SÁBADO NÃO HÁ MELHORRR DIA QUE SABADO PARA MIM TODOS OS DIAS SERÃO SÁBADOOOOSSSSSS

sexta-feira, 31 de agosto de 2007

Performances Urbanas

Joca Faria

Dedicado a Eliete Santos...

Hoje ainda não é sábado, mas meu sentimento já é de sábado. Porque o sábado nos fascina como naquele poema de Vinicius de Moraes...quero falar da vontade que sinto de fazer novas performances solitárias e em grupos... Sábado passado o Roberval um ator joseense dos bons me presenteou com um estojo de maquiagem para eu usar nas performances que faço.
A Eliete Santos uma bailarina e artista completa esta desenhando umas roupas para eu usar meio na busca de algo andrógino. Acho que vou acabar criando um personagem inspirado em Ney Matogrosso, Elke Maravilha, Edu Planchez, Sr. Gay e nas Drags Queems mas algo poético e bem censura livre acho que devo começar a trabalhar com todos os públicos chocar já virou algo datado bem anos oitenta como diz a Cíntia Rosa
Precisamos aprender a ser contemporâneos vivemos a cyber cultura.
E devemos novamente voltar as ruas, mas agora enquanto artistas profissionais buscando criar uma nova linguagem cênica.
E novamente incendiar a praça Afonso Pena, pois ela é nossa antena...onde velocípedes atravessam portais...O Aude faz seus desenhos lá ele merece ser reconhecido enquanto artista...tomar a praça estar presente em nossa comunidade voltar a ser povo o que nunca deixamos de ser... Desculpe-me alguns eletistas de nossa fraternidade ou Irmandade Neo Filosófica mas o povo cheira melhor que cavalo...e eu sou povão mesmo...há há há....Mas quem não é...precisamos criar algo na linha do Grupo Circo Mágico atingir uma linguagem bem pop. Aprendermos a ser populares levando alta cultura...filosofia...e outras mumunhas mais né mestre Dailor Varela...vamos fazer sarais...cavalhada....procissões poéticas ...vamos reunir a Tribo Invisível né Carlos Aguapé...sejamos libertos e libertários...para criarmos a nova civilização nascida do Renascimento da Poesia e do Humanismo....
Viva todos e mais ninguém vou voltar a realidade poética somos Águias e não galinhas né Rita Elisa Seda adorei a palestra que acabo de assistir desta escritora....
Minha mente caminha rápido....crio dezenas de roupas e personagens .... serei um produtor cultural dos bem ousados ...ou morreremos de tédio...já não mais viveremos numa cidade dormitório....viva viva viva a cidade das palavras.....não me calo não sossego sou apenas visionário.....

João Carlos Faria

www.cidadedaspalavras.com.br

quinta-feira, 30 de agosto de 2007

Filhos da Mantiqueira

Joca


Ser ou estar não quero escrever hoje sobre a genealogia plancheniana poética ...Quero falar de outras coisas, mas o frio me dá vontade de tomar um café com leite e um queijinho derretido até num micro ondas...Dias destes estive em Paraisópolis no nosso Sul de Minas Gerais, mas para mim estas bandas da Mantiqueira parecem-me uma região só , pena que tem a divisão política entre São Paulo e Minas Gerais HE.HE.HE. Minas Gerais...
Onde nunca morei e não morrerei...costumo perguntar para meus entrevistados a mórbida pergunta onde morrerão. Não sei por que me vem esta pergunta? Queria que um leitor qualquer decifra-se este enigma...Estou muito contente vamos nos apresentar no Festivale aqui na cidade dormitório este ano...acompanho este Festival desde 1990 quando jogava luvas perdidas no palco por um ator. Era a peça de um casal eu tinha meus vinte anos...E já sabia o que queria pena que ainda não alcancei...quero poder fazer poemas como Reginaldo Poeta Gomes estes dias ele conseguiu falar da cueca que lavava. Que sacada simples e fenomenal de um poeta. Ser simples e direto e criar temas nunca poetizados...geralmente sou pornográfico...falo da calcinha...da nudez...mas nunca da minha mudez...fico sempre em silencio achava que o silencio era a meditação santa ignorância meditar é calar a mente... Ficar quieto e calar a boca.... agora depois de anos compreendo Zaratustra
de nosso irmão Fred eric Nietze quando este subia as montanhas...Eita vida marvada....tenho minhas fotos de nus na internet ainda não consigo apagar...não consigo eliminar este eu mas chegarei lá e o dissolverei...mas não jogo culpa em nada simplesmente as assumo....
Manhas passam como a vida dias destes lia Clarisse Guimarães que poetisa fantástica...esta moça ou mulher...ela profetisa...daquelas que contam historias tão bem num de seus poemas falava de mulheres que recebiam para fazer amor nos templos...não entendemos nada disso...estes dias ela também nos contava através de suas cartas virtuais ... de como bárbaros faziam amor...falávamos de tudo em suas cartas... nunca fala de si mesma onde mora...como vive...mas é fabulosa...a primeira vez que tive contato com ela foi numa carta que recebemos seus livros para publicarmos no LITTER
De lá pra cá mantenho contato com ela por carta e pela net...Fala me da vida de uma maneira simples...que mulher apaixonante...ela adora viajar diz que conhece bem estas bandas da Mantiqueira nas divisas de Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro.
Para ela esta Mantiqueira é mágica muito magicaaa...por falar nisso Edu Planchez estará por estes dias em Lorena quem sabe Clarisse o visita...nunca nos visitou em corpo físico...ainda não sabemos se Clarisse realmente existe...mas tudo bem já somos prisioneiros do Mundo de Bete....
Mas devo ficar com a mente quieta a espinha ereta e o coração tranqüilo como diz aquela músicaaaa...
Tudo flui nesta terça-feira não leio Lobsang Rampa, mas vejo um quadro de Davi Fernandes de Faria...sobre o TIBET...
Vou-me indooo meu tempo termina...andarei pelo calçadão...haver belas raparigasssss....

João Carlos Faria

quinta-feira, 23 de agosto de 2007

Bombas


Joca Faria

Outra manhã em minha vida não olhei pro céu não vi dragões voando.
Não te vi nua em minha frente, pássaros voam no céu, mas não os vejo.
Aviões explodem nas manhas de agosto. Risca-se o céu em brasa.
Cadáveres não se reconhecem. Morro em silencio, devia ter escutado os profetas.
Não escutei morro calado em silencio. A corrupção humana é o ápice de nosso egoísmo.
Enquanto crianças morrem de fome em nossas periferias.
Não te vi nua na praça. Não te vi voando de vassoura. Não te abracei na manhã , morro em silencio. Deixo um testamento. Escrevo mentiras nele. E sorrio para a enfermeira ao morrer.
Agora sou cadáver num caixão. Os ratos me esperam no túmulo. Mas estou livre das amarras.
Não vi suas pernas numa saia branca, quero sentir o cheiro de sua vagina.
Só tenho um real para te dar, vamos fazer amor num fétido banheiro de padaria.
Como adolescentes sem dinheiro.
Bombas explodem no congresso em Brasília, quem levou a bomba?
Quinhentos ladrões morrem, os urubus fogem das carniças de porcos deputados.
Bombas bombas bombas na capital do sexo....
Quem vai mudar esta nação? Ficamos em silencio após nosso gozo no banheiro...
Saímos a passear pela cidade, pomos nossa bomba no correio...Chega terça ...No congresso.....
Vamos embora deste pais, pois o tempo urge...
Fazemos amor em Paris...enquanto o sangue rola no que restou do congresso...
Fazemos amor enquanto ouvimos o hino nacional...
A policia cerca nosso hotel nos rendemos....Separam nos....
Mas nos vemos no tribunal...E assim somos cadáveres ambulantes...

João Carlos Faria

www.cidadedaspalavras.com.br

segunda-feira, 20 de agosto de 2007

Poder

Joca Faria

Nesta era de informações ou hiper-modernidade o poder não é dado a qualquer um. É necessário muito esforço para alcançar o poder, seja ele qual for.
Desde um emprego ou ser eleito presidente da republica de um pais qualquer. Tornar-se um grande empresário, tem que se lutar muito para chegar lá.
Até para ser poeta há um grande esforço. Para construir uma ong tem que estudar muito e arregaçar as mangas para chegar lá.
E assim, nesta hiper-modernidade com internet quase de graça em infocentros e bibliotecas demonstra que não se paga caro pelo conhecimento. O grande abda Almirez estudou tudo sobre economia nos anos noventa, numa biblioteca pública. Depois, entrou na faculdade, dominando a matéria e desafiando professores. Hoje, está na classe média, curtindo o esforço feito na década passada.
O grande líder latino americano Hugo Chavez, é uma dessas pessoas que se preparou muito para conquistar o poder, mas infelizmente usa o seu conhecimento para criar uma nova ditadura na nossa América.
A democracia deve estar junto com o conhecimento. O filósofo Samael Aun Weor atravessou a América Latina a pé, até chegar ao México. Ele trouxe para a contemporaneidade o Conhecimento Gnóstico, de todos os povos antigos do planeta e de graça, repassou em seus livros para aqueles que querem deixar de serem cegos.
E assim livros estão nas estantes das bibliotecas ou são vendidos bem baratos, em sebos, basta vontade para buscar o conhecimento, o saber.
Lula é presidente porque o José Dirceu construiu um Partido dos Trabalhadores bem preparado, nos melhores moldes do Partido Democrata Americano. O PT é hoje, um dos três grandes partidos no mundo.
Tudo deve ser planejado, ter um projeto de vida e lutar por ele. O músico Edu Planchêz, finalmente começa a gravar um cd, com um bom produtor musical, depois de passar fome pelas grandes capitais brasileiras.
E assim, caro leitor, lute por seus sonhos, vá em frente e chegará lá. Estamos na era da informação, mas o mundo ainda precisa de pedreiros, açougueiros, carpinteiros e poetas.
Nunca se desesperar, lutar pelos sonhos, chegar ao pódio e ser os campeões, como dizia a velha banda Queem.
E assim vou me indo, tenho que ler e agir muito neste dia... hoje!

João Carlos Faria
Conferencias das Cidades

Joca Faria

Acabo de me inscrever na conferencia das cidades não podemos perder oportunidades de refletir esta urbanidade.
E se tudo correr bem estarei lá dia 27 exercendo a cidadania algo abstrato , mas muito real.
Temos o desafio de criar empregos, construir uma cidade que crie o menor impacto ambiental possível.
A questão do emprego em nossa sociedade e o maior desafio , mas temos que fazê-lo conservando o nosso meio ambiente.
São José dos Campos terá grandes condomínios fechados um deles na divisa com Caçapava no distrito de Eugenio de Melo, mas como será construído um conjunto para a classe média e que impacto gerará em Caçapava e São José?
Isto tudo deve ser debatido com a a sociedade civil. Porque o governo do Prefeito Eduardo Cury não recria o orçamento participativo?
É uma forma de ouvir os munícipes e debater as questões graves de nosso meio ambiente?
Não entendo porque a questão do desemprego nesta cidade esta fora da ordem do dia? Porque nossos sindicatos não criam uma associação de desempregados para colaborar com quem esta fora do mercado.
Será que os sindicatos não percebem que estão se enfraquecendo na atual conjuntura econômica?
Meu caro Eduardo Cury onde esta nossa fábrica de emprego? Quais ações a prefeitura vem tomando para melhorar a vida de nossos desempregados?
Tudo isso deve ser debatidos no dia 27 longe das torpes discussões intermináveis entre oposição e governos afinal todos os partidos de um jeito ou de outro estão em governos?
Vamos lá buscar avanços.

João Carlos Faria

www.cidadedaspalavras.com.br
Ela

Joca Faria


Ontem o relógio parou bruscamente... As pessoas gogelaram –se e ela entrou em contato comigo ouvia sua bela voz ao telefone eu em silencio não extravasava minha emoção.
Tudo acontecia num tempo mágico, sua voz trazendo doçuras aos meus ouvidos. Em silencio a provocava. Ela queria ouvir minhas fantasias e eu curtia a realidade daquele momento estamos distantes por cento e vinte quilômetros...
Queria saber o que faço ...Faço pouco busco estar com um pé no mundo real e outro no virtual. Sou um ser comum que trabalha quando tem trabalho , mas sou poeta e poeta e ser integralmente poeta.
A arte corre em minhas veias , a política faz parte de mim. Mas você mulher sou eu sou você. Quando nos conectamos. Quero tornar esta relação real e não mais virtual...
Realizarei seus sonhos , seus desejos secretos....
Desvendaremos juntos nossos mundos, seremos dois em um.
Quero te mais e mais próxima de mim.
Beijos incendiarás nesta longa estrada real que nos separa....
Qualquer Domingo deste pegarei um ônibus cruzarei o estado e te encontrarei.
Numa alcova e faremos amor por dias inteiros....

João Carlos Faria

segunda-feira, 13 de agosto de 2007

Câmara Municipal
Sol ao meio dia, acabei de encontrar a Daniella Penellupi na nossa Câmara Municipal.
Joca Faria (*)




Como todos os artistas desta cidade, sempre os vejo na Câmara, apreciamos a democracia. Estava lá o Déo Lopes e paramos para um dedinho de prosa. Lembrou as formigas que param para trocar idéias.
É gente, artista não é tão cigarra quanto o povo imagina.

Trabalhamos duro em nossos projetos. Nem sempre ou quase sempre não temos o retorno que esperamos, mas tocamos o barco.
Hoje é uma quinta feira ideal para ouvir música no fim da tarde num barzinho qualquer.quem sabe quem sabe.

Preciso ir aos bancos pegar os nomes dos gerentes para vender uns anúncios de nossos sites. Precisamos produzir um jornal de oito páginas para divulgar nossos artistas regionais. A idéia é simples, mas falta apoio o que temos conseguido cabe em nosso quintal.... Acabei de entrevistar Léo Mandi ele mandou pra cima , mesmo foi 7 a zero.

Tudo acontece se aprendermos a acreditar em nos mesmos. Tudo flui, estou participando hoje de um encontro de nosso Tribunal de Contas sobre o Terceiro Setor e apoio público.

Precisamos criar a ong Cidade das Palavras, todas as informações são bem vindas.... Neste sábado terá a palestra de Davi contra Golias. Será muito interessante ver um artista novo falar de seu trabalho ele prepara muitas surpresas. Vou voltar a fazer letras de música tá pintando no horizonte umas idéias. No mais um grande abraço.

(*) João Carlos Faria - jocafaria@yahoo.com.br - www.cidadedaspalavras.com.br - www.jocafaria.cidadedaspalavras.com.br

quinta-feira, 9 de agosto de 2007

Epa???

Joca Faria

Estamos aprendendo a começar a usar este mundo virtual para reais experiências de linguagem deparei me com uma ousada proposta de nosso Cesar Pop...E vamos nos aventurar afinal tudo cabe em nosso quintal?
O beijo dado por você nesta madrugada incendiou meu desejo. O sexo veio e nos sentimos felizes no dia de hoje.
Quero fazer uma canção tão igual e tão diferente das que ouvi ontem. Rita lee e sua viagem sonora me encantou ontem no Yotube. Quero ouvi-la em todas as galáxias que for....não quero nada além de escalar nú a pedra do Baú.
E cantar na madrugada fria de minha de nossa Mantiqueira....
Dia deste estava em plena praça Afonso Pena acompanhando a vida de um pardal...que belo Pardal livre leve e solto....hoje li um poema sobre tigre de nossa Elisabeth ....em seu mundo subterrâneo...
quem somos nos...além de nossa falsa moralidade...seguro- me na cadeira de balanço ao ler o livro sobre a prostituição em São Paulo me vejo a li em todos os personagens sou as prostitutas, os bêbados , bixas, os come dores de pau grande e pique no mas agora neste pra no sinto a necessidade de chegar mais próximo do sol sem queimar minhas asas...quero ser Deus....por isso deixo minha alma de Demônio para traz... BUSCO sair deste labirinto de orgias e pecados insanos e tornar-me um diamante....qualquer dia deste mando uma entrevista para o Marcelo Planchez...por enquanto saboreio as resposta de Edu Planchez...minha alma caminha sobre a terra sou o pássaro preso na gaiola...
sou a mulher de pernas abertas na madrugada de São Paulo...nunca sou eu mesmo pois ando longe muito longe de minha essência...quero ver a luz quero ser luz...
Prefiro meu silencio sexual a grandes orgias a três a quatro a cinco....já vivi em muitas eras já experimentei tudo isso minha amiga...agora busco algo sagrado...
Já vivi em templos e bordeis, já fiz de tudo que sua torpe imaginação pode querer...agora caminho em direção ao mercado para comprar uma rapadura de cinqüenta centavos....
Não mais tenho medo dos infernos pois já sei que passei por ele. Quero chegar aos céus tornar me anjo...

João Carlos Faria

www.cidadedaspalavras.com.br

domingo, 5 de agosto de 2007

Encontro Literário

Sábado as 10 da manhã no dia 11 de agosto de 2007 haverá uma palestra do
artista plástico Davi Fernandes de Faria sobre o processo de sua criação artística.

Na Câmara Municipal de São José dos Campos

http://fotolog.terra.com.br/daviffartes

Grupo Cidade das Palavras

www.cidadedaspalavras.com.br
Pasteis dos chinas


Joca Faria


Ontem meramente ontem te encontrei pelas ruas.
Andando pensativa te animei te convidando para comer um pastel numa pastelaria de chinês. Contei-te que eles já fazem estes belos pasteis há mais de três mil anos.
E só agora me livro dos pré-conceitos e desguto estes belos pasteis de noventa centavo em nossa Rua Quinze de Novembro é que na verdade nos somos preconceituosos com quem não fala nossa língua.
É uma mentira que dizem minha garota que nos povo brasileiro somos amáveis, mentira queremos tirar o coro de nosso próximo.
Somos bem selvagens em nosso capitalismo tupiniquim. Somos descendentes de bárbaros Portugueses vieram aqui degradados para explorarem estas nossas riquezas.
E nos achamos hoje muito espertos. É menina não precisas andar cabis baixa por ai.
Levante-se acredite em si mesma. E vamos comer nosso pastel e tomar uma maçazinha campeão.
Que é daqui de Jacareí. Precisamos ter fé em nos mesmos. Vamos caminhar pelo calçadão da Rua 7 de Setembro. Ver as vitrines ...deixe seus currículos por ai. Sem medo. Bom vou me indo...Preciso caminhar até a Vila Industrial.
Sabia que nossos bairros ainda não foram pintados por nossos artistas plásticos que bela idéia falarei com o Davi e sugerirei pra que ele retrate nossas comunidades em tela...
Ontem ao voltar para casa a noite, vi lindas gaivotas voando em direção a vargem.
Talvez ainda haja esperança nesta terra maltratada pela poluição do ar, contaminação do solo. E por ai vai...

João Carlos Faria

www.cidadedaspalavras.com.br

quarta-feira, 1 de agosto de 2007

Traça

Joca Faria

Chegando à velha biblioteca de nossa Cidade deparei com um poema de minha autoria muito bem editado no Jornal Traça de nossa Fundação fazia tempos que não via algo meu sendo editado na Fundação Cultural Cassiano Ricardo.
Também pudera nunca envio meus textos para nossa bela antologia , mas gosto muito de ler todas as de contos são minhas preferidas. Consigo memorizar cada conto que leio entrão para meu imaginário como um de uma recente antologia que um cara fica num ponto de ônibus e vai ficando até a eternidade.
Quando criarmos um projeto de cinema e já estiver maduro enquanto roteirista irei adaptar um conto deste.
Tem um de um gárgula que toma o corpo de um homem também aos poucos.
Temos um bom contista na Cidade o Jorge Pessoto agente cultural no Novo Horizonte.
Nem falo dos contos do Reinaldo de Sá este já merece um livro solo há muito tempo.
Vive aqui na Biblioteca falta até um cafezinho quando nos encontramos no antigo sebo que tem aqui que vende livro a um real.
Mas hoje em dia gosto de vir no Pão com Palavra em um sábado por mês.
A semana literária é um achado da Dirce Araújo que vai virar tradição.
Enfim ler e escrever é a melhor saída nesta vida moderna que levamos, tem também as oficinas culturais no projeto artes nos bairros.
Que vi nascer quando fui agente cultural e que sobrevive muito bem até hoje.
No mais São José tem uma boa fermentação cultural e agora surge varias ongs e grupos.
Formando um grande balaio como diria o mestre Cláudio Mendel.
Eita vamos em frente que o tar do trem ta passando uai.

João Carlos Faria

www.cidadedaspalavras.com.br

segunda-feira, 30 de julho de 2007

Encontro Literário

Sábado as 10 da manhã no dia 11 de agosto de 2007 haverá uma palestra do
artista plástico Davi Fernandes de Faria sobre o processo de sua criação artística.

Na Câmara Municipal de São José dos Campos


http://fotolog.terra.com.br/daviffartes


Grupo Cidade das Palavras

www.cidadedaspalavras.com.br

sexta-feira, 27 de julho de 2007

Sol


Joca Faria


Eu que me levantei pela manhã e vi o sol brilhando e pensei hoje ponho minha bela saia xadrez. Que nada a boa e velha caquética civilização ocidental. Não me deixa fazer isto puis mesmo uma boa calça social e uma camisa de manga cumprida e vim para a vida, sem grana tentando vender uns anúncios para nossos jornais. Tentando sobreviver de minha nova profissão que é ser jornalista errando o velho é bom português dizem que o assassino diariamente.É mentira sigo sem querer a filosofia de nosso velho anarquista o Bessa que agora vive numa bela praia qualquer de nosso nordeste sobrevivendo de aulas de historia.
Talvez nunca mais o veremos que seja feliz. Que liberdade que nada somos presos as velhas convenções sociais, moramos nos trópicos e não construímos nada novo.
O quem vem depois da já morta Tropicália. Caetano dizem os patrulheiros é um velho chato fazendo shows burrocraticos.
Mas Jorge Mautner, Tão Zé estão firmes e fortes na velha recriação do novo e nosso Oficineiro de Plantão o Zé Celso que nos surpreende a cada novo espetáculo.
Eu encontrei o Zé Celso em Sampa há uns anos atrás em frente a um apartamento e o abracei deve ter pensado quem é este porra louca. Mas que se foda.
Ontem encontrei minha ex musa a Bete Bino hoje muito bem casada com Deo Lopes e já com três filhos. Mas minha ferida se abriu novamente...mas tudo passa um dia encontro alguma alma perdida como a mihna.
E serei supostamente feliz. Que se dane vou vivendo e mantendo meu velho bom humor.
Mas qualquer dia deste chuto a barraca, ponho minha saia xadrez e caminharei pela cidade.
Vejam nossos vídeos no orkut são bem interessantes. Pouca gente compreende, mas não to nem ai..
Vivo a cada dia como se fosse minhas ultimas horas neste planeta, pois o mundo pode acabar em 2012...2045...ou 2500....
E daí? E daí? E daí? Não sei leiam os profetas e terá suas respostas. Pois como diria mestre Raul Seixas só tenho verdades pra dizer...
Há que vontade de fazer amor comigo mesmo.Mas vou encontrar uma parceira e farei tudo que ainda não fiz com direito há três dias e três noites dentro de um quarto qualquer...
Tenho muita vontade de cair na estrada , qualquer hora parto sem destino mas preciso primeiro arranjar uns 100 mil euros.
Porque sem grana não saio não.
Eu não sou Edu Planchez sou Joca Faria...
Quero nadar nú numa praia qualquer sem me preocupar com os moralistas de plantão.
Vou-me embora amanhã estarei de volta há há há.

João Carlos Faria

www.cidadedaspalavras.com.br

http://fariajoca.blog.terra.com.br/

E ai povo vejam eu novo blog e divirtam -se...

http://fariajoca.blog.terra.com.br/

terça-feira, 24 de julho de 2007

BANDA PATO FÚ

Joca Faria

Pois é gente, o futuro do mercado musical já chegou.

Acabo de ler na Folha de São Paulo uma matéria sobre o novo cd do Pato Fú.
Num é que aqueles meninos de Minas Gerais, lançaram um cd, para vender via internet por um real cada musica.

Pois é, nós, artistas independentes, estaremos amarrando nosso burro na sombra... Imaginem o Edu Planchêz, vendendo 100.000 músicas pela net ?

Nós, do Cidade das Palavras, vendendo dignamente nosso trabalho, sem precisar fazer muita média?
E tudo mundo sendo remunerado pelo seu trabalho intelectual?

Acabo de encontrar o poeta Reinaldo de Sá junto com o Zé Mauricio. Falamos sobre compras e vendas de musicas lá na Praça da Sé em Sampa.
Sabiam, que grandes cantores populares, compram músicas de artistas desconhecidos, por duzentos, trezentos reais e depois assinam a obra? É! e nois público, consumimos numa boa. Quem me contou tudo isso foi o Reinaldo. Vejam o quanto nós, cidadãos do povo, somos enganados em tudo.

A UOL que é da nossa velha folha, esta vendendo também, um tar de Victor e Léo, por $1,99 a faixa. Que caro né? Acho que vou dar este cd pro Reinaldo Prado. Ele que deve gostar disso uai.

Por falar em Minas, sabiam que duplas sertanejas dão comissões a prefeitos do Sul Mineiro para comprarem seus shows?
Depois, como querer mudanças neste pais, se tudo mundo trapaceia o tempo todo?
Tá faltando pessoas, como o ético Ricardo Faria, neste Brasil.
Gente... Chega de tamparmos o Sol com a peneira!
Até quando morrerá pessoas, em aviões, ônibus, estradas e tudo mais? Até quando esta nação permanecerá de olhos fechados para a corrupção do dia a dia?

Voltando a música, gosto desta banda Pato Fú, são bem experimentais e inteligentes. Merecem serem ouvidos.

Nu mais, nos vemos no show do Joca Freire.

João Carlos Faria


http://megastore.uol.com.br/acervo/pop/p/pato_fu/daqui_pro_futuro

www.cidadedaspalavras.com.br

sexta-feira, 20 de julho de 2007

http://fotolog.terra.com.br/daviffartes

terça-feira, 17 de julho de 2007

Tibet

Joca Faria


Democracia é algo distante para nossa humanidade se ela existisse de verdade o povo
Tibetano estaria livre do julgo do império Chinês.
Mao Tesung conseguiu criar uma grande potencia capitalista em nosso planeta, mas porque ele acabou com a independência do povo Tibetano.
Não tenho nada contra o povo Chinês , mas eles estão errando e nos ocidentais também ao aceitarmos o esmagamento da cultura milenar do povo do Tibet.
Não devemos continuar calados e é isso que o artista plástico Davi Fernandes de Faria
esta fazendo solitariamente em seu atelier fazendo um quadro em homenagem ao povo Tibetano. David Bohee compôs musicas em defesa do Tibet.
O grande Dalai Lama vive exilado na Índia.
A globalização esta ai que seja também a globalização da democracia e da liberdade.
Nos cidadãos americanos do sul. Não devemos continuar surdos e mudos diante da exploração do Império Chinês.
O governo democrático do trabalhador Luis Inácio Lula da Silva não pode ficar omisso Lula é um líder que vem do povo e sensível as intolerâncias porque seu governo se omite em relação a questão do Tibet?
Será que é porque a China é um bom parceiro econômico? Camaradas é hora de defender a liberdade e a democracia nosso povo não pode ficar em silencio quando uma cultura milenar é massacrada.
Leiam se tiverem interessados os livros de Lobsang Rampa eles contarão tudo sobre o Tibet.
Que se consolide cada vez mais em nosso pequeno planeta a verdadeira liberdade de expressão.
Paz a todos os povos.

João Carlos Faria

www.cidadedaspalavras.com.br

www.vejosaojose.com.br
Vagina

Joca Faria

Algo fantástico é a vagina. Um desenho triangular...achei em minhas pesquisas na internet um vídeo de dança.Onde mostra três lindas bailarinas dançando uma dança criando uma vagina ...num palco qualquer...
A vagina a calcinha que veste a VAGINA...tudo é belo e sensual...talvez seja uma alucinação...uma bela alucinação de um doido desvairado que ama o órgão de prazer do sexo oposto.
Vagina os piegas chamam de túnel do amor, como vi numa calcinha de uma mulher que fiz amor a muito muito tempo atrás...
Gosto tanto que quero um dia montar uma confecção para produzir estas peças intimas da intimidade de uma fêmea qualquer... de nosso planeta...
Ser melhor negociante que os nobres irmãos chineses...
Contratar modelos de todas as raças para fazerem desfiles em frente ao Cristo Redentor...e depois na Avenida Paulista em frente ao Masp...
Construir uma casa em São Francisco Xavier inspirada na arquitetura da vagina...
Com a silhueta dos corpos femininos...e ter a fêmea serta e aconchegante e fazermos amor toda a noite ao lado da lareira...as vezes numa cachoeira...outras na BAHIA de Castelhanos em Ilha Bela...
Assim é a paixão deste poeta e uma singela homenagem ao feminino.
Um dia crio e dirijo uma performance tão bela quanto a que assistirão agora.
Delirem...
http://www.youtube.com/jocafaria

João Carlos Faria

domingo, 15 de julho de 2007

Palavras....

Joca Faria

Sentir o dia nascer ...ver pássaros voando...no dia a clarear...cantemos...cantemos...não nos preocupemos
com o amanhã. nem com o depois de amamhã.
Te vejo fria diante da vida não desista ...insista...persista...vá em frente acredite em si mesma não temas...vá faça amor com a pessoa escolhida...passeia neste domingo azul...somos uma grande irmandade ...dançando ciranda...nas madrugadas festivas...
Vamos de me a sua mão dance comigo...
Fazemos nossa cópula astral...
Vem dançar nas galáxias....
vem amar em nossa alcova.

João Carlos Faria
Solfidone???

JOCA FARIA

Pássaros voam no céu da cidade...ao longe ela sorri...num eterno rebolar...crianças passeiam em bibliotecas vazias...ainda não li meu horóscopo...não sei o que este dia me espera...não espero nada dele.simplesmente vivo...que futuro teremos? não sei tudo é culpa de minha ânsia de ser? ou de ter?
Talvez eu eu eu seja o maior consumista deste planeta chamado terra...compraria uma cidade inteira para somente ter. Ainda não estudei a lei dos 7. Mas ainda a entenderei...não durmo há milênios ouço nas minhas madrugas Raul Seixas sempre acho que supero esta fase e logo me vejo ouvindo Raul novamente...já li muita coisa de Paulo Coelho e ai você me pergunta E DAI?
Vou caminhar sozinho pela praça Afonso Pena...procurando outra alma abismal como a minha...
a centenas de anos não vejo Solfidone só releio seus textos e meus textos fora de todo contexto.
Mas você me pergunta quem é Solfidone eu lê respondo um filosofo tal qual Gentileza...tal qual Bispo do Rosário que caminhava só por esta São José dos Campos...um ser abstrato e real ....
Que muitos já dizem não ter existido ...ser só um delírio de poetas e loucos...outros dizem tratar de um mitômano...que foi internado no Francisca Júlia dizem que enbranhou-se na mata feito ZARATUSTRA...e pegou carona num disco voador junto com outros seres estranhos e agora vive em outras constelações...tomando coca-cola e comendo pão de queijo junto com outros poetas insanos...
Mas sempre dizem já não sei de nada E DAI?...
Vou indo indo vou a criar um novo personagem para estrear em 11 de Setembro...para deixar puritanos de cabeça em pé...meu ego ego ego...quer tirar a roupa para fazer fotos é nenhuma fêmea quer me fotografar?
Sempre acompanhado de Solfidone em minha imaginação...ele foi o Mago que abriu -me a porta da Ciência do Bem e do Mal...dizem que vivo numa eterna dúvida entre o caminho do mal e o caminho do bem...
Mas será mesmo que exista esta tal divisão?
Não sei só sei que já não quero mais me masturbar...tento não criar efígie...assistindo a filmes pornôs...quero uma fêmea que sacia a minha SEDE de Tantra...
Quero minha auto realização, pois o resto e resto...e nada mais...onde esta Solfidone?

João Carlos Faria

www.cidadedaspalavras.com.br

sexta-feira, 13 de julho de 2007

Encontro Literário

Sábado as 10 da manhã no dia 11 de agosto de 2007 haverá uma palestra do
artista plástico Davi Fernandes de Faria sobre o processo de sua criação artística.

Na Câmara Municipal de São José dos Campos

Grupo Cidade das Palavras

www.cidadedaspalavras.com.br


--
João Carlos Faria

www.cidadedaspalavras.com.br
www.vejosaojose.com.br

Joca Faria
Parque da Cidade

Joca Faria

Hoje mais um dia normal na vida de todo mundo. Todas as pessoas apreçadas. Der repente sem nos darmos conta estamos num parque. Ai vemos cantares de pássaros. Pessoas caminhando. Capivaras na fria manhã. Enquanto jogadores de futebol treinam. Caminhantes param para conversar, sobre as ultimas e importantes noticias sobre a velha corrupção brasileira.
Locais antes discretos hoje tomado pela população, mas sobra alguns lugares que ainda não foram desvendados pelo povo. Como as margens do Rio Paraíba, um velho galpão de aeroporto. Dois grandes cilos onde poetas escreviam seus poemas delirantes e imaginavam ser um portal para outras dimensões.
E assim divagavam sobre a filosofia, política e literatura.
Planejando atentados poéticos na cidade dormitório.
Ontem a noite as 23 horas a cidade já dormia em sono tranqüilo, nem percebendo as descargas que saiam das torres de suas refinarias.
Inocentes mal sabemos do quanto nosso ar já esta podre... mas fica isto para outros textos.
O importante é que a vida transcorre sobre a falsa normalidade, enquanto nosso Rio de Janeiro não se perde nenhuma bala...e a já costumeira violência não entra em nossas casas via o jornal nacional.
E sempre estamos como diziam os MUTANTES na sala de jantar...a espera sempre a espera.
Mas onde está Godot? Onde está o divino ele esta na nossa vontade de mudar este Kaos
Que criamos.
Volto ao Parque Roberto Burle Max onde estão os macacos para eu poder jogar as pipocas meu caro Raul ?

João Carlos Faria

www.cidadedaspalavras.com.br