Seguidores

sábado, 11 de março de 2006

Eu

Eu

Joca Faria

Afinal quem sou eu? Não sou ou sou? Quem quisera ser? Quantas multidões de egos cabem em mim?
Onde estou eu enfim? Pra ONDE vou esta noite sonhei não ser, DISSERAM ME ser casa vazia, então já era eu de novo para os abismos.
Que abismos? Se não temos consciência não teremos culpa? Não sou eu nada alem de uma monada eterna? Este corpo e físico e veste Esta personalidade.Quem um dia acaba. João Carlos Faria e ilusão e Maya então quem sou?
Se sou ilusão? Onde estou de fato? Será mesmo que consigo entender toda esta metafísica Gnostica, Tenho 108 VIDAS num colar quantas vidas ainda tenho pra tidar?
Tento resistir as degenerações ao sexo fácil. Mas meus Demônios internos me levam aos infernos infra-sexuais não faço, mas penso.De pensar morreu um burro.Tenho que morrer a todo instante faço uma confusão sobre todos os fatores como diria o poeta Eduardo Malafaia em vez de ser um mago acabo sendo um grande palhaço.
Que palhaço sou. Dançar ler e reler livros de metafísica e não entender nada.
Como sair deste labirinto de ilusões? Sou eu um simples aprendiz.
Será que ainda teremos tempo?
AFINAL quem sou eu um homem ou um animal?
Nem tudo cabe em meu quintal.
Beijos milhões de beijos.
Eu te desejo sorte nesta entrada ou saída?
Continuo perdido quem não sou.

João Carlos Faria

Nenhum comentário: