Seguidores

terça-feira, 28 de março de 2006

Jardineiros do Universo

Joca Faria

Não nunca desistir insistir e tentar ir a frente estar num topo.
Eu não gosto de atender telefones, não gosto de celulares nada
que interrompa meus pensamentos faz um século que não escrevo
para mim escrever já e como respirar. Respiro e inspiro me como devorar paginas e mais paginas de um livro. Quando perco minha inspiração sinto me perdido no mundo e procuro
um livro para ler.
FAZ UMA SEMANA QUE NAO ESCREVO E ME PARECE UM SECULO.
Letras saem de minhA Escrita nebulosa sou poeta sim sou leitor e escritor de mim mesmo.
O cachorro me olha do sofá com a cara e um coração na boca.
Lembro me de LOBSANG RAMPA AGORA devoro o
Livro O EREMITA. Estou curioso a respeito do Budismo Tibetano quem sou?
Faz tempo que não leio Samael Aun Weor mas seus princípios rodeiam como crianças em volta de minha cabeça.
Nunca morei no sertão nunca fui ao sertão.Ainda não desbravei o Sertão de Guimarães Rosa mas e só questão
de ter um livro em minhas mãos.
Palavras palavras palavras escritas e nunca aborrecidas a literatura faz tanto parte de mim que quero desdobrarme para conhecer as bibliotecas celestiais.
Ainda não falei dos Jardineiros do Universo em outro textos lês conto.
Beijos incendiários em suas bocas não chupem balas de anifetalinas pensando ser balas de coco.
Vou me embora para o sertão vou atrás de bucetao.
Quando criança DIZIA que iria mas nunca tive a coragem de ir ao sertão.
Será que estão lá os jardineiros do Universo?

João Carlos Faria

Nenhum comentário: