Seguidores

segunda-feira, 20 de março de 2006

Corpos

Joca Faria

Cheiro sinto meu cheiro a sair de meus poros acostumo me a sentir.
Quero teu corpo junto ao meu corpo. Dançarmos num baile de mascaras nos reconhecermos por nosso cheiro.
Sentir e viver um amor sem nenhum medo.
O tempo que temos e curto. A distancia já percorrida e longa.
Não devemos temer nossa sorte vamos em frente.
Sem nenhum temor o fêmea que me tens por inteiro.
Não devemos temer nada ir além de nossas poucas forças.
Desvendemos juntos o segredo do universo.
Tornemos nos um só ser em comunhão perfeita.

João Carlos Faria

Nenhum comentário: