Seguidores

sábado, 30 de dezembro de 2006

Não ser?

Não ser?

Joca Faria

Nossa ? nossa? A cada vez que falam comigo levo um susto. Principalmente quando o celular toca. E que sempre estou distraído em alguma galáxia bem distante e subitamente tenho que estar aqui de volta.
E volto rapidamente por isso me assusto, já devia ter me acostumado. Preciso ir ao parque lá não encontro ninguém e caminho tranquilamente a procura de portais.
Dias destes estava voltando ao meu corpo tranquilamente quando vi um ser de uns dois metros de altura olhando-me. Nem bola dei e voltei a esta limitada terceira dimensão.
Com as velhas dores no corpo. O duro na quarta-dimensão é que temos muito a fazer
e lá não existe o tempo. Então vou há. infernos para saber que não devo voltar lá nunca mais.
Percorro as estantes de templos que não poderia entrar. Mas é que fico prostrado por eternidades na frente. E os Guardiões acabam liberando minha egoica entrada.
E que procuro verdades que não passem num comercial de televisão e não se achem nas prateleiras de livros de Supermercados.
Dias deste andava por trilhos num passado qualquer e nada descobria via elefantes azuis.Leões humanos.
Mas estranhamente não tinha medo.As vezes os anjos me deixam velos só para mim ter a coragem de praticar a magia. Para poder estar de volta as estrelas de onde um dia partir.
Afinal quem somos neste planeta chamado Terra? Nesta limitada terceira dimensão.
Talvez até EU ainda não compreenda muitos conceitos lidos nos livros esotéricos mas minha alma
ainda anseia por não ser. Mas devo fazer mais do que só ler aqueles livros empoeirados devo ousar e praticar os ensinamentos deixados lá nos livros empoeirados.
Qualquer dia deste quero encontrar no astral minha amiga Fadinha eu gosto de chama - lá de Bruxa. Mas diz ela que bruxa é coisa do Mal. Como quero deixar de ter ego agora ela é fadinha uma doce e solitária fadinha.
Pena que é solitária pois os solitários não alcançam os céus. Por isso quero encontrar nesta terceira dimensão alguém que acabe com minha solidão.
E desejo o mesmo a Fadinha que para mim continua sendo uma Bruxinha vestida de roxo.
É TARDE já vou parando tenho que voltar ao mundo mágico e ver leões humanos.
Pois nesta tola terceira dimensão não vejo nada além de belos pássaros, céu azul e lindas mulheres que carregam consigo a chave para o Paraíso.

João Carlos Faria

Grupo CIDADE DAS PALAVRAS

WWW.cidadedaspalavras.COM.BR

WWW.jocafaria.cidadedaspalavras.COM.BR

quarta-feira, 27 de dezembro de 2006

Laberintos

Labirintos

Dedicado a Tatiana..

Joca Faria

Espero que não nos percamos neste labirinto da vida, Sua presença sempre fará falta aos meus parcos sentidos. Ontem foi Natal estava em família e com amigos.
Hoje o Sol é forte e caminho por esta cidade em busca da magia da felicidade.
Leio poemas neste computador enquanto escrevo, As distancias do tempo são grandes lembro das pessoas que passaram pelas paginas de minha vida. E sinto saudade não é mais natal. Mas ficou um resto de panetone em cima da geladeira e deleciome com uvas lembrando das pessoas com quem convivi.
O tempo passa e já não tenho mais remorso do que não consegui viver. Tenho todo este presente eterno para viver.
Sinto saudades das paginas amareladas de um livro qualquer. E meus livros que nunca termino. Mas meus blogs estão ai. Ainda publicados na internet.
Vejam lá minhas doces mentiras , meus segredos meus desejos.
Devo já não ter segredo algum. Pois vivo a confessa los nestas linhas que o tempo apagará.
Que ficarão há deriva pelas paginas da internet. Quem precisa de um livro impresso em papel nos dias de hoje. Eu justamente eu. Talvez seja até coisa de um ego qualquer ou a necessidade de deixar uma simples pegada para a posteridade.
Quem além de mim sente saudade de José Omar Carvalho para mim ele vive em alguma montanha lá da Serra da Mantiqueira criando novos textos e novos poemas.
É amigo você já partiu e nos estamos aqui. Vivos? muito Vivos. Meus amigos irão para um canto qualquer da Mantiqueira e eu estou contente esperando novas historias deles.
Quando juntão-se. Só há confusão e encrenca para nos divertir. Que subam bem alto o Pico da Neblina e lá cantem uma bela Canção de Roberto Carlos.
E eu ficarei aqui nesta cidade a torcer por eles. Refletindo num ano que se inicia.
Viva a poesia, viva a vida. Qualquer dia destes junto um dinheiro pego um ônibus e irei ficar uma semana lá em Trindade.
Esperando um disco voador sair do mar.

João Carlos Faria

Grupo Cultural Cidade das Palavras.

www.cidadedaspalavras.com.br

www.jocafaria.cidadedaspalavras.com.br

sábado, 23 de dezembro de 2006

Voce é único

Você é único

Joca Faria

Já chegou o natal estamos em festas...Estamos vivos bem vivos não tenho do que me queixar as coisas para mim estão acontecendo e para você é você que ousa me ler.Quem é você e quais seus sentimentos sempre falo de mim e nunca FALO de você leitor aquele que eu tento me comunicar durante o ano todo. Mas não sei quem você éde fato qual é o seu gosto. Suas preferências só me preocupo com meu umbigo com os futuros livros. Mas nunca me lembro de você só falo de meus desejos. Mas e os seus desejos seus gostos de literatura.Nunca escrevo um tema que queira. NÃO sei sua cor sua religião vou empurrando linha abaixo meu esoterismo mau interpretado já escrevi que o colar de Buda tinha 106 contas como posso errar tanto são 108, mas imagina outros detalhes que dou.Tudo bem sou um aprendiz de escritor e um aprendiz de ser humano.Estou contente saiu uma entrevista minha no jornal O Grito do Dailor Varela e da Má Luporini.Mas já quero falar de meu umbigo que droga. Ma como foi seu ano? Quais seus acertos e seus erros?Desejo para 2007 muita saúde para você meu único e estimado leitor sei que você é único não escrevemos para uma multidão. Mas para um só ser uma só alma.Que interpreta meus rabiscos a sua e única maneira. Portanto leitor tenho uma grande estima por você, continue a me ler no ano que vem quem sabe montaremos nossa ong editora.Logo lá para Janeiro já estará publicado no site o novo cd intitulado Versos Sanguíneos com muita gente boa entre elas Osvaldo Jr e Beti Souza e mais poetas novos e renovadores.Tentaremos fazer um vídeo com nossos poetas e começar uma série de livros a serem vendidos nas bancas de nosso vale e capital. Basta arregaçarmos as mangas para tornar estes sonhos realidade.Um só não chega a lugar nenhum, mas varias pernas sim chegam a um ponto determinado.Feliz Natal e um prospero e saudável ano novo.

João Carlos Faria

Grupo Cultural Cidade das Palavras

WWW.cidadedaspalavras.COM.BR

WWW.jocafaria.cidadedaspalavras.COM.BR

TRANSPORTE PUBLICO

Transporte Publico

Joca Faria

São José dos Campos precisa se acostumar com o debate de idéias e não com socos e pontapés.A prefeitura pode ter exagerado com o efetivo de segurança. Mas os movimentos sociais precisam de um pouco mais de tranqüilidade nas discussões publicas que são feitas na cidade.É lamentável que algo que era para ser um grande debate de idéias acabace em violência gratuita de ambas as partes.Parabenizo o prefeito Eduardo Cury por abrir esta licitação de transporte público.Precisamos de transporte de qualidade 24 horas por dia COM SEGURANÇA.Que seja acessível a todos e que conquiste a classe média desestimulando o transporte individual.Que tenha locais para estacionar bicicletas no centro da cidade.Poderia se criar ônibus circulares na cidade especiais sem tarifa.Teve um projeto no governo LUIZA ERUNDINA de ônibus gratuito cobrando se IPTU.Acredito que precise de mais debates para se ter novas idéias. Muita gente não foi naquele dia. Porque não descentralizar e fazer nos bairros da cidade.São José não esta refletida nesta vergonhosa ação ocorrida na audiência publica.

João Carlos Faria

www.cidadedaspalavras.com.br

www.jocafaria.cidadedaspalavras.com.br

Grupo Cultural Cidade das Palavras

Abuso dos Parlamentares

Abuso dos parlamentares

Joca Faria

Vivemos num pais em que o desemprego tem uma taxa muito alta e em que a maioria dos trabalhadores não ganham mais que cinco salários mínimos incluindo os professores do ensino básico e médio.E nossos parlamentares querem se dar ao luxo de ter um aumento de mais de noventa por cento das gratificações.Causando o famoso efeito cascata. Porque não se faz um projeto de lei popular atrelando a porcentagem de aumento dos parlamentares ao aumento do minguado salário mínimo.Porque não se usa esta verba para por em pratica o projeto de renda básica do senador Eduardo Suplici.Porque neste pais só se fica no discurso. E nos do povo só podemos lamentar e escrever.
João Carlos Faria

Manhã

Joca Faria

Não quero começar pelo começo, mas há jeito de começar pelo final? Se tudo é absolutamente igual? Mas hoje para mim é outro dia. NÃO ligo se não tenho dinheiro, pois sei que trabalho duro. E uma hora vem não tenho medo deste Sol, pois em minhas mãos carrego um guarda-chuva.Hoje estou sem bicicleta ,pois quero divagar por esta São José Dos Campos como diria o poeta Wallace Pousso uma Cidade DORMITORIO mas é onde moro e onde quero fazer com que mude.Minha cidade tem nome um belo nome não sou como outros poetas que não nomeiam sua cidade minha cidade é meu quintal.Nunca fui embora daqui até por falta de proposta. Quero hoje uma Casa em São Francisco Xavier aos pés de minha Mantiqueira.Um dia ha. anos atrás quando na BIBLIOTECA na Rua XV de novembro conheci o abda Almirez ele me disse que mudaria o nome desta cidade e agora Almirez? Onde esta você.?Prefiro dos Campos ao das Flores.Mas esta cidade eu a Amo com gratidão.Nesta CIDADE cresci aprendi tudo que sei ela é minha não há mais balsa os rios estão morrendo e não fazemos nada.Há cinqüenta anos atrás no Rio Cambuí se pescava e se bebia água agora é só esgoto um grande esgoto.Mas vamos melhora lá sem sermos eco chatos ou babacas.Poesia que me guia, a poesia esta em todo canto não só em versos pois não gosto de versos e rimas.Gosto da liberdade sem formas sem métricas , num texto sem matéria livre sem formas.Um texto libertário.Um texto viceral, em busca do trancendental não ligo para as criticas embora adore criticas quero ser esotérico quero dominar o sentido da anti matéria.Sou excentricamente caipira, mas não ando descalço, pois tenho medo de furar o pé.Que idiota não há cacos de vidros em todos os lugares.Vamos dançar nos altares. Celebrar a vida nos parques desta cidade.Viva a poética vivemos a nossa primavera.SEJEMOS FELIZES.
João Carlos Faria
www.cidadedaspalavras.com.brwww.jocafaria.cidadedaspalavras.com.br
Grupo Cultural Cidade das Palavras...

Cine Paratodos vamos salvalo?

Cine Paratodos vamos salvalo?

Joca Faria

O dia hoje esta quente muito quente. E estou nesta semana agitada NÃO podendo escrever meus textos já estava com saudades não vejo Á hora de voltar a ter um computador para poder escrever compulsivamente para atormentar os internautas e causar prazer a alguns e MUITA raiva em outros.O oficio de escrever e um oficio como qualquer outro. Mas é também um saudável vicio estou a fazer a produção do cd Versos Sanguíneos e estou meio só porque meu antigo parceiro anda adoentado .Mas LOGO passa .E ele retornará?Esta semana vi uma palestra interessante com nossa escritora Josefina Neves Mello uma grande figura joseense.Que nos contou na palestra no SESC sobre o processo de revisão e confecção de um livro. Só não falou das duras penas em se comercializar uma obra literária é este desafio que pretendemos enfrentar com a criação da editora pelo Grupo Cultural Cidade das Palavras por empRática idéias como a do Luiz Paulo Costa que propõe comercializar livros nas bancas da região do Vale do Paraíba.Hoje saiu uma matéria no Valeparaibano falando que a Embraer vai contratar mais três mil pessoas. Somos uma grande cidade industrial.Mas também devemos ser uma grande cidade das palavras.Do teatro da mÚsica e das artes em gerais.E nosso velho Cine Paratodos continua abandonado já foi cine pornô, loja de bugigangas e agora serve de espaço para uma lanchonete.E ai empresários? Vão deixar nossa memória virar pó porque não patrocinam um espaço como o dos Sátiras em São Paulo um Café Teatro não vamos cobrar só da Fundação Cassiano Ricardo numa cidade cheia de grandes industrias?Mas também cabe ao poder pÚblico municipal a criação do fundo de cultura promessa feita pelo candidato e agora prefeito Eduardo Cury.O estado não tem que ser o único incentivador da questão cultural. Mas todos os setores da economia e iniciativa privada dinheiro neste pais não falta precisa é ser bem aplicado e usado racionalmente.Voltando a literatura precisamos de uma política literária defenida em nosso Pais de um incentivo aos novos homens das letras através de incentivos culturais por parte da iniciativa privada e setor pÚblico.Assim termino porque o Sol lá fora esta a pique e tenho muito a produzir.

João Carlos Faria

www.cidadedaspalavras.com.br

Grupo Cultural Cidade das Palavras

www.jocafaria.cidadedaspalavras.com.br

segunda-feira, 18 de dezembro de 2006

Manhã

Manhã

Joca Faria

Não quero começar pelo começo, mas há jeito de começar pelo final? Se tudo é absolutamente igual? Mas hoje para mim é outro dia. NÃO ligo se não tenho dinheiro, pois sei que trabalho duro. E uma hora vem não tenho medo deste Sol, pois em minhas mãos carrego um guarda-chuva.Hoje estou sem bicicleta ,pois quero divagar por esta São José Dos Campos como diria o poeta Wallace Pousso uma Cidade DORMITORIO mas é onde moro e onde quero fazer com que mude.Minha cidade tem nome um belo nome não sou como outros poetas que não nomeiam sua cidade minha cidade é meu quintal.Nunca fui embora daqui até por falta de proposta. Quero hoje uma Casa em São Francisco Xavier aos pés de minha Mantiqueira.Um dia ha. anos atrás quando na BIBLIOTECA na Rua XV de novembro conheci o abda Almirez ele me disse que mudaria o nome desta cidade e agora Almirez? Onde esta você.?Prefiro dos Campos ao das Flores.Mas esta cidade eu a Amo com gratidão.Nesta CIDADE cresci aprendi tudo que sei ela é minha não há mais balsa os rios estão morrendo e não fazemos nada.Há cinqüenta anos atrás no Rio Cambuí se pescava e se bebia água agora é só esgoto um grande esgoto.Mas vamos melhora lá sem sermos eco chatos ou babacas.Poesia que me guia, a poesia esta em todo canto não só em versos pois não gosto de versos e rimas.Gosto da liberdade sem formas sem métricas , num texto sem matéria livre sem formas.Um texto libertário.Um texto viceral, em busca do trancendental não ligo para as criticas embora adore criticas quero ser esotérico quero dominar o sentido da anti matéria.Sou excentricamente caipira, mas não ando descalço, pois tenho medo de furar o pé.Que idiota não há cacos de vidros em todos os lugares.Vamos dançar nos altares. Celebrar a vida nos parques desta cidade.Viva a poética vivemos a nossa primavera.SEJEMOS FELIZES.

João Carlos Faria

www.cidadedaspalavras.com.br

www.jocafaria.cidadedaspalavras.com.br

Grupo Cultural Cidade das Palavras...

Abusos dos Parlamentares

Abuso dos parlamentares

Joca Faria

Vivemos num pais em que o desemprego tem uma taxa muito alta e em que a maioria dos trabalhadores não ganham mais que cinco salários mínimos incluindo os professores do ensino básico e médio.E nossos parlamentares querem se dar ao luxo de ter um aumento de mais de noventa por cento das gratificações.Causando o famoso efeito cascata. Porque não se faz um projeto de lei popular atrelando a porcentagem de aumento dos parlamentares ao aumento do minguado salário mínimo.Porque não se usa esta verba para por em pratica o projeto de renda básica do senador Eduardo Suplici.Porque neste pais só se fica no discurso. E nos do povo só podemos lamentar e escrever.

João Carlos Faria

Cine Paratodos vamos salvalo?

Cine Paratodos vamos salvalo?

Joca Faria

O dia hoje esta quente muito quente. E estou nesta semana agitada NÃO podendo escrever meus textos já estava com saudades não vejo Á hora de voltar a ter um computador para poder escrever compulsivamente para atormentar os internautas e causar prazer a alguns e MUITA raiva em outros.O oficio de escrever e um oficio como qualquer outro. Mas é também um saudável vicio estou a fazer a produção do cd Versos Sanguíneos e estou meio só porque meu antigo parceiro anda adoentado .Mas LOGO passa .E ele retornará?Esta semana vi uma palestra interessante com nossa escritora Josefina Neves Mello uma grande figura joseense.Que nos contou na palestra no SESC sobre o processo de revisão e confecção de um livro. Só não falou das duras penas em se comercializar uma obra literária é este desafio que pretendemos enfrentar com a criação da editora pelo Grupo Cultural Cidade das Palavras por empRática idéias como a do Luiz Paulo Costa que propõe comercializar livros nas bancas da região do Vale do Paraíba.Hoje saiu uma matéria no Valeparaibano falando que a Embraer vai contratar mais três mil pessoas. Somos uma grande cidade industrial.Mas também devemos ser uma grande cidade das palavras.Do teatro da mÚsica e das artes em gerais.E nosso velho Cine Paratodos continua abandonado já foi cine pornô, loja de bugigangas e agora serve de espaço para uma lanchonete.E ai empresários? Vão deixar nossa memória virar pó porque não patrocinam um espaço como o dos Sátiras em São Paulo um Café Teatro não vamos cobrar só da Fundação Cassiano Ricardo numa cidade cheia de grandes industrias?Mas também cabe ao poder pÚblico municipal a criação do fundo de cultura promessa feita pelo candidato e agora prefeito Eduardo Cury.O estado não tem que ser o único incentivador da questão cultural. Mas todos os setores da economia e iniciativa privada dinheiro neste pais não falta precisa é ser bem aplicado e usado racionalmente.Voltando a literatura precisamos de uma política literária defenida em nosso Pais de um incentivo aos novos homens das letras através de incentivos culturais por parte da iniciativa privada e setor pÚblico.Assim termino porque o Sol lá fora esta a pique e tenho muito a produzir.

João Carlos Faria

www.cidadedaspalavras.com.br

Grupo Cultural Cidade das Palavras

www.jocafaria.cidadedaspalavras.com.br

sexta-feira, 8 de dezembro de 2006

Esperando a chuva

Esperando a chuva

Joca Faria

Falar mas falar o que se tudo já deve ter sido falado.Então escrever , mas se tudo deve ter sido escrito.Como poderia falar da LUZ do Sol e da sombra de uma arvore se alguém já deve ter falado ou escrito.Das brincadeiras de uma criança. Do sair para trabalhar numa manhã fria e chuvosa onde teu corpo pede para ficar agarradinho com sua mulher.Da metafísica se tanta gente já vivenciou e escreveu sobre a metafísica. Mas sobre a metafísica preferimos viver a escrever.Como falar do amor de um homem por uma mulher se nunca amei ninguém, então escreverei sobre minha solidão, sobre minha desesperança no amor.Ela nunca olha para mim, nunca sorri me deixa só.Como sentirei seu corpo junto ao meu corpo.Estou cansado de minha fria solidão de só ter amigos e nenhum colo para chorar para amar.Nunca descubro onde erro, Mas NUNCA farei o que aquele pintor americano fez. Pegar um carro e se matar numa estrada numa noite qualquer acho que o nome dele era Jack Pollock vi este filme na tarde de ontem esperando a chuva que nunca chegava. Mas para MIM o que nunca chega é o amor este não vem a cavalo e nem de bicicleta.Há muitos anos atrás conheci uma garota num ponto de ônibus depois nunca mais a vi. Senti algo diferente ao conhecela , mas nunca mais a vi.Quero voltar naquele passado e novamente aproveitar aqueles minutos e me reencontrar com ela e dizer que a amei por algumas horas.Mas nada volta e tudo caminha para a frente não devo desistir de encontrar um amor de verdade, mas quando? Se na vida já alcanço a idade da razão se chego a maturidade e não aprendi o que é amar.Vou chegando ao fim deste texto, mas não quero chegar ao fim de minha existência nesta dimensão sem saber o que é amar.

João Carlos Faria

www.cidadedaspalavras.com.br

www.jocafaria.cidadedaspalavras.com.br

Grupo Cultural Cidade das Palavras

domingo, 3 de dezembro de 2006

O MUNDO DE BETHY

O mundo de Bethy

Joca Faria

A poesia nossa de cada dia, Estou curtindo a diversidade poética de São José Dos Campos no mais recente cd de poesia que gravamos. Ainda estamos na fase de mixagem e masterização e nos deparamos com pérolas da poesia contemporânea feita em nossa cidade.Eu eo técnico Wilson Rafael estamos aprendendo muito com tantas diversidade de talentos. A muita boa poesia na terra de Cassiano Ricardo.E isto vem acontecendo há muito tempo estou conhecendo bem esta historia através do blog da poeta Beti Souza que esta relatando as movimentações culturais realizadas na Praça Afonso Pena uma praça central na cidade como digo sempre é o coração da cidade.Vejam por si mesmo entrando neste maravilhoso mundo de Bethy. http://mundodebeth.blog.terra.com.br
Nos anos noventa produzimos o LITTER e o Poesia Industrial ambos com a apoio da antiga comissão de literatura da Fundação Cultural Cassiano Ricardo e do departamento de Ação Cultural daquela Fundação.Hoje nasce o jornal O Grito de Maira Varela e também uma bela revista a Fragmentos editada pelo cineastaMarcelo Magano e se todos permitirem chegará em 2007 um jornal de literatura e artes produzidos pelo grupo CULTURAL CIDADE DAS PALAVRAS com a força e garra de nosso Marcelo PLANCHEZ.A JAC gráfica e editora vem editando belos livros em nossa cidade e não devemos esquecer da já famosaPAPERCROM que também edita bons livros.O grupo cultural Cidade das Palavras almeja ser uma ong editorial produzindo livros e vídeos retratando nossa historia e poesia.Hoje com o advento da internet a poesia flui cada vez mais forte em todo nosso planeta e nos joseenses nunca ficamos de fora.Tem acontecido durante este ano de 2006 sarais em bares como o Pimenta e Rapsódia Bar e até na Vila Tatetuba com o Bardos Bar.Grupos poeticos vem surgindo como a Confraria dos Artistas com vários eventos.A Fundação Cassiano Ricardo com o Projeto Pão com Palavra e o retorno das antologias e a Semana Literária.Nossa poeta Josie com o já tradicional Café FilosóficoPaulo Nubile.É tudo isso acontece em São José dos Campos no campo das letras mas falta o retorno a Praça Afonso Pena.Falta uma maior interatividade dos escritores e poetas de nosso Vale nosso grupo fez três encontros na CâmaraMunicipal da cidade buscando esta união.Estar presente é muito mais que só estar no mundo virtual.Façamos a festa juntando nos numa grande celebração ao renascimento da poesia.

João Carlos Faria

Grupo Cultural Cidade das Palavras.

WWW.cidadedaspalavras.com.br

www.jocafaria.cidadedaspalavras.com.br