Seguidores

sábado, 23 de dezembro de 2006

Abuso dos Parlamentares

Abuso dos parlamentares

Joca Faria

Vivemos num pais em que o desemprego tem uma taxa muito alta e em que a maioria dos trabalhadores não ganham mais que cinco salários mínimos incluindo os professores do ensino básico e médio.E nossos parlamentares querem se dar ao luxo de ter um aumento de mais de noventa por cento das gratificações.Causando o famoso efeito cascata. Porque não se faz um projeto de lei popular atrelando a porcentagem de aumento dos parlamentares ao aumento do minguado salário mínimo.Porque não se usa esta verba para por em pratica o projeto de renda básica do senador Eduardo Suplici.Porque neste pais só se fica no discurso. E nos do povo só podemos lamentar e escrever.
João Carlos Faria

Manhã

Joca Faria

Não quero começar pelo começo, mas há jeito de começar pelo final? Se tudo é absolutamente igual? Mas hoje para mim é outro dia. NÃO ligo se não tenho dinheiro, pois sei que trabalho duro. E uma hora vem não tenho medo deste Sol, pois em minhas mãos carrego um guarda-chuva.Hoje estou sem bicicleta ,pois quero divagar por esta São José Dos Campos como diria o poeta Wallace Pousso uma Cidade DORMITORIO mas é onde moro e onde quero fazer com que mude.Minha cidade tem nome um belo nome não sou como outros poetas que não nomeiam sua cidade minha cidade é meu quintal.Nunca fui embora daqui até por falta de proposta. Quero hoje uma Casa em São Francisco Xavier aos pés de minha Mantiqueira.Um dia ha. anos atrás quando na BIBLIOTECA na Rua XV de novembro conheci o abda Almirez ele me disse que mudaria o nome desta cidade e agora Almirez? Onde esta você.?Prefiro dos Campos ao das Flores.Mas esta cidade eu a Amo com gratidão.Nesta CIDADE cresci aprendi tudo que sei ela é minha não há mais balsa os rios estão morrendo e não fazemos nada.Há cinqüenta anos atrás no Rio Cambuí se pescava e se bebia água agora é só esgoto um grande esgoto.Mas vamos melhora lá sem sermos eco chatos ou babacas.Poesia que me guia, a poesia esta em todo canto não só em versos pois não gosto de versos e rimas.Gosto da liberdade sem formas sem métricas , num texto sem matéria livre sem formas.Um texto libertário.Um texto viceral, em busca do trancendental não ligo para as criticas embora adore criticas quero ser esotérico quero dominar o sentido da anti matéria.Sou excentricamente caipira, mas não ando descalço, pois tenho medo de furar o pé.Que idiota não há cacos de vidros em todos os lugares.Vamos dançar nos altares. Celebrar a vida nos parques desta cidade.Viva a poética vivemos a nossa primavera.SEJEMOS FELIZES.
João Carlos Faria
www.cidadedaspalavras.com.brwww.jocafaria.cidadedaspalavras.com.br
Grupo Cultural Cidade das Palavras...

Nenhum comentário: