Seguidores

segunda-feira, 8 de maio de 2006

Á noite da FADINHA do reino dos Novos Horizontes

À noite da FADINHA do reino dos Novos Horizontes

Joca Faria

Noite fria de um Outono FRIO faz silencio na casa na qual hábito
lembro me da poesia de Marcelo Planchez na qual rolam soltos os
corpus nús. Acredito que o poeta tenha feito este poema numa noite
de Outono como esta. Queria eu ter um belo corpo nú a rolar em minha cama.
Mais um fim de semana se vai. E não vejo BOAS expectativas de uma segunda-feira. Nem e oito horas e já tenho sono.
Talvez seja o silencio de uma casa vazia, Estou tentando assistir
novamente A Flauta Mágica de Ingmar Bergmam que me foi emprestado por uma bela fadinha que mora lá para as bandas do Reino do Novo Horizonte.
Às vezes chamo esta fadinha de Bruxinha.Mas ela não gosta diz que as Bruxas são, mas e comem criancinhas.
Não sei se e mito ou fantasia , Mas a Fadinha dizem que É amiga de um perigoso Mago Negro que É um político e se diz poeta, Neste reino felizmente todos se dizem poetas. Então ele o Mago Negro
Também pode ser um poeta de poemas romÃnticos.
Quem sabe este Mago Negro não seje tão mau assim talvez seje um pouquinho ambicioso e ainda acredita que os SerafimS justificam os meios.
Quem sou eu? AlÉm de um mero escritor desconhecido para julgar um personagem.Que não usa baseado, mas e inspirado em alguém real.
Mas Será mesmo que nos da Irmandade Azul somos reais? E você leitor tem certeza que esta lendo este texto? Qual doce quer comer?
O de abóbora ou de banana? FaÇa sua escolha? Pois e uma decisão que e só sua e de mais ninguém.
E a Fadinha? Deve estar em seu castelo sonhando com o Príncipe que não era príncipe e virou Sapo. Eita Fadinha SOLITARIA tão solitária
como eu. E o poeta por onde anda? Deve estar lá pelos Reinos DOS Novos Horizontes fazendo novos versos.
Aqui vou me indo, pois hoje tem Abujanra e Suas Provocações que
jamais leu um texto meu.Mas já me respondeu.
E depois a bela Atriz de Entrelinhas e por final o Fantástico O Show da Vida queria ter aquela música que se cantava no Fantástico e tão bela e poética.
Deixa-me encerrar para a bela Fadinha um grande beijo.E para os
membros da Irmandade Azul um abraço.
Vou me indo ,pois e hora de ir se não o meu editor
corta este texto. Que pena ele pensa que a vida e só política e briga
até com os amigos.
A vida e muito mais que podemos querer.E muito mais que podemos
ser.

João Carlos Faria


http://www.jocafaria.blogspot.com/

http://www.cidadedaspalavras.com.br

http://www.vejosaojose.com.br/

Nenhum comentário: