Seguidores

quinta-feira, 30 de novembro de 2006

Bicicleta

Bicicleta

Joca Faria

Céu azul , após as chuvas de verão, comprei dias destes uma bicicleta estou agora andando em cima de duas rodas.Muito interessante ver a cidade de cima de duas rodas.Se virar neste caótico transito de nossa urbanidade imperfeita.Ter de estar atento ao transito esquecer destas belas vistas de nossa Serra da Mantiqueira.Para não virar massa asfaltica , Tudo é lento e rápido sobre as duas rodas que rodam em torno da Terra.O mundo passando em nossa volta como se fosse um filme projetado em uma tela. Ter de arrumar um lugar para guardar a bicicleta preocupar se com roubos e assaltos numa medíocre violência.Estar atento e forte diante de nossa intolerância.As vezes paro pelo caminho e observo nosso céu azul e lembro-me da gravidade que nos mantém firmes neste chão. É estranho imaginar que estamos num planeta soltos pelo universo numa grande viagem sem nenhum lugar a chegar.Agora pela manhã sai de casa e de cara me meto dentro de um retrovisor e o carro seguiu em frente. Preferi dali em diante seguir pela calçada e passei a sonhar com ciclovias tranqüilas e suaves.O centro de minha cidade São José Dos Campos não tem nenhum lugar para se estacionar as malfadadas bicicletas é que preferimos o cheiro de gasolina ao invés da não poluição de uma bicleta uma simples bicicleta.Mas nossa adimiraval consciência esta mudando enquanto seres ditos civilizados e pensar que tudo começou lá pelos anos sessenta do século vinte. Numa pequena cidade da Holanda chamada Amsterdã onde o povo começou a mudar o jeito de ver o mundo surgindo o Movimento Provus onde pintavam bicletas e as punham a disposição de todos livremente.É um movimento bem longe do comunismo e do fascismo na Velha Holanda onde também surgiram as performances e os textos de Hanki Bay.Dando um grande passo pela chamada contra-cultura que até hoje influenciam as ongs verdes, partidos verde e vários movimento sociais e ecológicos.Bicicleta tenhamos uma, Bicicleta é a liberdade de chegar em algum canto sem poluir este nosso planeta chamado Gaia.Façamos nossa parte enquanto cidadãos.Não devemos esperar que governos e estados façam nossa parte.

João Carlos Faria

Grupo Cultural Cidade das Palavras

www.cidadedaspalavra.com.br.

www.jocafaria.cidadedaspalavras.com.br

domingo, 26 de novembro de 2006

FELICIDADE

Felicidade

Joca Faria

Hoje sou feliz porque é hoje. Ontem foi ontem não mais importa, mas hoje é hoje o eterno agora.Amanhã não será hoje o eterno agora então fico com o dia de hoje.Tudo acontece no presente não no futuro nem no passado só o presente.Por isso busco viver intensamente o dia de hoje.Amo a todos compreendo toda a revolta entendo quem esta próximo de mim.Mesmo que me odeiem eu os amo e estendo a mão mesmo correndo o risco de ser mordida.Mas estou vacinado contra a incompreensão de meu próximo.E continuo a amalos como sempre amei.E amarei.Que pena. Me da ver estas pessoas que não vêem o verão depois do inverno e nem a beleza do próprio inverno.Se sentem num inferno quando sofrem criticas, Não COMPRIENDEM as razoes do próximo e o caluniam o agridem.E fácil falar, mas fazer enfrentar os desafios e mais difícil estes homens e mulheres não sabem o valor do trabalho do plantar só querem os frutos sem plantar a semente.Vamos dar as nossas mãos a eles e ensinalos a plantar a construir uma vida nova cheia de amor e afeto pelo semelhante.Para que cheguem a FELICIDADE com as próprias pernas. Vamos dar as mãos vamos caminhar buscar vencer sem nenhum medo de errar.Amo vocês todos, talvez um dia voltemos a caminhar juntos novamente.Desejo lhes vitórias , mas saibam que antes de vencer caímos muito muito.Para conhecermos o sabor da vitória necessita-se conhecer o amargor da derrota.Merda pro ceis.

João Carlos Faria

www.cidadedaspalavras.com.br

www.jocafaria.cidadedaspalavras.com.br

Grupo Cultural Cidade das Palavras

quarta-feira, 22 de novembro de 2006

Mostra Joseense de Teatro

Mostra Joseense de Teatro

Joca Faria

O que é um espetáculo teatral? Quando bem feito nos faz lembrar por toda a vida, quando mal feito também jamais nos esquecemos para não repitir aqueles erros.Ontem assisti a um empolgadicimo debate em São José dos Campos ocorrido por causa da Mostra Jossense de Teatro.Na sede da Fundação Cultural Cassiano Ricardo lá se tinha umas cinqüenta pessoas numa grande roda debatendo os rumos do teatro de hoje com o jovem critico Emerson Mostaco.Mas vamos ao debate. Tinha lá jovens atores e autores e grandes feras do teatro brasileirocomo Cláudio Mendel, Atul Trivedi mentores do teatro e provocadores nas terras Cassianicas.Estava eu acompanhado do dramaturgo Frankilim Maciel em nossas discussões filosóficas.Havia muito fervor emocional tem pessoas que não suportam o peso da critica não sabem que a critica serve ao artista para seu aperfeiçoamento.Tinha lá pessoas e grupos achando que os 800 reais de cachê que a Fundação oferece é muito pouco para seus discutíveis projetos teatrais. Não sabem eles que dinheiro publico não é capim.Acredito que os organizadores da mostra foram muito brandos ao permitir mais de vinte grupos inscritos nesta mostra.Teve grupos que nitidamente montarão pretensos espetáculos somente para ganhar o pequeno cachê oferecido aos grupos.Peço mais rigor a direção desta instituição para o próximo ano. Acredito que esta mostra deveria ser descentralizada e atender aos oito espaços culturais nos bairros da cidade.Mas valeu este retorno desta mostra o teatro feito em SÃO JOSÉ DOS CAMPOS é umteatro de fé e amor a arte.Pelo que entendi ontem. Estamos passando por uma fase de pouca criatividade e de uma mediocridade cênica.Talvez isto esteja acontecendo pela questão da má interpretação da idéia de teatro profissional.Falta uma ousadia uma revalorização dos dramaturgos. Temos hoje o jovem Abreu e outros.Mas falta muito mais no teatro contemporâneo. Temos como nunca houve temáticas para grandes peças como Política,Guerras, DESASTRES AMBIENTAIS, esoterismo.Mas em São José só vejo um folclorismo oficialoide , trabalhos feitos para a grande mãe estado comprar.Chega disto vamos construir um novo teatro onde poça se incorporar a tecnologia do vídeo, a internet.E demais novidades São José e uma cidade das ciências das inovações e nosso teatro esta capenga por falta de ousadia.

João Carlos Faria

Grupo Cultural Cidade das Palavras

www.cidadedaspalavras.com.br

http://www.jocafaria.cidadedaspalavras.com.br/

segunda-feira, 20 de novembro de 2006

POESIA

Poesia

U

Joca Faria

Azul céuPássaroPessoasEu

João Carlos Faria

A

Joca Faria

ManhaFuiNão voltei ?

João Carlos Faria

B

Joca Faria

a Davi Fernandes de Faria

artista plástico?
AmigoChatoAmigoAgente agüenta?

João Carlos Faria


Nmz

Joca Faria
Dedicado a Ricardo Faria
Oia?NoisFumolal

João Carlos Faria

www.cidadedaspalavras.com

Cultura Joseense

Cultura Joseense

Joca Faria

Li o artigo de Flavio Ezaledo publicado na Vale Paraibano de ontem sobre a Fundação Cultural Cassiano Ricardo e mais uma vez lemos que a Fundação Cultural não funciona acredito que isto éuma mentira o que não funciona direito nesta cidade e nossa câmara de vereadores que não teve nenhuma sensibilidade para dosar o remédio e deu um grande copo de veneno para a democracia daquela instituição fechando as comissões setoriais através de uma lei ridícula de autoria do vereador Jorley Amaral.Se nossa cidade tivesse uma base de vereadores sensíveis iriam rediscutir a lei da Fundaçãoe retomar o processo democrático das comissões setoriais.Quero perguntar aos editores deste jornal onde estão presos as pessoas que promoveram Sexo,Drogas e Corrupção estampadas em manchetes deste jornal a época?Quero perguntar ao sr.Antonio Leite quem foi processado? E aos vereadores onde estão as fotos de sexo que dizem ter ? E o tal docie?Grandes mentiras estas. Foi uma grande caça as bruxas em pleno fim de século promovida nesta cidade provinciana.Que vêem se refletindo nas gestões seguintes chegando a atual presidente Antonia Varoto o único projeto continuado da gestão de André Freire é a ação cultural descentralizada que são os espaços culturais em oito bairros da cidade.Que hoje conta com os espaços projetados no Bosque do Eucaliptos, Novo Horizonte e em construção o do D.Pedro I. Ontem estive no encerramento da Mostra Joseense de Teatro que felizmente esta pagando cachês de 800 reais aos nossos grupos teatrais independentemente da qualidade artística.O cine Santana foi comprado e reformado pela gestão de Edmundo Carvalho sobre a orquestra tenho a lamentar e também sobre a intervenção do Ministério Publico.Estou participando da oficina de Canto Coral no espaço Chico Triste que tem uma semana em homenagem a um dos fundadores deste conceituado jornal.Como escrevem que esta MEMORAVEL instituição não funciona já estamos no terceiro cd de poesia reunindo poetas de nossa cidade.O que não funciona é cabeça medíocre de nossos vereadores joseenses. O que não funciona é uma câmara municipal dependente do poder executivo desrespeitando a independência dos três poderes.E assim nossa cidade é assim nosso pais uma cocha de retalhos onde se construí umademocracia fajuta.Dou meus parabéns aos vereadores Amélia Naomi e Wagner Balieiro por estarem fazendo jus aos seus mandatos.

João Carlos Faria

Produtor Cultural

www.cidadedaspalavras.com.br

Grupo Cultural Cidade das Palavras

sábado, 18 de novembro de 2006

Pinheirinhox Gigante da especulação

Pinheirinho x Gigantes da especulação

Joca Faria

Não chove não faz frio a um belo calor estimulando levantarmos e a irmos em frente.Vamos vamos correr andar ,,, viver....Sentarmos na calçada...ver as crianças brincarem ...liberdade antes tarde do que nunca...Mas enquanto isso no Pinheiro uma área invadida por sem tetos as famílias morrem de medo de perder os pequenos barracos que conquistaram...Isso tudo na rica São José dos Campos... onde os espigões são construídos sem nenhum limite pelo desgoverno do PSDB.Onde hipermercados são construídos em cima de córregos para desaguarem seu chorumes... está é nossa cidade com a rica especulação imobiliária comandada por Riugui Cojima e seus vereadores vassalos onde quem é amigo do Rei Edu 1 tem TUDOE quem não é Nada nem pão com goiabada...e assim vão se as maracutaias de empresas de ônibus clandestinas e sardinhas humanas dentro de ônibus a um e noventa sem integração uma cidade sem ciclovias sem estacionamentos para bicicletas...Sem empregos nada de bom nas periferias além dos espaços culturais da Fundação Cultural Cassiano Ricardo...mas falta muitas regiões da cidade sem espaços culturais, Santa Inês,bairro dos Freitas,Putim e a onde tem eles fecham no Domingo que incrível no Domingo.Mas enquanto isso no Pinheirinho não há emprego, não há chance só a fome de vencer e de estômagos vazios... E a intolerância de Eduardo 1 o alcaide o Gigante de Botas QUE esmaga sem dor nem piedade aquela gente...Quem poderá salvar os moradores do Pinheirinho? Ainda não temos esta resposta ,mas a luta continua companheiros.Vamos em frente que tem muita gente para conquistar empregos, saúde e educação.

João Carlos Faria

www.cidadedaspalavras.com.br

Grupo Cultural Cidade das Palavras

www.jocafaria.cidadedaspalavras.com.br

quarta-feira, 15 de novembro de 2006

http://www.videolog.tv/jocafaria

Canal Livre

Joca Faria

Neste domingo assisti a entrevista do governador reeleito por Minas Gerais AécioNeves que teve setenta e cinco por cento de votos do povo mineiro.Ele colocou que reestruturou Minas Gerais acabando com setenta por cento dos cargoscomissionados daquele estado.Porque o PSDB joseense não segue o exemplo de Minas e extingue os mais de trezentoscargos existente na administração municipal de nossa cidade se são tão úteis assim porque não transforma os encargos de carreira gerando um grande concurso público em nosso município.Entrando o prefeito Eduardo Cury para a historia da cidade como um grande administrador.É o momento certo para isso após a crise gerada com a suspensão da sessão da câmara na ultimaquinta-feira. Dando uma grande derrota a chamada base aliada que sequer conseguiu eleger um único representante na assembléia paulista.Eu estava na câmara naquele dia e vi o nervosismo e o mal humor dos vereadores da base aliada e vi o sorriso dos três vereadores da oposição.Acho quase impossível a não reeleição de Eduardo Cury no pleito de 2008 mas se elecontinuar mantendo estes assessores incompetentes pode aumentar a revolta dos vereadores e esta união articulada em 1998 por Jorley do Amaral se desfazer.Acredito que o caminho correto e um dos vereadores da base aliada assumir a secretariade governo de nosso município.Assim fortalecendo nosso feudo joseense pois a população da cidade infelizmente aprova esta linha conservadora de poder político.E a cidade não tem nenhuma forma eficaz de oposição a não ser o velho estilo cachorro vira-lata do PT e demais companheiros.Haja tanta mediocridade para uma só cidade.E pensar que já tivemos grandes mentes em nosso CTA,INPE e Prefeitura Municipal. Salve o brigadeiro Monte-Negro onde estão os utopistas de nossa cidade.No Partido Verde que não é?

João Carlos Faria

Produtor Cultural

Grupo Cultural Cidade das Palavras

www.cidadedaspalavras.com.br

http://www.videolog.tv/jocafaria
Novo videooo.

quem?

Quem?

Joca Faria

Fúria numa noite estranha ela acorda não consegue acender a luz.Procura se e se vê transparente assusta se
e volta ao seu corpo o que aconteceu. Não sabe não tem respostas.
Na mesma noite ela dorme tranqüilamente tenta se desvendar quem é ela?
Quem é você? O QUE FAZEMOS nesta tridimensão não temos verdades nenhuma?
Mas que verdade? Ela dorme despida ... nas noites solitárias...
Nua como uma flor toca se o corpo em brasa viva...mais viva do que nunca... . . .
Sua vagina seus desejos...seu corpo...
João Carlos Faria

www.cidadedaspalavras.com.br

Grupo Cultural Cidade das Palavras....

sexta-feira, 10 de novembro de 2006

UM

Um

Joca Faria

Eu aqui sentado nesta privada. Esperando um doce de goiaba que ela foi buscar.Ela tão doce e amada. Nestes dias de conturbadas paixões onde desiludo-me com a livre expressão do ser humano. Uma pagina CONTENDO fotos de minha pessoa humana foi apagada da internet lá tinha um contato de cem pessoas que se perdeu.Só porque eu estava nú. E agora Joca o que fazer? Não continuo meu caminho sentado nesta privada.E pensando por estes dias ando cansado estamos em novembro hoje faz frio.Um frio de rachar em novembro ouço Ney Matogrosso faço uma grande exceção quando escrevo estou sempre em silencio.Para poder me encontrar comigo mesmo. Mas afinal quem sou? Além de homem desempregado aos 37 anos. Mas o que é ser nesta sociedade onde o que vale é ter?O ator Edu Gair disse que eu e o cineasta JoãoNicolau somos biscateiros que vivemos de quebragalho não sei só sei que nunca sei nada. Embora não sendo sempre somos estamos no Brasil e aqui simplismente nos viramos.Acabou a eleição o sinal esta vermelho esta acabando o ano e tudo continua do mesmo jeito.Porque não temos o direito de ter praias exclusivas para naturistas, como o projeto de lei do deputado carioca Fernando Gabeira.Porque a nudez que é algo natural sofre pré-conceitos?Termino este texto com perguntas, sem nenhuma sem uma única resposta.Quem sou ? Quem somos?Eu direto de minha privada faço um troçó.E eu ouço a balado do Louco na interpretação de Ney Matogrosso.Mais louco é quem diz e não é feliz........Que revivam os MUTANTES...

João Carlos Faria

Grupo Cultural Cidade das Palavras...

ww
w.cidadedaspalavras.com.br

quinta-feira, 2 de novembro de 2006

Boca

Joca Faria

Dedicado a Josette Lassance

jlassance@bol.com.br

http://www.culturapara.art.br/Literatura/josettelassance/obras1.htm

Vaginas vaginas engolindo meu ser como se fossem bocas bem abertas trangando-me...Sinto me um pênis a penetrar ...sinto me uma banana sendo engolida por tua boca de batom vermelho...Tuas bicicletas em domingos azuis...na pele quente de um sofá ...vejo a tv e masturbo me nú...tenho tesão pela nudez a tua a minha as nossas...queria criar uma tribo onde todos pudessem andar nús e vestidos do quequisecem ...onde todos saberiam os deveres sem nenhuma necessidade de juízes...Onde houvesse trabalho para todos...sem nenhum preconceito...onde pudecemos amar a hora que tivecemos desejos...onde iria ser domingo ou segunda quando quiscemos...Mas temos que conviver nesta civilização de carros de motores, de computadores mas quem consegue viver sem carros sem televisores ...Não estaria eu a criar este melancólico textos sem a santa tecnologia onde ficam nossos deuses nesta historia toda?Ficam bem longe de nossa tosca materialidade .ontem vi Samael Aun Weor como se fosse um ser humano normal disfarçado de cidadão ilustre...Senti me importante terei eu chance de fugir dos infernos tornarei me um mutante umSuper-Homem.Não não não sou Solfidone...Vaginas vaginas vaginas podem me levar ao inferno ou au céus.

João Carlos Faria

Grupo Cultural Cidade das Palavras....x

www.cidadedaspalavras.com.br

"Blade runner" . Eleelabonecos de cerana rua, picheno ceu,oito aviões supersonicosnosferatu nos museusum beijo que acaba no vacuo. . . Passaros mortos empalhados enfeitam os fios eletricos da parte mais antiga da cidade, cenas de cinema mudo, musica? Apenas o grito do vento seco batendo nos tubos ocos dos esgotos.. The Poor
Pobre de mim, habitante impuro de habitat indesejável, há nobreza nos homens, olho com escárnio, por essas janelas de vidro, meu beijo sem carne invadir a palidez dos espelhos, a vida a passar esquálida, enfio-me no seu inusitado conhecer marginal extremo, deleitando-me nas noites estreladas nas mortalhas que me aquecem e mastigo todos os dias os vermes que me servem, como um excluído das mesas fartas do mundo. Meu excremento é seco, tenho olhos sombreados com fastio pelo futuro. O relento é minha estátua rarefeita no cotidiano do abstrato. Em resumo, não existo, não há marketing para mim (um absoluto absurdo anônimo da multidão a celebrar toda a estupidez). Uma mórbida causa a angustiar para o que não tem remédio. Minha aldeia são os viadutos concretos dessa cidade, pixados por minha arte "rupestre", suburbana, contemporânea e inspiradora de poetas bêbados. Pobre de mim. Sem portas, sem quintais, indigno à esmo, pertenço aos compositores enriquecidos por minha condição e sou incluído apenas nos discursos políticos dos pulhas e presidentes desse país.
Josette Lassancejlassance@bol.com.br
..meu coração a carne negra
que sobrou. ....fizestes um pássaro. ................que impune voa ......em tuas asasde ossos. O Fazer da primeira pedra
devoro a asa em vôos viajo volto um dia e enterro o medo de partir daqui não volto mais invólucro-pedra . atirar-me ao abismo ao eco ao aço das paredes ao abraço de minhas asas . retirar-me dos lugares entre raízes ser como as folhas. . um dia sem a mesma sensação dei-me à esmo pelos caminhos mortos fiz a ponte fiz da primeira pedra atirar-se do rio como suicida atirar-se bem longe sem mira para poder ter o domínio das mãos tirar de perto a origem a miragem do moinho a moer grãos de um passado liqüefeito . nunca mais viver de passagens viver de miragens do mundo viver de grãos nunca mais. dentro do pássaroa palavra voalivre - mente.
dentro do livroa palavrasolta as asas
o livro é um pássarosoltonas palavras.

NUBLADO...

nublado...

joca faria

tarde muito tarde... ela seios vermelhos, cabelos entrelaçados como se fosse de uma índia.agora ela de verde num vestir ...sedução o sol aparece por entre as nuvens eis que surge o desejo meu falo se enrijece com um tesão avassalador quero devorar todas as fêmeas que passam por meu olhar de lobo.quase sai com minha saia hoje... mas achei que não era o momento, mas tem um momento certo...o que é o certo... não sei ... você sabe... será que é certo todo este nosso código civilizatorio... se estamos nos suicidando aos poucos com este veneno civilizatorio que criamos...longe estamos de nos mesmos o tempo todo em nossa correria pela sobrevivência...se vivemos a passar a perna no próximo em nossa maneira imaginaria de se achar o centro do mundo...vejo outras fêmeas a passar por mim... mas continuo sempre só nem um gozo ao lado das fêmeas...só utilizando minha mão vaginaaaa.alguém estava estes dias a me perguntar como suporto esta solidão digo só que suporto por isso sou tão insuportável...este alguém pega uma puta por semana e coleciona beijos de batom em sua cueca.um dia ele sonhou que todas as amantes se reuniram e cortaram seu falo quando ele morreu e construíram uma capela no alto da mantiqueira.nesta capela tinha uma estatua de cão e seu esperma estava preservado...para a criação de um novo ser humano...tanta pretensão para somente um cão...elas continuam a passar vejo seus seios...sinto tesão termino este texto corro ao banheiro para me masturbar...

joão carlos faria

grupo cultural cidade das palavras...

www.cidadedaspalavras.com.br

E agora José? É AGORA MINAS...

E agora José? É agora minas.

Joca Faria

As eleições acabaram Lula é o novo presidente eleito. Nos perguntamos é a agora José?O Brasil esta evoluindo temos uma grande democracia sendo consolidada.O Geraldo cumpriu muito bem seu papel de candidato da oposição.Agora temos mais quatro anos de governo Lula.O grande problema do Brasil hoje ao meu ver é o desemprego até porque estou nesta condição de desempregado a um bom tempo.Embora seja eu produtor cultural mas estou desempregado.E sei o que é a barra de procurar emprego fazer currículo, distribui los, fazer fixa, entrevistas e ouvir sempre não.Para mim esta rotina já vem há quase dez anos vou é montar um carrinho de pipoca.Acredito que o empreendedorismos e a melhor solução para se mudar de vida.Quero ter uma editora, junto com uma livraria.E vou chegar lá. Não gosto muito deste livros de auto ajuda.E muita ilusão.Mas algumas coisas se aplicam como as chamadas zonas de conforto.Somos uma sociedade capitalista mas deveríamos valorizar mais o cooperativismo nos grandes centros econômicos do pais.Acredito que o governo Lula tem esta vocação por isso continuo a votar em Lula.E daqui a quatro anos em Aécio Neves.

João Carlos Faria

Grupo Cultural Cidade das Palavras

www.cidadedaspalavras.com.br